Encontros com poesias

Lembranças
Ontem
Hoje
Amanhã talvez
Não importa quando.
Lembranças;
Na infância
Na adolescência.
Na vida adulta
Na terceira idade
Na velhice.
Elas estarão sempre presentes.
Em algum momento surgirão no nosso pensamento.
Algumas nos trarão alegria, bons momentos
Quem nunca teve.
Lembranças
Por mais que sejam tristes
Crescemos com ela
Lembranças.
Da nossa infância
Lembranças
Da nossa terra natal
Lembranças
Dos campos verdejantes.
Correndo pelo campo
Na sua simplicidade de criança.
No despertar da adolescência.
Na perspectiva futura da vida adulta
Na experiência da terceira idade.
Lembranças que serão contadas na velhice
Talvez para os netos
Talvez para alguém que esteja disposta a ouvirmos.
Lembranças todos terão.
Contá-las, resignificá-las a cada momento que é contado.
Lembranças belas que serão guardadas.
Talvez pelo neto, que um dia contará
Lembranças que um esteve presente.

Leveza
Wans

Liberdade
Estar ao vento
Balançando por onde passa
Senti-lo como a pluma
Deixá-lo levar

Leveza
Como o ar que respiramos no campo.
Observar as cores
Hoje verde água
Salmão
Laranja
Na terra o marrom

Leveza

Como os cabelos ao vento.
Nos deixa tocar e ser levado por ele
Não vemos
Mas sentimos
Às vezes frio
Às vezes quente
Às vezes mormo

Às vezes não queremos
Senti nos remete
A leveza da flor do campo.
Que ao vento
Transporta para outro lugar
Fazendo sua viaja
florescendo em outro lugar

Leveza

Ao vento renovará
Como as plumas que são carregadas.
Sentindo livre,
com o passar da lambadas do vento.

As cores são confundidas misturadas ao vento
A cada momento elas misturam ao vento.

Leveza viver livremente
Como o vento que passa.
Dando suas lambadas.

Madrugada
Wans

Tão bela
Silenciosa
Num quarto a espera do amanhecer.

Madrugada.
Quem não vê
Não sabe o que deixe conhecer.

Madrugada
São momentos compartilhados
Somente você e ela.

Madrugada
No seu silencio
Ouve o murmuro do homem
O lamentar da mulher


Madruga

Aquele que a espera
Não é mesmo que espera amanhecer.
Somente quem a espera
Entende aqueles que vive na madrugada.

Madrugada.
Nunca está só.
Há mais gente fazendo companhia
Do que o dia
Nunca para pra ver como está

Passa solitário
Como aqueles que passam
Nas tarefas obrigatórias

Madrugada
Aqueles que passam com ela
Nunca está só.

Os momentos vividos
Wans

Não importa como
Não importo onde
Importa como são vividos
Com quem são vividos.

Os momentos vividos
Talvez plenamente
Talvez sozinhos
Quem sabe na sua solidão.
Contemplando o céu
O sol
O orvalho da manhã.

Momentos vividos
Com o nascer da lua cheia
Com a estrela cadente.
Na beira da nascente

Momentos vividos
Com as águas cristalinas
Da cachoeira contorno a mata

Momentos vividos
Com os cantos dos pássaros
Do cantar do canário
Com o piar da coruja

Momentos vividos
Momentos compartilhados.
Momentos cristalizados
Momentos ramificados

Momentos vividos

Quem importa
Somente eu
Somente você
Somente eles

Não importa.

Momentos vividos
Momentos passado
Momentos atuais
Momentos futuros

O que importa

Momentos vividos

Talvez um dia reviva
na eternidade

momentos vividos
Compartilhado com seus amigos
Com, seus filhos
Não importa.

Momentos vividos
Somente a vida
Viva esses momentos vividos.

Árvore
Quem nunca a viu
Não sabe como és
fortes
Já enfrentou tempestade
Deu sombra
Deu flor
Deu frutos
Muitas primaveras já passaram Aqueles que a conheceram
Guarda lembranças
Talvez do seu cansaço
Talvez felicidade
Talvez solidão
Talvez amor

Guarda grandes secretos
Talvez pequenos
Talvez da sua sombra
Talvez dos frutos que dela comeram
Talvez as flores que levaste pra casa.

Hoje está só
Solitária
Mas forte
Esperando as estações
Novos frutos terão
Não perde a esperança
Que um dia descansará.

Uma bela mesa será
Transformada para sustentar
Ao seu redor guardar
Novos segredos
Tão secretos quantos os guardados
Em seus veios que ali está

Aqueles que a virá
Surpresos ficarão
Sua beleza em suas linhas
Apaixonados vão ficar.

Dia a Dia
Não se esqueça
Sorria sempre, a vida fica melhor com um pouquinho de alegria.
Sorrir não custa nada
Um pouquinho de loucura
Nos faz enxergar o horizonte diferente a cada dia
Curte a vida
A vida só não é mais divertida
Por que não deixamos
Curtir as pequena coisa é que faz a diferença
Olhando, admirando as pequenas coisas
Os pequenos gestos
Expor mais
Abuse
Quem se importa
Seja como uma borboleta
Sai e entra,
Pousa de flores em flores
Voando livremente
Não pediu licença
Simplesmente chega
Cumprimenta a todos
Voando sobre cada flores dizendo bom dia..
Depois vai embora.

 

Ser borboleta
Momento de transformação
Metamorfose.
Quem sou eu
Quem são os outros
Por que estamos juntos
Nada acontece ao acaso
Podemos ser borboleta
As vezes somos o casulo
Esperando a metamorfose
Saindo em busca do novo
Transformação
Metamorfose.
Entrar em contato com
Os sentimentos
Emoções
Aflorarem nossa metamorfose
Resignificar
O mundo dentro de nós
Conhecer
Metamorfose
Novos caminhos
Nova vida
Desabrochar do casulo
Poder voar como a nossa visitante.
Entrar sem pedir licença
Não ter medo de ousar.
Simplesmente entrar
Deixar acontecer
Não ter medo do novo
Ser livre como ela

Metamorfose.
Autor WAN
Ajudemos a conhecer
O poder mágico
Reparador do sono
Ensina-me a arte de tirar pequenas férias
Reduzir nosso ritmo
Contemplar uma flor
Papear com
As estrelas
Numa noite solitária
Um amigo
Afagar a solidão
Ler um poema
Ouvir nossa lastimação.
Acalmar nossos passos
Perceber nosso incessante labor
Os ruídos, lutas
Alegria
Cansaços
Desalentos
Tua presença
Constante no meu coração

Acalme
Mágico reparador do sono
Para que possa entoar
Cântico de esperança
Sorrir
Pro meu próximo
Calar-me
Escutar tua voz
Enterrar no solo
Os valores duradouros da vida
Para que possa crescer
Até alcançar as estrela
Desacelerar as batidas do meu coração
Acalmando minha mente
Diminuir minha pressa
Visão de eternidade do tempo
Confusões do dia
Tranqüilidade das montanhas
Cheiro da relva molhada
Cheiro espalhado no ar
Estar no pico da montanha
Ver o amanhecer
Esperar o entardecer
As primeiras estrelas
Nascer da lua cheia
Sentir a paz
Leveza do ar
Retirar tensões
A cada manhã
A vida recomeça
Logo o sol nasce
Secando a gota do orvalho
Repetimos o exercício continuo
Um novo nascer
A cada manhã
A vida floresce
Estende seus braços pro céu
Agradece
A cada manhã
A vida espalha
Encontra a gota de orvalho
ENTREGA ESPECIAL
Manifesta
Formas, maneiras de ser
A cada manhã
Gota de orvalho
espera
Reinventa
Seu milagre infinito
A vida renova
Milagre infinito
Recomeçar
A cada manhã.
Uma gota de orvalho

Muitas vezes silenciosas
Porém marcantes
Secretas
Porém especiais
Sensíveis
Porém seguras
Discretas
Porém especiais
Privilegio
Para todos
Amiga no momento certo
Carinhosa
Vivendo
Compartilhando
Alegrias
Problemas
Ajudando
Encontrar soluções
Com palavras amiga
Por sua paciência

A vida existe
Para crescermos
Incessantemente
Cada problema
Cada situação
Difícil
Superar
Atingir sim
Estágio elevado
Não creia
Encontrar perfeição
Naqueles que nos rodeiam
Sublimidade difícil
Falha encontrará
Naqueles que nos rodeiam
Dar-lhe carinho
Apoio
Para que possam
Nas oportunidades perdidas
Não desprezar aquele que erra
Procure
Erguê-lo
Exaltando
Qualidades
Essas que tem dentro de si
O real valor da vida
Está na capacidade
De saber
Reconhecer
Admitir
Aquilo que sentimos

Raio de Luzes
Autor: WANS
 

Hoje já não recordo
Como foi ontem
Sei que são raios
Passam brilhosos
No caminho vão deixando rastros
Somente aqueles com delicadezas
Pureza de alma
Poderão vê-los

Passarão como um flash

Somente aqueles especiais
poderão desfrutar esses momentos
Momentos diferentes
Valiosos
Entre eles estarão
Seus desejos
Sua sede
Seus amigos
Seu destino
De repente
Entre eles
Surge do nada
Uma linda flor
Como flash, raios de luzes
Ficam bailando entre o céu e a terra
São seus anjos
Sempre estarão ao seu lado.
Como Deus que ilumine seus dias.

Raio de Luzes
Autor: WANS
 

Hoje já não recordo
Como foi ontem
Sei que são raios
Que passam brilhosos
No caminho vão deixando rastros
Mas somente aqueles com delicadezas
Poderão vê-los
Passarão com um flash

Somente aqueles que são especiais
Terão o prazer
A cada momento
São vistos diferentes
Mas são valiosos
Somente pessoas especiais
Poderá apreciá-los
Adorá-lo

Entre eles estarão
Seus desejos
Sua sede
Seu destino

Mas de repente
Entre eles
Surge do nada
Lindas florzinhas
Tão delicada
Como os raios de luzes.
Ficam bailando entre eles
Como eles.

Colibri
Seja um todos os dias
Alegre-se com seu exuberante bater das asas
Buscando seu alimento em cada flor
Colibri
Eterno minúsculo batendo suas asas
No despertar da manhã
Apenas buscando com sua beleza
O alimento do que precisa
Colibri
Sua beleza eterno despertar para os nossos olhos
Olhos do coração, da nossa alma.
Colibri
Batendo sua asas
Percorrendo cada flor para fazer seu trabalho
Colibri
Sem cobrança o faz
Com amor da alma

CONTATOS

Tels.: 3816-1137 • 3816-3780 • 3814-9396 • 9-9999-0506
wilma.nubiato@yahoo.com.br

COMO CHEGAR

Rua Paulistânia, 593 - Sumarezinho - São Paulo

MENSAGENS

Preencha o formulário abaixo e envie-nos sua mensagem

Psicovia Terapia do Ser - 2016 - Todos os direitos reservados. -

Desenvolvimento