Mandalas - Significados para entender o que criamos.

 

Através desse gráfico podemos ter uma noção de nossa mandalas e o que ela representa no momento atual.

Faça com sua mandala  depois de fazê-la utilize o gráfico acima e verifique o símbolo que há em cada quadrante e o que significa cada um, com esse gráfico poderá analisar sua mandala, além dos outros símbolos que aparecem como os números, cores, figuras geométricas.

Itens que devemos observar para analisar uma mandala

Cores dos círculos que utilizou para finalizar o trabalho- self a alma escolhendo uma cor para proteção.

Cores

Números

Figuras geométricas

Animais

Pássaros

Flores

Coração.

Os quatros elementos

O processo alquímico.

Tipos psicológicos.

Introversão, extroversão

Sentimento, pensamento, sensação ,intuição.

Calcinatio-calcinação

Solutio-solução

Coagulatio- coagulação

Sublimatio- sublimação

 Cores relacionadas aos chacras

 

Sua meta, pois, é a de transformar a confusão numa ordem, sem que tal intenção seja sempre consciente.

As mandalas expressam ordem, equilíbrio e totalidade.

Frequentemente os pacientes ressaltam o efeito benéfico ou tranqüilizador de uma tal imagem.

Estrutura da Mandala

Sua estrutura básica consiste de um centro (símbolo da totalidade, da divindade, da consciência superior ou cósmica) e de uma quantidade de formas dispostas geométrica ou circularmente ao redor do centro (formas essas que representam as inúmeras facetas da personalidade humana e as infinitas formas do universo manifestado).

Funções da Mandala

A finalidade primordial das mandalas é de equilíbrio cósmico, harmonia entre espírito e matéria, uma vez que através da contemplação e concentração, a mandala proporciona percorrer o caminho evolutivo que vai de um estado de consciência puramente biológico até um estado de consciência espiritual.

Carl Gustav Jung estudou em profundidade a simbologia das mandalas, relacionando-as à simbologia universal do círculo e da representação simbólica da psique com as funções de conservação da ordem psíquica, tomada de consciência, integridade e criação.

As mandalas o leva a um estado energético de ser que permite conectarmos com nós mesmos, uns com os outros e com os poderes transformadores do universo.

Quando você estiver atento a esse lugar, poderá criar e transformar qualquer coisa. Depois de ter entrado conscientemente na mandala com todo o seu ser, mente, corpo e espírito, terá acesso a todo o conhecimento e poder do universo.(pg 14)

Você não tem que confiar na mandala, não tem que aceitar o dom humano da criação consciente na fé.

A alquimia da mandala transformará você. Simplesmente faça um pedido e siga a mandala que construiu, ele o levará a acreditar.

As mandalas são mágicas, momentos apreendidos, espelhos de nosso caminho, ela surge como símbolo universal e essencial de harmonia, integração e transformação.

As mandalas são caminhos para a autodescoberta, e nos mostram como ser usada para a busca na verdade interior, para o equilíbrio de energia, para a evolução pessoal e para a cura.

Ao desenhar uma mandala sentimos uma incrível onde de energia, muitas vezes nos mostram como seguir que direção tomar na decisão ou escolha que estamos fazendo, sobrepuja as dúvidas, faz-nos perceber e amparar, sugere intuição, compreensão para entendimento do momento que realizamos e confeccionamos a mandala.

È desafiar a nossa voz interna que está para dizer a verdade que às vezes é difícil de verbalizar, é confrontar a voz interior é confrontar a nossa sombra de negativa para positiva, pois são as qualidades que não se ajustam a nossa ideia de quem somos, pensamentos confusos podem surgir quando estamos analisando ou fazendo a mandala, deixe vir tome contato com eles, escreva mas deixa ir como chegaram e como olha a vida de frente e não através do espelho, é retratar a nossa alma.

È a profundidade da reorganização que é vivido e revelado com as cores, formas , círculo que reflete as fronteiras do ego, se está ausente, no seu lugar, fluem ao redor, caminhando para a formação de um novo ego ou eu, e que as vezes nos revelam um estado conturbado ,mas que com o processo reordenamos a energia psíquica, e a descoberta de um novo modo de ser que permite termos sentimentos, libertação das limitações desnecessárias e aceitar nosso valor como pessoa única.

Esse processo irá favorecer para que o indivíduo entre em contato com seus conteúdos internos, muitas vezes inconscientes. E com o reconhecimento deles, serão desvendadas as possibilidades que tem o sujeito de lidar com o que sente, de como percebe as situações e de como se relaciona consigo mesmo e com o mundo ao seu redor.

O símbolo aglutina e corporifica a energia psíquica, para que o indivíduo possa entrar em contato com níveis mais profundos e desconhecidos do seu próprio ser e cresça com estas descobertas.

O símbolo constelado com a ajuda dos materiais expressivos, dinamiza e facilita a estruturação e transformação dos estados emocionais que lhe deram origem.

Para entendermos um pouco  da criação e a interpretação de uma mandala precisamos conhecer profundamente sobre as cores e seus significados, números e formas os quatros elementos, fogo, ar, terra e água, alquimia ,teoria dos tipos psicológicos.

 Jung escreveu que cada uma das principais estruturas da personalidade seriam Arquétipos, incluindo o Ego, a Persona, a Sombra, a Anima (nos homens), o Animus (nas mulheres) e o Self, sonhos etc.

A escritora Fioravante (2002) admite que, além de guia de meditação, existe uma energia nos desenhos mandálicos, e procura oferecer uma classificação e explicação das suas funções.

Essas referidas mandalas podem ser regeneradoras, equilibradoras e mesmo ativadoras dos processos físicos, podendo produzir alterações energéticas positivas nos níveis material e espiritual do homem, de acordo com as tradições religiosas.

Chevalier e Gheerbrant (2001) observam que o pesquisador suíço e seus discípulos verificaram que as imagens são utilizadas para consolidar o ser interior ou para favorecer a meditação em profundidade. Explicam que a contemplação de uma mandala pode inspirar a serenidade e ajudar a reencontrar um sentido e ordem na vida

Green explica que:

Do ponto de vista psicológico, a mandala se definiria como a estrutura de um determinado comportamento da consciência coletiva do homem. Este se manifestaria claramente quando nossa consciência individual permanece em um estado de semi vigília: são mandalas, por exemplo, esses desenhos abstratos que realizamos inconscientemente, numa folha de papel,

mesmo quando estamos distraídos, por exemplo, assistindo a uma aula, reunião ou conferência desinteressante, ou simplesmente atendendo um telefonema e em outras situações.

Estes desenhos, de uma ou de outra maneira, intentam compensar nossa dispersão mental e ordenar nesse preciso momento nossa existência. Ao analisar estes desenhos, realmente comprovaremos que a maioria estão traçados a partir de figuras geométricas simples, geralmente, um círculo, um quadrado, uma espiral e outras. (2005, p. 22) desenhos pintados, configurações plásticas ou dançadas.

De outro lado, como fenômeno psicológico, aparece de maneira espontânea em sonhos e em certos estados conflitivos e até psicóticos.

A ocorrência espontânea em indivíduos permite à investigação psicológica um estudo mais aprofundado de seu sentido funcional.

Jung ainda sinaliza que a mandala pode aparecer em estados de dissociação psíquica ou de desorientação. E que, quando existe um estado psíquico de desorientação, devido à irrupção de conteúdos incompreensíveis do inconsciente, observa-se tal imagem circular, a qual compensa a desordem e a perturbação do estado psíquico: “Trata-se evidentemente, de uma ‘tentativa de autocura da natureza’” (Jung, 2002, p. 385).

Por isto, Moacanin (1999, p. 30) explicita que Jung observou que as mandalas surgem espontaneamente quando a psique está em processo de reintegração, em seguida a momentos de desorientação psíquica, como fator compensador da desordem.

Portanto, Jung entende a mandala como uma tentativa de autocura,inconsciente, a partir de um impulso instintivo, no qual o “molde rigoroso” imposto pela imagem circular com um ponto central,compensa a desordem do estado psíquico.

Conclui o autor que a mandala é um arquétipo da ordem, da integração e da plenitude psíquica, surgindo como esforço natural de autocura Como já pudemos observar, dentre os arquétipos, o mais importante é justamente aquele que Jung chamou de Self ou Si-Mesmo.

O Self expressa a totalidade do homem e aparece sob diferentes aspectos, um dos quais é a mandala.

Diante das cores dos chakras podemos observar através das cores que escolhemos como o círculo essas cores pode estar ligado aos chakras e aos traumas como nossos ancestrais.

Pai está ligado aos elementos fogo,surfur, terra-

Fogo- ligado ao chakra básico- cor vermelho- testículos

Umbilical- terra- laranja- supra renal

Laríngeo-  garganta- azul-tireoide

São de natureza quente e seca

A mãe- está ligado aos elementos água, mercúrios e ar- são de natureza úmida e fria

Esplênio- ligado ao elemento-terra- ovários

Cardíaco- ligado ao elemento- salino- (emoções) timo

Frontal- ligado ao elemento ar-  mercurial- pensamentos- ar- intuição.

Coronário é

Descida  a ligação das duas serpentes que ocorre a zero hora e depois inicia a descida  da kundaline-

Os horários de subida da kundaline- 6h00 básico, 12h00 umbilical- 18h00 laríngeo está ligado ao masculino-

Feminino 9h esplênico, as 15h00 cardíaco, 21h00 frontal-

Descida ocorre 0h00,1h00,2h00,3h00, 4h00,5h00,6h00

Quando a pessoa acorda  nesses horários podemos observar os chakras equivalentes se está ligado ao pai ou a mãe.

0h00 aos dois-pai e mãe

1hoo- frontal- mãe- pineal-

2h00- laríngeo- pai- tireoide

3h00- cardíaco- mãe- timo

4h00-umbilical- pai- suprarenal

5h00 esplênico- mãe- ovários

6h00- básico- pai- testículos

Atividade Expressiva.

Prática. Aprendendo a analisar mandalas.

Atividade realizada em grupo sendo que hora um era terapeuta e outro cliente e vice-versa.

Cada um trouxe um problema para ser explorado na atividade com mandalas.

Cada um vai analisar as mandalas observando as cores sua simbologia e seu significado, números que aparecem nas mandalas sejam em cores, figuras geométricas, buscar o significado e simbologia das figuras geométricas.

Ao analisar algumas Mandalas, é possível verificar a presença de muitos símbolos conhecidos e que juntos criam uma vibração própria, mas que, individualmente estão inseridos em uma simboligia universal.

"O inconsciente aonde reside o dinamismo do Self, é parte de nossa psique que por definição é incognoscível. Podemos dar atenção à linguagem do inconsciente, honrar e cultivar nossa relação com o Self criando Mandalas. Elas contêm e organizam energias arquetípicas do inconsciente numa forma que pode ser assimilada pela consciência, à favor do crescimento do indivíduo." (S. Fincher)

A sua antiguidade remonta pelo menos ao século VIII a.C. e são usadas como instrumentos de concentração e para atingir estados superiores de meditação (sobretudo no Tibete e no budismo japonês)

A mandala nada mais é do que um campo de força, no qual as formas, a estrutura numérica e as cores possuem poderes vibracionais atuantes. “Quando fazemos contato visual com uma mandala, nossa energia se altera e essa modificação é sempre muito positiva”, explica Celina Fioravanti no livro “Mandalas – Como usar a energia dos desenhos sagrados”.

Todas as mandalas possuem os seguintes elementos: a forma circular; o ponto central; e a repetição ou simetria das formas que constituem o desenho. De acordo com Celina, cada parte da mandala possui um simbolismo:

-O espaço interior, onde são desenvolvidas as formas, é sagrado, enquanto aquilo que está fora desse espaço é profano;

-O ponto central representa uma existência superior, a fonte de toda a criação;

-O desenho da mandala tem quase sempre uma estrutura geométrica que divide o espaço em porções simétricas. A emanação das figuras geométricas e do número de divisões do espaço determinam a chamada “vibração da mandala”

De acordo com Celina, existem muitas maneiras de aproveitar a energia emanada pelas mandalas. “Olhas para as mandalas é a primeira maneira de receber suas emanações positivas. Ao olhar uma mandala, sua estrutura começa a agir em nosso interior e gera modificações energéticas para as quais ela está programada”, explica a autora do livro “Mandalas – Como usar a energia dos desenhos sagrados”.

O primeiro cuidado é escolher a mandala certa para olhar. “Prepare um lugar calmo e isolado. Pode haver música, incenso, velas… O essencial é poder estar ali em paz e sem ser interrompido”, ressalta. Coloque o desenho na sua frente e feche os olhos. Faça respirações profundas. Quando estiver mais concentrado, abra os olhos e olhe diretamente para a mandala. Procure deixar sua mente livre de preocupações.

“Permaneça olhando quanto tempo quiser. Se ficar cinco minutos, irá se sentir bem e em harmonia. Se ficar 15 minutos, irá restaurar sua energia interior e exterior. Se ficar 30 minutos, bem concentrado no desenho, provavelmente acabará meditando com a ajuda da mandala”, finaliza Celina Fioravanti.

Em sânscrito, mandala significa círculo. Apresenta, também, outros signficados, como círculo mágico ou concentração de energia. É conhecida universalmente como símbolo da integração e da harmonia.

A mandala é composta por diagramas geométricos rituais: alguns correspondem a determinado atributo divino e outros são a manifestação de certa forma de encantamento (mantra).

Sua história começa no século VIII a.C., quando começou a ser usada como instrumentos de concentração e para atingir estados superiores de meditação (sobretudo no Tibete e no budismo japonês).

A mandala também foi usada, por muitos anos, como expressão artística e religiosa, presentes em pinturas rupestres, no símbolo chinês Yin e Yang, nos rituais de cura, na arte sacra, etc.

No budismo, a mandala é o palácio de uma divindade.

Para Carl Jung as mandalas são personificações ideais que se manifestam na psicoterapia e são interpretadas como símbolos da personalidade no processo da individualização.

Nas sociedades primitivas, o ciclo cósmico, que tinha a imagem de uma trajetória circular (circunferência), era identificado como o ano. O simbolismo da santidade e eternidade do templo aparece claramente na estrutura dos santuários de todas as épocas e civilizações. Como exemplo, temos a enorme construção do templo de Borobudur, em Java, na Indonésia. Outros exemplos são as basílicas e catedrais cristãs da Igreja primitiva, representando uma imagem ordenada do cosmos, do mundo.

A mandala como simbolismo do centro do mundo dá forma não apenas às cidades, aos templos e aos palácios reais, mas também à mais modesta habitação humana. A morada das populações primitivas é comumente edificada a partir de um poste central e coloca seus habitantes em contato com os três níveis da existência: inferior, médio e superior.

Mandalas

 

Carl Jung descreve as mandalas como quadros representativos ideais ou personificações ideais que se manifestam na psicoterapia, interpretando-as como símbolos da personalidade no processo da individualização.

Muitas pessoas fazem tatuagens de mandalas, sendo que diferentes mandalas têm diferentes padrões visuais que despertam sensações diferentes

Para os budistas, a mandala é um modelo de diagrama que representa uma residência sagrada, o palácio de uma divindade. as bênçãos se espalhem.

Carl Jung descreve as mandalas como desenhos circulares que refletem a integridade da pessoa que as cria.

Segundo Jung, uma mandala é a expressão psicológica da totalidade do eu.

O interior da mandala é formado por um círculo que representa o Cosmo.

No seu interior estão as divindades Hevjara e Nairatma, que simbolizam a iluminação, enquanto à sua volta estão as darkinis, oito personagens femininas que caracterizam os pontos cardeais.

Em torno do círculo existe um quadrado com quatro aberturas, que simbolizam a amabilidade, a solidariedade, a simpatia e a tranquilidade.

Por sua vez, à sua volta existem outros círculos que representam os aspetos cósmicos, a energia e a atmosfera.

Fora dos círculos existem algumas figuras que têm como função a proteção

A mandala também  está presente na natureza.

Para exemplificar temos o girassol e os anéis das árvores, cujos espirais simbolizam o Universo

É um campo de força! Uma força sagrada! É um universo de possibilidades que me excita, me encanta, me fortalece.

Com ela eu ajudo os outros a se alegrar, a se curar, a se conhecer, a se encontrar, a se fortalecer eSeleccionar a que nos agrada mais e posteriormente traduzi-la para saber o que nos está a perturbar ou que precisa de ser corrigido. A Mandala irá ajudar na obtenção do equilíbrio. o que queremos corrigir,

Tipos de Mandalas:

Existem inúmeras interpretações do significado das cores, mas no que se refere a Mandalas há alguns princípios convergentes:

Mandala do amor / Relacionamento:

Cores: Rosa Vermelho e Branco

Disposição preferencial: Colocar virada para o quarto, num local onde o sol incida por volta das 16:00h, ou por cima da cabeceira da cama.

Mandala da Prosperidade:

Cores: Vermelho, dourado, laranja, azul real (cores de opulência)

Disposição preferencial: Na sala de jantar, virada para onde está o sol perto das 9:30h da manhã

Mandala da Saúde / Harmonia:

Cores: Verde e motivos florais de qualquer cor.

Disposição preferencial: Divisão da casa que recebe os primeiros raios de sol.

Na Psicologia Moderna, o célebre psicólogo C. G. Jung, criador da Psicologia Analítica, ao estudar as mandalas orientais e sua utilização como instrumento de culto e de meditação, passou a desenhá-las, descobrindo o efeito de cura que elas exerciam sobre ele mesmo.

Após anos de pesquisa e aprofundamento no conhecimento do psiquismo humano, ele passou a utilizar a construção de mandalas como método psicoterapêutico. Seus estudos o levaram a defini-la como um círculo mágico que representa simbolicamente o Eu ou Self – arquétipo da Unidade Interior.

 

Na Psicologia Analítica, a mandala é um círculo mágico que representa a Unidade Interior

Investigando o uso das mandalas nas tradições budistas, Jung descobriu que os conteúdos das mandalas tibetanas derivam dos dogmas lamaicos. Na doutrina dos lamas ou lamaismo, elas não têm significado particular porque são apenas representações exteriores.

Para os lamas, a verdadeira mandala é sempre “uma imagem interior gradualmente construída pela imaginação ativa nos momentos em que o equilíbrio psíquico está perturbado, ou quando um pensamento não pode ser encontrado e deve ser procurado porque não está contido na doutrina sagrada”.

 Como são de grande importância enquanto instrumento de culto, as mandalas tibetanas geralmente contém, em seu centro, uma figura do mais alto valor religioso como, por exemplo, Shiva ou Budha.

Entretanto, como instrumento terapêutico, a mandala é utilizada, desde os tempos primitivos, pelos chamãs indígenas da América e aborígenes da Austrália que, ainda nos tempos atuais, as gravam e desenham em areia colorida. Também, místicos ocidentais e orientais de quase todas as culturas, ao longo de toda a história da humanidade, já utilizavam mandalas como “um caminho para reencontrar seu próprio centro”.

Mandalas Cósmicas

Existem, portanto, três tipos de mandalas: as de culto, as de meditação e as terapêuticas. Elas se diferenciam em função do seu uso e finalidade, mas também segundo o estado de consciência do indivíduo no momento da sua criação, isto é, estado de culto, de meditação, de cura terapêutica e de expansão da consciência, como instrumento de auto-conhecimento e transformação interior.

Entretanto, em nossas pesquisas com técnicas de Expansão de Consciência, identificamos o que Gilles Guattari denominou “mandala cósmica” – uma reprodução da dimensão cósmica da consciência da criação. As mais conhecidas “mandalas cósmicas” do mundo são criadas pelo francês Stefan Nowak.

A criação de uma “mandala cósmica” só ocorre num estado especial de consciência, chamado “estado visionário”, em que a pessoa se torna canal da consciência universal – que Jung chama de “arquétipo”, isto é, representação, no psiquismo individual, da parte herdada da psique coletiva. Esse chamado “estado visionário”* pode ser alcançado através da “consciência expandida”, mas a sua manifestação prática exige um intenso trabalho interior de auto-conhecimento e descoberta dos próprios potenciais de realização exterior.

No “estado visionário”, a consciência cotidiana do indivíduo se expande e, holograficamente, capta a dimensão cósmica da consciência da criação. Por isso, geralmente as “mandalas cósmicas” parecem explosões de luz.

A mandala cósmica é uma representação da dimensão cósmica da consciência da criação.

Algumas pessoas procuram envolver a construção de uma “mandala cósmica” numa auréola mística, como se a pessoa que a produz fosse tomada por uma “energia especial” que dirige sua mão, independentemente da participação de sua mente, do seu ego, do seu psiquismo. Entretanto, como estamos vivendo a era do conhecimento, é preciso desmistificar, pois o estado de consciência expandida pode ser alcançado por qualquer pessoa que o queira.

A elaboração de uma “mandala cósmica”, isto é, no seu processo de criação, a pessoa, além do estudo e experimentação das cores, utiliza também instrumentos de medida, como compasso, régua e etc. E é exatamente por isso que ela é capaz de transformar a sua “visão cósmica”, captada num determinado instante do tempo, em uma obra de arte única, inédita e extraordinariamente perfeita. Esse tipo de mandala representa a ordem e a harmonia existentes no universo e durante o seu trabalho o psiquismo da pessoa se reestrutura internamente, unificando-se na dualidade. Isto significa simplesmente que a construção de uma “mandala cósmica” nos ajuda a liberar as nossas forças interiores de auto-cura, pois esse processo é capaz de desencadear em nós a ordem e a harmonia no lugar do caos.

Um novo e significativo todo

Portanto, além de possibilitar o auto-conhecimento e a conquista da unidade interior/exterior, reconciliando e integrando os opostos, o trabalho com mandalas traz, também, como consequência, uma vida simbólica mais intuitiva, mais criativa e individualmente mais livre, pois ajuda a pessoa a entrar em sintonia com seu potencial interior, aceitando e enriquecendo seu imaginário.

Para se realizar uma mandala é preciso aprender a perceber a idéia que vem de dentro e integrá-la à percepção exterior, tornando-a visível através de uma representação gráfica construída intuitivamente ou desenhada com instrumentos. O foco da atividade é a auto-expressão do inconsciente, quando a pessoa reúne diversos elementos de suas experiências pessoais. O resultado final é um novo e significativo todo.

Ao construir uma mandala, a pessoa expressa a sua criatividade, reinventando-se e reconstruindo-se na direção de um novo e significativo todo.

Sendo representação exterior de imagens do mundo interior que obedece a uma dinâmica de reestruturação constante, as mandalas são sempre “individualmente diferentes” e nenhuma se parece com outra, sendo impossível reproduzi-las, mesmo pelo seu próprio autor. Isto porque, ao construir uma mandala, a pessoa vivencia sua criatividade, expressa-se através dos seus próprios meios, construindo os próprios códigos, reinventando o que já existe e criando novos caminhos, pois a auto-expressão é também um caminho de construção e reconstrução do sujeito.

Portanto, seja qual for a técnica utilizada em sua construção – individual ou em grupo, seja qual for seu uso ou finalidade – estudo, meditação, autoconhecimento, todo trabalho com mandalas contribui para a harmonia e o equilíbrio da consciência em evolução.

" Quando criamos uma Mandala, geramos um símbolo pessoal que revela quem somos num dado momento" - Joan Kellogg

No budismo o ritual de oferecer Mandalas é um processo extremamente complexo, repleto de ritos e significados, que traduz um acto de abnegação, gratidão e reconhecimento. Em termos latos, oferecer uma Mandala é um genuíno voto de bem-querer. Trata-se de um gesto de generosidade espiritual e sentimentos nobres. É efetivamente desejar a quem se oferece o mesmo que desejamos para nós próprios, uma vez que a Mandala é uma exteriorização da nossa essência.

Muito se fala dos 4 elementos, mas, na prática são praticamente o "essencial invisível aos olhos". Na antiguidade, os povos pré socráticos (dos pensamentos de antes de Sócrates e Platão) orientavam-se nos seus cotidianos pela fenomenologia do "aqui-agora". Também ponderavam profundo respeito aos elementos que compõe o mundo: ar, terra, água e fogo.

A relação dos povos pré socráticos com os 4 elementos era de aceitação e adequação, fazendo assim da condição humana um berço para a transformação junto com a mãe natureza.

 À medida que os pensamentos de Sócrates e Platão foram penetrando as sociedades, com a primícia básica da busca do idealismo da verdade, o homem foi distanciando-se da fenomenologia em prol do desenvolvimento desse mar de imaginação idealística ao qual começou a ir de atrás.

Não certo nem errado, o homem expandiu sua maneira de sonhar e ir de atrás de um ideal ao qual atribuiu-se uma verdade absoluta, muitas vezes impossível de se alcançar. Face à essa desconexão do homem com o elemental da vida, Nietzsche veio e perguntou ao homem: para quê a verdade? E novamente o homem pode voltar a ter uma possibilidade de reencontro com seu inconsciente elemental.

Essa pergunta pode o colocar de volta à própria Jornada de Herói, em busca de uma equalização dos 4 elementos para findar-se no 5º: A PRÓPRIA ESSÊNCIA DE SUA EQUALIZAÇÃO

Escolha um momento do dia em que possa estar só e confortável. Você pode colocar uma música, se desejar, mas nada que atraia demais a sua atenção. A idéia é criar um clima de aconchego para a alma, prepare-se para um encotro consigo mesmo

- Procure iniciar a pintura pelo centro do desenho. Detenha sua atençãopor alguns instantes na área que irá colorir , veja que cor essa área lhe sugere... Caso sinta dificuldade em vizualizar a cor, volte sua atenção para as cores de lápis que você tem disponível e escolha aque mais lhe atrair para começar.

- Prossiga colorindo as demais áreas de acordo com as instruções anteriores, até que todo o desenho esteja completo.

- Lembre-se você pode decidir quais áreas preencher e quais deixar em branco. Não há uma obrigatoriedade em preencher todos os espaços.

- Não brigue com seus pensamentos. Ao contrário, observe que tipo de pensamentos, sentimentos e lembranças lhe chegam à mente quando você preenche determinada forma ou usa determinada cor. Fazer uma anotação dessas impressões durante o exercício poderá ser bastante útil. Talvez você se surpreenda com sua sabedoria interior...

- Ao terminar de colorir o desenho, observe-o durante alguns minutos. Coloque a data, sua assinatura e dê um título à sua Mandala. Anote também suas impressões sobre o desenho pronto. Mais uma vez, tente não racionalizar demais esse processo, apenas escreva o que lhe vier à cabeça, mesmo que a princípio pareça sem sentido

Bibliografia - “Mandalas – Como usar a energia dos desenhos sagrados”, de Celina Fioravanti, com desenhos de Vagner Vargas, da Editora Pensamento.

Círculo

Arquétipo da totalidade e da eternidade. Representa a perfeição divina e perpetuidade de Deus. O círculo ou disco é emblema de tipo solar. Junto à roda e à esfera, simboliza também o dinamismo psíquico, o mundo manifestado, a unidade interna da matéria, tudo que é preciso e regular; a harmonia universal. Simples: o infinito, o universo, a totalidade; com ponto no cento: a primeira manifestação do princípio criativo divino; dividido (por uma reta horizontal): a primeira divisão do Princípio Divino em duas polaridades opostas e complementares (masculina e feminina); com cruz no interior: o momento da criação, quando o princípio masculino impregna o feminino; com triângulo no interior: o princípio espiritual ou ternário dentro da totalidade; com quadrado no interior: o princípio material ou quaternário dentro da totalidade.

Coração

Um dos mais importantes e universais símbolos esotéricos. Verdadeira sede da inteligência, já que a ele corresponde o cálido e luminoso Sol (ao cérebro corresponde a luz fria e refletida da Lua). Por outro lado, a importância do amor, na mística, reside no fato de que ele se expressa por meio do coração. Amar é acionar a força de um centro (o coração), o qual estimula e impulsiona os outros centros. Dessa forma, o coração é o símbolo magno do amor, iluminação espiritual e felicidade.

Cruz

Em todas as culturas, seu significado arquetípico é o da união dos opostos: o eixo vertical (masculino) e o eixo horizontal (feminino). No cristianismo, é o emblema máximo. Para a teosofia, traz a idéia do homem regenerado, aquele que conseguiu integrar harmoniosamente suas duas partes e que, “crucificado” como mortal, renasce como imortal. Na simbologia rosa-cruz, evoca os quaro reinos da natureza. Como símbolo da “Árvore da Vida”, representa o “eixo do mundo”: a ponte ou escada através da qual a alma pode chegar a Deus.

Espiral

Um dos mais importantes símbolos universais, a espiral representa o arquétipo do cosmos, e simboliza o processo evolutivo do universo. No sistema hieroglífico egípcio, a espiral denota as formas cósmicas em movimento, ou a relação entre a unidade e a multiplicidade, entre o centro e o círculo.

Pentagrama

Símbolo de Vênus, rege o feminino.
(Observando o céu e anotando a posição da “Estrela Matutina” durante 8 anos, o traçado do chamado “período sinódico” de Vênus forma um Pentagrama [período sinódico é o tempo que um planeta leva para retornar a uma mesma posição em relação ao sol por um observador na Terra – observe o desenho ao lado]).

Também é símbolo do microcosmo, revelando a sua analogia e identidade com o universo ou macrocosmo. Suas cinco pontas representam: a superior, a cabeça, as laterais, os dois braços; as inferiores, as duas pernas. Esta é uma postura que procura refletir, em termos de estado de consciência, um equilíbrio ativo e a capacidade de compreensão que deve possuir cada homem para transformar a si mesmo num centro irradiante de vida “como uma estrela no firmamento”. Esta figura geométrica pentagonal representa também um cânone estético arquetipal denominado “divina proporção”. Como fonte de luz e inspiração celestial, a estrela de cinco pontas é considerada, esotericamente, emblema do princípio inspirador do bem, do verdadeiro e do belo, tanto no mundo como no homem.

 

Flor

Em muitas escolas esotéricas a flor simboliza a fugacidade das coisas, a beleza e a primavera. No Oriente, pela sua forma mais comum, a flor representa também os “centros energéticos espirituais”, os chacras. O conceito da “flor de ouro”, na mística chinesa, é um símbolo transcendental taoísta que alude à vitória espiritual.

 

Labirinto

O centro do labirinto representa a consciência superior, a realidade absoluta, a imortalidade, a divindade; os caminhos tortuosos que vedam quase completamente o seu acesso simbolizam as provas e dificuldades pelas quais deve passar todo aquele que pretende chegar até o “centro de si mesmo”, ou seja, a consciência superior. O simbolismo do labirinto está ligado ao simbolismo da espiral. Nesse sentido, o centro, ou ponto inicial interno da espiral, representa o princípio único, imóvel. As curvas da espiral simbolizam o universo manifestado em constante movimento.

Hexagrama

Símbolo universal do espírito. Esotericamente, a aparição de uma estrela simboliza o aparecimento de uma possibilidade de realização espiritual.

Números

O número de ordem pelo qual o mundo existe. O número implica forma, som e vibração, e subjaz na raiz do universo manifestado. Junto com as proporções harmônicas, dirige as primeiras diferenciações da substância homogênea em elementos heterogêneos e põe limite à mão formativa da natureza. Os números representam “idéias-forças”, cada um com forma, sentido, individualidade e caráter próprios, e a numerologia (ciência dos números) contém a chave de todo o sistema esotérico. Esta chave é aplicável a todo o universo, tanto às hierarquias criadoras como ao homem e ao mundo.

O significado simbólico dos números está ligado à seqüência numérica:


Zero – a eternidade, o “não ser”; oposto e reflexo da unidade, representa tudo que existe em estado latente e potencial.


Um – o princípio ativo, o Sol ou a primeira manifestação da energia criadora. Representa também a unidade espiritual.


Dois – o pólo feminino (a Divina Mãe) em contraste com o número um (o Divino Pai).


Três – a síntese espiritual, representando a tríade divina no processo de sua manifestação.


Quatro – símbolo da terra, da situação humana, dos quatro elementos da natureza, das quatro estações do ano e dos quatro pontos cardeais.


Cinco – o número do homem, o quinto elemento agindo sobre os quatro elementos da matéria.


Seis – o equilíbrio, a união do espírito e da matéria; a união dos triângulos positivo e negativo, formando a estrela de seis pontas.

Sete – o número da ordem perfeita, resultado da união do ternário (espiritual) e do quaternário (material).


Oito – símbolo do Logos ou do poder criativo universal e do equilíbrio dinâmico entre as duas forças opostas (masculina e feminina).


Nove – o número simbólico da humanidade e o número-raiz do presente estado de evolução humana.


Dez – o retorno à unidade e, ao mesmo tempo, a união final e o recomeço. É a totalidade do universo.


Onze – símbolo da transição, de excesso e de perigo.


Doze – símbolo da ordem cósmica e da salvação.


Treze – morte e renascimento, mudança e retomada após o final.


CURVAS

São responsáveis por ativar nosso lado emocional.


RETAS

Ativam o lado racional de quem a produziu.


ESTRELA

Simboliza a liberdade e a espiritualidade do indivíduo.


BORBOLETA

Tem significado atrelado à autorrenovação e transformação do ser.

 

OM

Sílaba sânscrita, hinduísta, de invocação, afirmação e bênção solene. É composta de três letras: a-u-m, que simbolizam os três vedas principais e os três níveis de consciência, de acordo com a concepção hindu. É também símbolo monossilábico da Trimurti (a tríade hinduísta, composta de Brahma, Shiva e Vishnu). O om é considerado o mais importante de todos os mantras (palavras ou sons que contêm
poder mágico ou espiritual), e seu valor está contido tanto na própria idéia que representa como no seu poder fonético ou vibracional.

 


Ouroboros

Importantíssimo símbolo esotérico, cuja origem se perde no tempo, e que é representado por uma
serpente que morde a própria cauda, significando que “todo começo contém em si o fim, e todo fim contém em si o começo”. No seu sentido mais geral, o ouroboros é símbolo do tempo e da continuidade da vida. Pela sua forma circular, representa também o movimento perpétuo e de trajetória circular ou curva que caracteriza toda manifestação no universo. É emblema ainda do caráter cíclico de toda manifestação.

 


Pirâmides
O estudioso Cirlot informa que existe uma aparente contradição no simbolismo da pirâmide. Em primeiro lugar, nas culturas megalíticas e no primitivo folclore europeu, a pirâmide simboliza a terra em seu aspecto maternal. As próprias modernas árvores de Natal, herdeiras de uma antiqüíssima tradição, expressam, com sua forma piramidal, a dupla idéia de morte e imortalidade (ambas associadas ao conceito da Grande Mãe, a Terra). Por outro lado, a pirâmide de pedra, arquitetada com uma regular exata forma geométrica, corresponde ao elemento fogo, masculino, em todas as culturas antigas do Oriente. A interpretação mais completa a respeito do simbolismo da pirâmide foi dada por um outro estudioso, Marc Saunier. Ele sugeriu que a pirâmide é uma síntese de diferentes formas, cada uma delas com uma significação própria. A base da pirâmide é quadrada e representa a Terra (os quatro elementos da natureza). O ápice é “o ponto final” e o “ponto inicial” de todas as coisas, o “centro místico”, a divindade. Estabelecendo a ligação entre a base e o ápice, estão as faces triangulares da pirâmide, simbolizando o fogo como revelação divina e como princípio da criação. Conseqüentemente, a pirâmide é interpretada como um símbolo que expressa a totalidade do trabalho em seus três aspectos essenciais.

Quadrado

Símbolo da matéria e da passividade. Seus lados representam os elementos da natureza (água, fogo, terra e ar) ou os quatro pilares da sabedoria humana (ciência, religião, filosofia e arte).

Roda

Símbolo universal, complexo, e de origem tão antiga quanto o próprio homem. Seu sentido mais arquetipal está relacionado com os fenômenos das forças cósmicas em movimento. O símbolo taoísta chinês do Yin-Yang está relacionado com o significado da roda e a doutrina do Tao exprime que “o sábio perfeito é aquele que alcançou o ponto central da roda e permanece assim unido ao centro invariável”.

Roda da Vida

Um dos mais freqüentes símbolos do budismo tibetano, onde é usado em pinturas e em diagramas desenhados ou gravados. Representa a série de nascimentos, mortes e renascimentos do homem, mostrando, no círculo exterior, as fases da vida humana, causas do renascimento (lei do carma).

Rosa

Possivelmente a mais importante das flores simbólicas para o homem ocidental. Exprime o desenvolvimento do espírito, e está identificada com todas as expressões que denotam tal significado. A rosa está associada à idéia de regeneração, fecundidade e pureza.

Selo de Salomão

Duplo triângulo eqüilátero entrelaçado, ou então a estrela de seis pontas. Este símbolo é freqüentemente representado com um triângulo de cor branca e outro de cor negra.
Trata-se de um diagrama de profunda significação oculta, simbolizando, entre outras coisas, a união do espírito com a matéria.

Sol

Ponto focal de nosso sistema planetário, o Sol é símbolo material-espiritual por excelência da divindade. Sua luz pode ser considerada como a manifestação visível do Deus criador, sustentador e conservador de todas as formas de vida. O Sol é também emblema do Ser Real Interno de cada homem, da vitalidade, da vontade e dos sentimentos nobres como a lealdade.


Traço

Um dos símbolos gráficos básicos. Vertical: o princípio ativo (masculino) ou dinâmico; horizontal: o princípio passivo (feminino) ou estático.

Triângulo

Esta figura geométrica tem importante valor simbólico em muitas religiões e escolas esotéricas, representando a Trindade divina: a harmonia, a perfeição e a sabedoria. Eqüilátero: as tríades divinas ou o perfeito equilíbrio entre os três aspectos da Divindade; isósceles positivo (ápice para cima): o ternário evolutivo ou anseio do espírito em se libertar da matéria; isósceles negativo (ápice para baixo): o ternário involutivo ou o princípio espiritual que penetra e vivifica a matéria.

Yin-Yang

Símbolo chinês da distribuição dual das forças universais, compreendendo o princípio ativo ou masculino (Yang) e o feminino ou passivo (Yin). Este símbolo tem a forma de um círculo dividido por uma linha sigmóide, e as duas partes assim formadas possuem, quando observadas, uma tendência dinâmica, o que não seria possível se o círculo fosse dividido por uma linha reta (diâmetro). Na representação gráfica desse símbolo, a metade clara representa o Yang, e a escura, o Yin. Contudo, a primeira apresenta em seu interior um ponto negro, e a segunda, um ponto branco, significando que ambas possuem, em si mesmas, o germe do princípio contrário.

O hexágono e a estrela de seis pontas: estas formas, sagradas para algumas crenças religiosas, são o símbolo da dupla aspiração espiritual humana. Afinal, o nº 6 é o dobro de 3, nº q simboliza a busca espiritual. O hexágono indica o campo de atuação da busca, q é mais intensamente realizada no ambiente familiar, com seus apegos e desapegos. A estrela de 6 pontas, ou, como é + conhecida, a estrela de Davi, representa a fé aplicada à vida material e a fé transformada numa ligação real com Deus, a chamada religação. Também conhecida como Selo de Salomão, a estrela de 6 pontas representa a própria alma. Composta por triângulos sobrepostos, o triângulo de vértice voltado para cima simboliza o fogo e o de ponta para baixo, a água. Misturando-se o fogo e a água temos a totalidade do indivíduo.

Os polígonos estrelados: são muito comuns nas mandalas. Além da sua força vibracional, muito leve e inspiradora, sua simbologia está relacionada com a base numéricana qual estão estruturados. Por isso, sempre interpretamos um polígono estrelado como emanação de um nº, q está representado pela quantidade de pontas da estrela. Os polígonos e estrelas com base nos nºs. 7, 8, 9, 10, 11 e 12são especialmente ativos, e sua simbologia está estreitamente relacionada com sua base numérica.

Gotas: a chuva está associada à fertilidade na mitologia. Como a água da chuva cai do céu, ela é pura, associada, muitas vezes, ao ato de purificação. Costumamos relacionar também gotas de chuva a lágrimas, q levam embora nossa tristeza ou raiva.

O simbolismo das cores e seu poder vibratório.

Os números na mandala

A base da mandala é definida pela divisão do espaço circular. Por exemplo, se há apenas um elemento principal dentro do espaço circular, essa mandala tem base um.

-Base um: simboliza o princípio; são fortes e estão diretamente ligadas ao conceito de Deus;

-Base dois: representa a dualidade, as polaridades opostas da energia, que se unem para gerar uma terceira força;

-Base três: representa realizações no plano da matéria a partir de motivações espirituais;

-Base quatro: está ligada ao poder e à ação objetiva;

-Base cinco: está relacionada com a leveza, a fluidez, a alegria e a alquimia; é base para as mandalas com base dez e 15;

-Base seis: é formada pela multiplicação do dois e do três, dos quais absorve um pouco os simbolismos; uma mandala com base seis quase sempre contém também o número 12;

-Base sete: extrai suas vibrações da soma dos conceitos simbólicos dos números três e quatro, que unem a elevação com a materialidade; dobro de sete, a base 14 está ligada à alquimia e à magia;

-Base oito: a sua influência é exercida no plano material com muita força; a base 16, dobro de oito, gera o número espiritual mais poderoso; e

-Base nove: essa base acalma, ajuda a estudar e a aprender, facilita tudo o que é muito especializado; a base 18, dobro de nove, gera mandalas com muita força sobre o inconsciente e suas manifestações.

Celina ressalta no livro “Mandalas – Como usar a energia dos desenhos sagrados” que existem mandalas com duas ou mais bases numéricas, em que os conceitos e a emanação da mandala têm duas atuações distintas. “Uma mandala com duas vibrações é mais fraca que uma mandala com apenas uma emanação vibracional”, diz.

A geometria na mandala

Na maior parte das vezes, são as formas geométricas da mandala que criam as vibrações numéricas.

-Círculo: indica a área de atuação de Deus, a abrangência de seu poder, é o símbolo do céu;

-Triângulo: representa o homem em sua busca espiritual;

-Quadrado: simboliza a matéria, o mundo das ações e realizações físicas, num plano de existência puramente terrestre;

-Pentágono e pentagrama: como pentágono, lembra o quinto elemento, o éter. Como pentagrama ou estrela de cinco pontas, emana vibrações de liberdade de ação e de pensamento; e

-Hexágono e estrela de seis pontas: o hexágono indica o campo de atuação da busca espiritual. A estrela de seis pontas ou estrela de Davi representa a fé aplicada à vida material e a fé transformada numa ligação real com Deus

s cores nas mandalas têm uma função altamente estimulante e terapêutica:

-Vermelho: afasta a depressão, tira o desânimo e traz poder no plano material;

-Amarelo: cor da inteligência, do estudo e da criatividade;

-Azul: traz paz, harmonia e serenidade;

-Laranja: cor da reconstrução, da correção e da melhora;

-Verde: melhora qualquer estado físico negativo e cura o corpo, da mesma maneira, cura a alma quando está abatida; e

-Lilás: evita que as energias indesejadas se instalem.

VERMELHO

Palavras-chave: excitante, energético.

O vermelho está relacionado com o elemento fogo, é a mais forte das cores. Na natureza, o vermelho não é encontrado com muita freqüência; quando o vemos, ele nos transmite uma mensagem muito forte. Na China, o vermelho sempre foi considerado a cor da felicidade e da prosperidade. É uma cor de muito bom argúrio. No Oriente, as noivas ainda usam o vermelho, para atrair sorte do céu. Ovos tingidos de vermelho são distribuídos quando o bebê faz um ano de idade. O vermelho é inspirador, excitante e dinâmico. Pode nos dar uma enorme confiança.

O vermelho também pode ser a cor a ira. Ele é apaixonado e ardente, e pode criar confusão quando não é usado com sabedoria.

Deve-se usar o vermelho também nos aposentos que envolvam atividade e excitação. Uma sala de jogos ou uma sala de exercícios são bons exemplos disso. O vermelho aumenta a atividade física e a paixão carnal. Entretanto, pode causar insônia, quando usado no quarto de dormir.

LARANJA

Palavras-chave: aspiração, sociabilidade.

Laranja é uma cor social e sociável, com muito impulso e energia. Um pouco mais reservado que o vermelho, é uma cor bem humorada, agradável – mais exatamente, apaixonada. O laranja está relacionado com o elemento terra.

O laranja cria um pouco da excitação do vermelho, mas é como que apaziguado pelo amarelo. Isso faz com que ele seja uma cor bastante útil em aposentos onde as pessoas se reúnem bastante e batem papo. É interessante notar que o laranja também é mentalmente estimulante, e é uma boa escolha para áreas de estudo.

AMARELO

Palavras-chave: positividade, otimismo.

O amarelo é a cor do sol, que lança sobre nós sua energia, que confere vida. O amarelo é jovial, estimulante e alegre. Como proporciona estímulo mental a ele, muitas vezes é associado à obtenção de sabedoria. O amarelo pode avivar o aposento mais sombrio. Na antiga China, considerava-se o amarelo a cor do riso. O amarelo está relacionado com o elemento terra.

Sempre se considerou o amarelo como uma cor mentalmente estimulante, fazendo com que ele seja útil em áreas de estudos, ou em atividades criativas. Não exagere, porem, já que, em demasia, essa cor pode provocar dores de cabeça. O amarelo anima a atmosfera de u aposento e faz com que as pessoas se sintam felizes e divertidas, sendo, desse modo, uma boa escolha para aposentos destinados a entretenimento.

VERDE

Palavras-chave: paz, tranqüilidade, cura

O verde está bem no meio do espectro das cores, e é a cor da natureza. Proporciona sentimentos de paz, harmonia e tranqüilidade. Acalma e revigora a alma. Na China, considera-se o verde a cor da paz e da longevidade. O verde também está relacionado com a primavera, com ovas primícias e com o crescimento que advém de tudo isso, além de estar ligado ao elemento madeira.

O verde é repousante e tranqüilizador, fazendo com que ele seja uma cor apropriada para qualquer aposento usado para repouso e para dormir. O verde acalma a mente e elimina a tensão e a ansiedade.

AZUL

Palavras-chave: otimismo, segurança.

Na antiga China, o azul simbolizava as bênçãos divinas. E a cor do céu. Hoje em dia, ele está relacionado com a consideração,a Constancia e a verdade. É calmante, introspectivo e responsável. O azul esta relacionado com o elemento água.

O azul é tranqüilo e voltado para o intimo. Pode ser uma escolha muito boa, caso você tenha um aposento para meditar. Os azuis mais fortes, tais como o índigo, favorecem a espiritualidade e a intuição.

Diversas tonalidades de azul podem ser a escolha certa para o banheiro e o lavabo. Isso ocorre porque o azul está relacionado com o elemento água.

VIOLETA

Palavras-chave: Espiritualidade, ideais elevados.

O violeta usa a energia do vermelho, combinada com o otimismo do azul, para criar uma cor repousante que evoca uma sensação de encantamento. Não é de surpreender que as vestes episcopais sejam dessa cor, pois o violeta está fortemente associado com o lado espiritual da vida. Essa cor estimula a criatividade, o idealismo e o misticismo. A cor violeta pode ser inspiradora e encher a mente de sonhos, de como as coisas poderiam ser. Não é uma escolha muito boa para as salas de entretenimento, mas pode ser muito útil em aposentos onde se requer concentração.

DOURADO

Palavras-chave: dignidade, dinheiro.

Na China imperial, só o imperador e seus parentes mais próximos tinham permissão para usar mantos dourados. Por isso, ainda hoje se acredita que o dourado atrai honra e sucesso. O dourado é positivo e otimista, como o amarelo, mas expressa mais dignidade. No Oriente, ele muitas vezes é combinado com o vermelho, ara representar sorte e prosperidade. O dourado está relacionado com o elemento metal.

BRANCO

Palavras-chave: pureza, brilho.

O branco do vestido de noiva representa pureza e inocência. Nas artes marciais, aqueles que usam faixa branca são “inocentes”, porque estão apenas começando. Ele incentiva o amor pelos detalhes e representa uma mente desprovida de inquietações. É interessante notar que, no Oriente, o branco é usado nos funerais. Entretanto, ele também esta relacionado com a luz, que atrai o chi, algo muito desejável no feng shui. Ainda assim, no Oriente, a cor branca geralmente é acompanhada por alguma outra cor “viva”. O branco está relacionado com o elemento metal.

PRETO

Palavras-chave: Intensidade, formalidade, sofisticação.

O preto é a cor da noite. É difícil descansar num aposento que seja completamente preto e branco. O preto é, muitas vezes, considerado sombrio, mas, na verdade, pode nos ajudar a resolver os problemas de forma dinâmica e determinada. O preto está relacionado com o elemento água. No Ocidente, o preto é, muitas vezes, considerado uma cor negativa, até malévola. No feng shui, entretanto, o preto está relacionado com o dinheiro, e, consequentemente, pode ser uma cor bastante positiva.

Você precisa ser uma pessoa cheia de autoconfiança para incluir o preto no esquema de cores de sua casa. Preto e branco é uma combinação marcante, que geralmente funciona melhor em um ambiente de trabalho do que em casa. Se você, porém, está querendo afirmar algo, o preto pode funcionar muito bem na sala de estar, nos corredores e nos banheiros. Use-o de forma comedida para que ele cause mais impacto.

O cinza associado ao preto representa o tudo com o nada – negação. O cinza associado ao laranja indica negação do prazer. O cinza associado ao azul significa negação da intuição, espiritualidade e criatividade. O cinza associado ao amarelo representa negação da comunicação, relação e sociabilidade. O cinza associado ao verde claro indica negação da sensbilidade.

AS CORES NA MANDALA:

A cor é uma energia que atua num nível sutil.

A cor Vermelha numa mandala indica atividade e estimulo. O vermelho afasta a depressão e tira o desânimo, traz poder no plano material. É a cor das paixões, da conquista e da sexualidade. Quando a cor vermelha está numa mandala, ela precisa ser bem usada, em certos ambientes, pois pode tirar o sono ou deixar a pessoa irritada. Sua emanação está na polaridade masculina das energias, por isso ele atua para gerar atrações físicas.

1º CHACRA: BÁSICO - BASE DA COLUNA - COR VERMELHA

A cor Laranja é restauradora e regeneradora. O laranja soma a ação do vermelho com a do amarelo, o que produz uma vibração ativa e certamente muito atuante nos planos material e mental. O laranja traz recuperação depois de um processo destrutivo e uma capacidade de refazer o que não está certo. É a cor da reconstrução, da correção e da melhora. Quando o laranja aparece numa mandala, sua energia deve ser usada para mudar situações, pensamentos e ações desgastadas.

A cor laranja pura produz uma individualização nobre das pessoas, elevar seu espírito e um impulso pela manifestação. A cor laranja impura alimenta a vaidade, complacência e egoísmo.

2º CHACRA: SACRO - REGIÃO ABDOMINAL - COR LARANJA

A cor Amarela é ativadora e dinâmica, sua emanação age acentuadamente sobre os processos mentais, gerando aceleração e mudanças nos pensamentos. O amarelo traz muitas idéias, afasta as idéias fixas e aumenta a capacidade de raciocínio. É a cor da inteligência, do estudo e da criatividade. Quando a cor amarela aparece numa mandala, deve ser observada a sua colocação, pois ela pode gerar instabilidade ou excessiva produção mental.

3º CHACRA: PLEXO SOLAR - REGIÃO UMBILICAL - COR AMARELA

A influência do verde é calmante, corretiva e curativa. O verde é composto de azul e amarelo, o que produz uma vibração composta por energias bem diferentes. Por um lado, atua sobre a mente e, por outro, atua sobre o equilíbrio, O verde melhora qualquer estado físico negativo e cura o corpo. Da mesma maneira, cura a alma quando ela está abatida. Quando uma mandala tem a cor verde, suas vibrações são sempre curativas e, seja em que nível for, ela é benéfica para todos.

4º CHACRA: CARDÍACO - REGIÃO CENTRAL DO PEITO - COR VERDE

A Cor Azul é calmante e equilibradora, sua emanação trabalha a polaridade feminina das energias, o que estimula atrações entre energias complementares. O azul traz paz, harmonia e serenidade. É a cor dos acordos, da habilidade diplomática e da atuação em conjunto. Quando a cor azul aparece numa mandala, sempre precisa estar em harmonia com o conceito numérico, pois pode ter sua atuação enfraquecida por formas com as quais elas não combina.

O azul nas suas vibrações elevadas traz elevação espiritual e aprofundamento nas emoções. Desperta as mais elevadas emoções, eleva o idealismo e a fé.

5º CHACRA: LARÍNGEO - REGIÃO DA GARGANTA/PESCOÇO - COR AZUL

A cor Índigo traz força, simpatia, boa conduta, respeito, generosidade, magnanimidade, caridade e poder. No seu estado impuro leva a covardia. Expansão da mente, liberta do medo, neutralizador, grande anestesiante, psicose, obsessor, ajuda problemas no ouvido e nariz

6º CHACRA: MENTAL SENSORIAL - CENTRO DA TESTA - COR ÍNDIGO

A cor Lilás é profundamente espiritual, mística e religiosa. O lilás é formado pelas cores vermelha e azul, que são energeticamente opostas. É a união da matéria física com o amor mais elevado. O lilás atua sobre quem está espiritualmente desequilibrado, descrente e sem conexão com as forças divinas. É uma cor capaz de desinfetar e esterilizar no plano material e no plano mais sutil, evitando que energias indesejadas se instalem. Quando uma mandala tem a cor lilás, ela limpa e isola os ambientes em que está.”

7º CHACRA: COROA - TOPO DA CABEÇA - COR VIOLETA.

Branco

A cor que é a junção de todas as cores existentes na natureza. Representa a explosão de energia equilibrada funcionando como transformadora de qualquer desequilíbrio energético, muito usada para energização de pessoas com depressão e falta de coragem para começar algo. Purifica e equilibra o indivíduo e o ambiente. Bom para qualquer ambiente e negócio.

O mais importante é que todas as cores podem trazer benefícios e podem ser usadas em todos os ambientes havendo reserva apenas para os lugares de descanso e a predominância das cores fortes de muita energia ativa.

A INFLUÊNCIA PSICOLÓGICA DAS CORES:

Devemos usar sempre uma cor quente e uma fria juntas. Nosso mundo é um mundo de polaridades: dia e noite, quente e frio, alegria e tristeza, yin e yang, etc. A influência das cores pode ser notada não somente na decoração, mas também na maneira de vestir, como terapia, na expressão de um quadro, traduzindo o estado de ânimo das pessoas e a maneira como gostariam de ser vistas.

Vermelho É uma cor que tem bastante energia. Faz a pessoa se sentir intrépida, ousada, poderosa, corajosa. Todos nós precisamos de um pouco de vermelho em nossa aura para motivar-nos. Seus tons e matizes sugerem muitas características. Desde a determinação e vontade de cuidar dos outros à insensibilidade, violência e egoísmo. Quando esta cor é usada com equilíbrio, seu efeito é muito positivo. Para isso, devemos usar o verde, o amarelo-dourado que significa sabedoria ou o azul, que vai esfriar um pouco o vermelho. Locais como teatros, restaurantes, bares e cassinos podem ser deliberadamente decorados com vermelho, pois esta cor estimula o apetite e nos faz perder a noção do tempo.

Tons de Rosa Mistura de branco com o vermelho. Tons rosados proporcionam calor, afeto e podem ser relaxantes. Os tons róseos mais quentes têm efeito positivo, pois tornam as pessoas mais ativas e desejosas de progresso. Ideal para serem colocados em casas ou asilos de pessoas idosas, pois não vão permitir que essas pessoas fiquem apáticas ou percam o interesse pela vida, ao contrário, vão causar uma mudança de personalidade onde essas ficaram mais ativas e vigorosas.

Laranja Ajuda a pessoa a despertar seu potencial, defender seu próprio ponto de vista e ser mais confiante. Os tons mais pálidos desta cor estimulam a comunicação das pessoas, bem como a descoberta e o desenvolvimento da criatividade. É uma cor de grande vitalidade e pode ser usada em lanchonetes, restaurantes, etc. O laranja-escuro deve ser usado com moderação, pois pode causar uma sensação de desamparo e insegurança. O laranja-claro proporciona uma sensação de conforto, alegria e expressividade. Todos os artistas criadores deveriam usar esta cor, principalmente acompanhada do azul.

Amarelo Também uma cor de grande energia, pois é associada com a luz do Sol. É quente, expansiva, ativa a mente a abrir para novas idéias. Ajuda na aprendizagem, pois afeta o plexo solar (núcleo do sistema nervoso central que é um dos principais centros provedores de informação do cérebro). Essa cor alimenta o ego, mas em demasia pode tornar a pessoa "egocêntrica".

O amarelo

e o branco juntos devem ser usados com parcimônia, pois podem causar uma sensação de insegurança e instabilidade. Devemos usar com moderação os tons de amarelo-escuro, como o mostarda, pois em demasia podem exercer um efeito negativo como pessimismo e negatividade. Pode ser usado em halls, corredores e lugares onde têm pouca luz, pois dá uma sensação do espaço. Esta cor é associada com o intelecto, as ideias e a inquirição mental.

Verde É a cor do equilíbrio e da harmonia. Ajuda a reduzir o estresse e a tensão, pois é um meio de baixar a pressão arterial. É uma cor que está associada com a auto-estima e nos ajuda a fluir com os acontecimentos, dando uma sensação de liberdade e fluidez. É relaxante e repousante, mas não deve ser usada sozinha, pois pode deixar o ambiente estático. O verde-escuro proporciona uma sensação de força e estabilidade. O verde-claro é ótimo para crianças, que geralmente o adora. Ele afeta a área do coração e nos ajuda a ser mais afetuosos. O verde-maçã indica uma casa onde se dá importância 'às crianças, 'à família e aos animais. Pode indicar também pessoa que tende a acumular posses e não jogar nada fora. O verde usado com cores mais claras irradia uma energia de relaxamento e paz. É uma cor que está ligada 'à auto-estima.

Azul O azul é uma cor terapêutica, que relaxa, acalma e esfria. Pode ser associado à lealdade, integridade, respeito, responsabilidade e autoridade. Mas usado em demasia, pode deixar o ambiente frio, pode fazer com que a pessoa fique indiferente, retraída e com sono. O índigo pode trazer à tona velhos medos, portanto deve ser usado com o rosa. O azul-escuro e profundo é uma cor que remete a integridade e honestidade. As pessoas que se entregam à mentira e são desleais não costumam se sentir bem em um ambiente com esta cor, pois ela tende a fazê-las se sentir culpadas. Ele pode ser usado com amarelo para ativar a mente e a intuição, com o vermelho para manifestar as emoções, com o rosa para trazer à tona o lado afetuoso e com o pêssego para estimular a criatividade.

Violeta Ou as pessoas odeiam ou elas amam... Essa cor tem uma vibração muito rápida e estimula o lado artístico. Ela é associada a ideais nobres, como devoção e lealdade. Quando usado com o amarelo estimula a introspecção para encontrar nosso eu. Quando usado com o verde estimula a generosidade e caridade. De todas as cores, a violeta é a mais poderosa, afeta muito as pessoas, portanto devemos usá-la com critério. Violeta-claro não deve ser usado sozinho, pois pode causar um desinteresse da pessoa pelo mundo.

Púrpura Ativa as emoções básicas e, para não causar desequilíbrio, deve ser usada com o verde.

Magenta Cor muito animadora. É viva e dramática e estimula as pessoas a tomarem decisões. Deve ser usada, pelo menos nos detalhes, em empreendimentos comerciais. Grande harmonia quando usada com o verde.

Turquesa É uma cor extremamente repousante e relaxante, mas deve ser usada sempre acompanhada de uma cor quente. Na cromoterapia, é usada como meio de acalmar o sistema nervoso.

Marrom Cor que nos proporciona a sensação de que tudo é permanente, sólido e seguro. É a cor da estabilidade quando usada no seu estado natural, tal qual nos móveis, etc. Transmite uma energia positiva.

Cinza Embora muitos digam que é uma cor de neutralidade, seu efeito não passa desapercebido. É uma cor associada ao medo e negatividade, portanto devemos usar seus tons mais claros e sempre acompanhados com cores quentes.

Branco

Realça todas as cores. Pode fazer com que elas ganhem luminosidade e vida. Um ambiente todo branco pode dar a sensação de falta de força e profundidade.

Preto É imponente, mas só quando usado com outra cor. Do contrário, pode nos deixar indiferentes, inacessíveis e prepotentes ao extremo.

 

O NÚMERO 1

Simbologia:

Número 1 Individualidade e pioneirismo

Símbolo: o ponto

Planeta: Sol

Cores: amarelo, laranja e dourado.

Elemento: fogo

Metal: ouro.

Pedras: rubi, topázio e diamante.

Perfume/aroma: morango.

Profissões: inventor, aviador, engenheiro, professor, diretor de empresas, ou alguma atividade no campo da eletricidade e do automobilismo.

Este é o primeiro dos números, é o início, o único, o absoluto. Está ligado à energia criativa, originalidade, à individualidade, ao poder, à masculinidade e à objetividade. Representa o ímpeto que leva à realização. Eu Sou! Eu faço! É a unidade, Deus; e também o Eu, a personalidade individual do ser humano

Significa liderança, força e ambição. Também é o número que traz coragem, independência, atividades mentais e físicas, individualidade e realizações. O número 1 é visto como o número para principiantes.

As pessoas de personalidade 1 são líderes natos em tudo. Muito autoconfiante, tem êxito em tudo que faz. Este número caracteriza pessoas ambiciosas, inovadoras, pioneiras, aventureiras, individualistas, independentes, corajosas, determinadas, líderes, meigas e atenciosas mas com dificuldade em demonstrar os seus sentimentos. Inteligente, pioneira, honesta, adora desafios, novidades e vai querer ser sempre a primeira em tudo. Independente, ágil, desenvolve-se rapidamente. Gosta de preservar a intimidade e estará sempre mudando alguma coisinha de lugar no seu espaço. É líder de grupo. Mas também é um pouco egoísta e preguiçoso. Para manter um bom relacionamento com alguém desse número, não tente impor suas idéias, mas procure sempre argumentar.

 

Dica: Incentive seu espírito de liderança e o gosto pelo esporte. Valorize cada vitória.

Características positivas: individualidade, espírito de liderança, criatividade, atividade, ambição, audácia, ousadia, autoconfiança, positividade, pioneirismo, persistência, coragem, obstinação, iniciativa e independência.

Características negativas: egocentrismo, autoritarismo, repressão, fracasso. O lado negativo, pode levar a prepotência, preguiça, solidão, egocentrismo, individualismo, agressividade, inflexibilidade, orgulho e autoritarismo.

Missão a cumprir: Evitar ser egoísta e autoritário.

 

O NÚMERO 2

Simbologia:

Número 2 Cooperação e Sensibilidade

Símbolo: yin e yang.

Planeta: Lua

Cores: branco, prateado e verde-claro.

Elemento: água.

Metal: prata.

Pedras: pérola, jade e selenita.

Perfume/aroma: laranja.

Profissões: estatístico, contador, escriturário, bibliotecário, político, diplomata, músico ou pintor.

Este número representa a dualidade, a polaridade, a necessidade de ser complementado, o convívio em harmonia com os demais. Principio passivo, feminino, negativo. É o complemento do 1, da mesma maneira que a mulher complementa o homem. Representa a mãe, a que gera. É o número da sensitividade, grande intuição e traz equilíbrio em situações. É a associação, a cooperação, a amabilidade. É moldável, adaptável, conciliador, pacificador. Mediador, o equilíbrio entre forças opostas.

Este número caracteriza pessoas equilibradas, receptivas, amáveis, sensíveis, sinceras, diplomáticas, cooperativas e românticas. Emotiva, sabe como cativar as pessoas. Solidária por natureza, estará sempre pronta a ajudar os amigos, mesmo que, às vezes, use esse seu lado como forma de chamar a atenção. Também é do tipo que precisa estar sempre com alguém, não importa se é amigo, pais ou familiares. É sociável, gentil e considera muito as pessoas. Paciente, busca sempre a união É facilmente adaptável, mas pode tornar-se indeciso. É muito atenta e compenetrada. Por ser muito diplomática e ter grande facilidade de adaptação, convive muito bem em todos os ambientes que frequenta. Costuma aceitar os próprios erros e não tem vergonha de pedir desculpas. Gosta de manter seu espaço sempre bem arrumado. O medo da doença faz com que busque sempre uma alimentação mais saudável.

São ótimos parceiros no amor. Muito amorosa e compreensiva, a pessoa de personalidade 2 adora dar atenção aos outros, principalmente para a pessoa amada. É muito recatada no amor e sempre o compara ao sexo. Em compensação é muito tímido e tem medo de aceitar novas oportunidades. Devido à sua timidez, sente dificuldade em se relacionar com estranhos, à primeira vista, mas, quando se solta, é muito amável.

Significa liderança, força e ambição. Também é o número que traz coragem, independência, atividades mentais e físicas, individualidade e realizações. O número 1 é visto como o número para principiantes.

As pessoas de personalidade 1 são líderes natos em tudo. Muito autoconfiante, tem êxito em tudo que faz. Este número caracteriza pessoas ambiciosas, inovadoras, pioneiras, aventureiras, individualistas, independentes, corajosas, determinadas, líderes, meigas e atenciosas mas com dificuldade em demonstrar os seus sentimentos. Inteligente, pioneira, honesta, adora desafios, novidades e vai querer ser sempre a primeira em tudo. Independente, ágil, desenvolve-se rapidamente. Gosta de preservar a intimidade e estará sempre mudando alguma coisinha de lugar no seu espaço. É líder de grupo. Mas também é um pouco egoísta e preguiçoso. Para manter um bom relacionamento com alguém desse número, não tente impor suas idéias, mas procure sempre argumentar.

Dica: Não tente esconder suas emoções. E cuidado com ao falar com ele, para não magoá-lo.

Características positivas: espírito de colaboração, modéstia, paciência, solidariedade, receptividade, atenção, diplomacia, emoção, amabilidade, tato, companheirismo.

Características negativas: timidez, medo, indecisão, dualidade, dúvida, dependência, submissão, passividade, insegurança.

Missão a cumprir: Evitar a dependência excessiva, desenvolver o espírito cooperativo.

 

O NÚMERO 3

Simbologia:

Número 3 Agradável e Talentoso

Símbolo: o triângulo.

Planeta: Júpiter

Cores: púrpura, lilás, violeta e azul-celeste.

Elemento: ar.

Metal: estanho.

Pedras: turquesa e topázio.

Perfume/aroma: pêssego.

Profissões: orador, escritor, ator, pintor, músico, humorista, produtor cultural, cabeleireiro ou vendedor.

 

Este número associa-se com a comunicação, a expressão, a expansão, a criatividade e a sociabilidade. Representa o relacionamento com o mundo exterior. Após a individualidade, a união com o dois, surge a interação com a sociedade. O que comunica. O 3 é a expressão, a comunicação, a criação. É o produto da união de 1 e 2. É a frutificação, a trindade, a multiplicidade. Representa a interação social. Na espiritualidade, o número três é visto como o poder da unidade entre a mente, corpo e espírito.

Este número caracteriza pessoas comunicativas, expressivas, simpáticas, interativas, otimistas, inteligentes, criativas e bem-humoradas. O número três é adaptável, alegre, sociável, ótimos comunicadores(as), gostam de manter a harmonia e o equilíbrio em suas vidas. Contudo, também são exageradas e têm dificuldade em terminar os projetos em que se envolvem. Extrovertido dono de grande magnetismo pessoal, promove o desenvolvimento de todos ao seu redor, irradiando alegria, entusiasmo. Sua criatividade ilimitada faz com que tudo pareça possível.  Constitui a expressão do sucesso, da sorte, da fertilidade e da beleza. É feliz, criativo, intelectual e otimista. Também é refinado e gosta de coisas caras. Mesmo que em alguns momentos pareça dispersivo, na verdade é muito observador e registra tudo o que se passa à sua volta. Tem o dom da criatividade e usa desenho, teatro e pintura como formas de expressão. Inimigo da rotina, está sempre buscando o novo. Aprende com facilidade. Vive cercado de amigos. Gosta de ambientes alegre e aconchegante. Quando doente, precisa de muita atenção. No trabalho, o sucesso virá através de oportunidades inesperadas que exigem pensamento rápido para achar soluções inéditas e criativas. Conquista a todos com seu encanto natural e não precisa se esforçar para chamar a atenção. Muito romântica e sedutora, alegre, extrovertida e sociável, a pessoa de personalidade 3 transmite muita confiança no amor e na vida. Mostra-se tímido ainda mas, aos poucos, desenvolve uma grande autoconfiança.

Significa liderança, força e ambição. Também é o número que traz coragem, independência, atividades mentais e físicas, individualidade e realizações. O número 1 é visto como o número para principiantes.

 

As pessoas de personalidade 1 são líderes natos em tudo. Muito autoconfiante, tem êxito em tudo que faz. Este número caracteriza pessoas ambiciosas, inovadoras, pioneiras, aventureiras, individualistas, independentes, corajosas, determinadas, líderes, meigas e atenciosas mas com dificuldade em demonstrar os seus sentimentos. Inteligente, pioneira, honesta, adora desafios, novidades e vai querer ser sempre a primeira em tudo. Independente, ágil, desenvolve-se rapidamente. Gosta de preservar a intimidade e estará sempre mudando alguma coisinha de lugar no seu espaço. É líder de grupo. Mas também é um pouco egoísta e preguiçoso. Para manter um bom relacionamento com alguém desse número, não tente impor suas idéias, mas procure sempre argumentar.

Dica: É muito talentoso, mas não gosta que você o exiba para os outros. Cuidado, também, com as críticas, para não inibir a criatividade do artista.

Características positivas: otimismo, bom gosto, talento, comunicação, sociabilidade, cordialidade, entusiasmo e criatividade.

Características negativas: exibicionismo, superficialidade, espírito fofoqueiro, mentiras, conflitos, solidão, ostentação, exagero, dispersão, pessimismo e imaturidade.

Missão a cumprir: Abrir-se para o mundo, ser criativo, procurar expressar-se

O NÚMERO 4

Simbologia:

Número 4 Organização e prática

Símbolo: o quadrado.

Planeta: Saturno e Urano

Cores: amarelo, laranja e vermelho.

Elemento: terra

Metal: ouro.

Pedras: safira e topázio.

Perfume/aroma: maçã verde.

Profissões: empreiteiro, fazendeiro, mecânico, projetista, contador, político, operário de fábrica ou da construção civil.

O que realiza. Palavra chave: ação, estabilidade, firmeza, segurança e conservadorismo. O quatro é o símbolo da lei da ordem. Manifestação do lado racional, é representado pelo quadrado. É o número da terra e representa estabilidade e fidelidade. Simboliza as quatro estações do ano, os elementos e as pontas dos compassos. Este número relaciona-se com trabalho organizado e dirigido para massas, a preocupação com detalhes, a energia para construir e concretizar. Se por um lado é a limitação e a dureza, por outro simboliza a segurança, a estabilidade, os esforços premiados. Está relacionado com o mundo material, com o senso prático, a autodisciplina. Para construir é preciso valer-se de sua força e poder. Desenvolve o senso prático, a autodisciplina. A defesa das tradições, e um certo conformismo.

Este número caracteriza pessoas fortes, com boa capacidade de argumentação, práticas, leais, justiceiras, minuciosas e organizadas. Contudo, também são excessivamente sérias, pouco imaginativas e conflituosas. Também são honestas, capazes e perseverantes. A pessoa de personalidade 4 é altamente metódica e objetiva. Não gosta de rodeios preferindo ir direto ao assunto. Desde pequeno vai mostrar-se disciplinada e muito sistemática. Não terá dificuldades em se adaptar à rotina. É paciente e responsável. Gosta de ordem e regularidade. Mas é autoritária e tem tendência a criticar demais as coisa, querendo que tudo seja a sua maneira. Evite prometer o que você não puder cumprir: ela vai cobrar a promessa durante o resto da vida. Tem uma incrível habilidade manual. É uma especialista em montar e desmontar quinquilharias. E depois, fica esperando os elogios por suas criações. É extremamente organizada. Muito exigente com os colegas de trabalho e amigos, deseja deles a mesma perfeição que busca para si.

 

Perfeccionista ao extremo, inclusive no amor, não gosta muito de inovar e prefere as 'fórmulas' mais tradicionais.

As pessoas de personalidade 1 são líderes natos em tudo. Muito autoconfiante, tem êxito em tudo que faz. Este número caracteriza pessoas ambiciosas, inovadoras, pioneiras, aventureiras, individualistas, independentes, corajosas, determinadas, líderes, meigas e atenciosas mas com dificuldade em demonstrar os seus sentimentos. Inteligente, pioneira, honesta, adora desafios, novidades e vai querer ser sempre a primeira em tudo. Independente, ágil, desenvolve-se rapidamente. Gosta de preservar a intimidade e estará sempre mudando alguma coisinha de lugar no seu espaço. É líder de grupo. Mas também é um pouco egoísta e preguiçoso. Para manter um bom relacionamento com alguém desse número, não tente impor suas idéias, mas procure sempre argumentar.

Dica: Sempre que puder, convide seu filho para ajudar nas tarefas da casa. E não tente vencê-lo pela imposição: diante do conflito, converse.

Características positivas: praticidade, espírito construtor, lealdade, organização, disciplina, ordem,franqueza, estabilidade, cautela, trabalho, resistência, confiança, honestidade, amor a tradição.

Características negativas: rigidez, conformismo, avareza, apego ao passado, crítica excessiva, insegurança, inflexibilidade.

Missão a cumprir: Não se deixar oprimir pelo trabalho e pelas responsabilidades.

O NÚMERO 5

Simbologia:

Número 5 Responsabilidade e Versatilidade

Símbolo: a cruz.

Planeta: Mercúrio

Cores: azul-claro e cinza-claro.

Elemento: ar

Metal: mercúrio (não deve entrar em contato com a pele).

Pedras: diamante e safira amarela.

Perfume/aroma: camomila.

Profissões: psicólogo, pesquisador, vendedor, agente de viagens ou de seguros, guia turístico ou corretor de bônus e ações.

O que é livre. Palavra chave: Liberdade, evolução, curiosidade, aventura. É o número dos sensações e dos sentidos. Representa a liberdade e o espírito de aventura. Este é o número das probabilidades de mudança, da versatilidade e das viagens. O cinco representa a versatilidade através da busca de liberdade para se lançar em direção a novas oportunidades. Introduz a idéia de movimento, de velocidade e de tempo que acaba com a estabilidade, a determinação e a ordem limitada do 4. Simboliza a revolução sem a qual a transformação e a evolução não seriam possíveis. É o número da transformação. O 5 é o transgressor.

Este número caracteriza pessoas versáteis, ativas, aventureiras, exploradoras, de pensamento rápido e inteligentes. Provocam mudanças por onde passam e também aceitam com a mesma facilidade que as promovem. Um aventureiro nato, a pessoa de personalidade 5 adora liberdade e os espaços abertos, para que possa gastar toda a energia que tem. Muito agitado em todos os campos da vida, geralmente são irrequietos, super-ativos e curiosos. Impulsivos, rápidos e inquietos. Não que não goste de carinho e aconchego, mas apenas porque não vive sem movimento. Imaginação fértil, curiosidade insaciável. Versátil, fazem várias coisas ao mesmo tempo. Haja fôlego para acompanhá-los. Gostam de dar conselhos e não negam ajuda a quem seja necessário. Além disso são pacíficos, harmoniosos e confiáveis. São animadores de festas, otimistas e adoram viagens. Acumulam experiências e possuem conhecimentos sobre uma boa gama de assuntos, mas não se especializam em nada. Em compensação são orgulhosos, inquietos, descontentes, insatisfeitos e precipitados.

 

Com um magnetismo pessoal, atraem pessoas do sexo oposto.Também possuem forte atração sexual o que condiz com sua sexualidade agressiva e cheia de energia.

 

Dica:Estimule seu lado curioso, seu espírito aventureiro. E não o force a cumprir tarefas muito rotineiras. Ele detesta.

Características positivas: entusiasmo espírito empreendedor e aventureiro, versatilidade, liberdade, sensualidade, aberto às mudanças, curiosidade, flexibilidade, inteligência.

Características negativas: irresponsabilidade, inquietação, infidelidade, falta de objetivos, ímpeto que não leva a nada, ansiedade, indisciplina, instabilidade, impulsividade.

Missão a cumprir: não fazer uso inadequado de sua liberdade pessoal; aceitar mudanças.

O NÚMERO 6

Simbologia:

Número 6 Liberdade e Sensibilidade.

Símbolo: dois triângulos opostos.

Planeta: Vênus

Cor: todas as nuances de azul.

Elemento: ar.

Metal: cobre.

Pedras: esmeralda,safira e turquesa.

Perfume/aroma: canela.

Profissões: médico, enfermeiro, músico, funcionário público, dona-de-casa, decorador de interiores, cozinheiro ou professor.

O que concilia. Harmonia, equilíbrio, verdade e justiça. O seis sintetiza as responsabilidades sociais e familiares.. O seis emana vibrações artísticas e domésticas. Representa a busca de um lar, uma família e uma entrega a sua comunidade. Este número representa a responsabilidade para com os demais, a sociedade e a família.

Este número caracteriza pessoas responsáveis, simpáticas, amáveis, artistas, criativas, equilibradas, humanitárias, compreensivas, honestas e fiéis. São pessoas intelectuais, imaginativas e sempre estão procurando ser perfeccionistas. São atenciosos com a família, nas relações amorosas e adoram ter responsabilidade. Deseja casar-se, ter um companheiro, uma família. Emanam vibrações artísticas e domésticas. Buscam um lar feliz e o sentir-se útil a uma comunidade. A pessoa de personalidade 6 é passional e humanista. Com uma grande necessidade de ajudar os outros, ela pode até se sacrificar pelos que ama. Carinhosa, compreensiva, meiga, responsável. Meiga, querida por todos e muito apegada à família. Adora a companhia dos pais, dos avós, ter amigos e receber visitas.

Desde pequena, já se mostra uma excelente anfitriã. E para isso, faz questão de uma casa bonita e confortável. Solidária, empresta ou dá, com prazer. Sensível, em um ambiente mais tenso, pode se deprimir e chorar. Normalmente tolerante, torna-se muito teimosa quando contrariada. Movida a elogios, precisa do seu apoio e incentivo. É ativa, inquieta, pensa rápido e gosta de variedade. Não gosta de rotina, prefere tudo o que é novo. Assume mil responsabilidades ao mesmo tempo. E apesar de sobrecarregada, saberá dar conta de tudo. Sem reclamar ou pedir ajuda

Sexualmente aparentemente é passiva mas procura agradar sempre o parceiro. Pode se tornar dominadora e possessiva se sentir-se insegura em relação aos seus sentimentos.

Dica: Valorize sua capacidade de ser solidário, de partilhar, mas não deixe de lhe apontar os limites.

 

Características positivas: espírito conciliador, generosidade, estabilidade, idealismo, preocupação com o lar, a comunidade, companheirismo, equilíbrio, justiça.

Características negativas: acomodação, espírito de mártir, complicações no casamento, cobranças excessivas, ciúmes, ressentimento, dificuldade em aceitar a realidade.

Missão a cumprir: aprender a aceitar as coisas como são. Cuidar da relação sem ciúmes, buscar o equilíbrio antes da perfeição.

O NÚMERO 7

Simbologia:

Número 7 Conquista.

Símbolo: estrela.

Planeta: Netuno

Cor: púrpura e violeta.

Elemento: água.

Metal: prata.

Pedras: ametista e rutilo violeta.

Perfume/aroma: uva.

Profissões: cientista, professor, escritor, horticultor, inventor, advogado, ator, psicanalista, líder religioso ou atividades ligadas ao ocultismo.

O número sete é visto como um número de grande espiritualidade. Representa os sete dias da semana e as sete cores do arco-íris. O 7 é o número da perfeição, integra os dois mundos e é considerado símbolo da totalidade do Universo em transformação. Este número está associado a espiritualidade, a pesquisa, a introspecção, ao ocultismo. O que pensa. Palavra chave: análise, investigação, lógica e misticismo, reflexão. O sete relaciona-se com a sabedoria, reflexão, busca de outras respostas além daquelas oferecidas, meditação, descanso, paz interior.

Este número caracteriza pessoas espirituais, intelectuais, idealistas, estudiosas, contínua busca pelo conhecimento científico, inteligentes e criativas. Contudo, também são muito reservadas, sarcásticas, inflexíveis, caladas e irritadiças. São sábios, pensam profundamente nas coisas e se interessam muito por assuntos místicos. Aparentemente fria e calculista a pessoa de personalidade 7 é na verdade super exigente com ela mesma e com o próximo. Procura sempre executar suas tarefas de forma impecável. Tem natureza intelectual, facilidade para aprender, gosto pelo estudo. Pensadora, observadora, sempre atenta a tudo o que acontece.

Tem uma vida interior muito rica, preza o silêncio e a quietude. Trabalha mais para o bem dos outros que para o próprio. É uma pessoa grandiosa, que é atraída por grandes negócios. Mas é um pouco avarenta e extravagante. Pode ficar um bom tempo sozinha, concentrada. Gosta de um ambiente arrumado, fugindo do barulho e da agitação. Ama a natureza e os animais. Normalmente obediente e educada, tem incrível sensibilidade para distinguir o certo do errado, e se ressente demais com as injustiças. É uma perfeccionista, defensora do respeito e da privacidade.

Geralmente solitária, ela se isola e precisa de muito tempo para realmente se entregar a qualquer tipo de relacionamento, pois prefere este isolamento.

Dica:Não estimule, mas respeite sua necessidade de ficar só. E não tente desvendar seus segredos.

Características positivas: sabedoria, tranquilidade, introspecção, intuição, poder de análise, meticulosidade, lógica, profundidade, perfeccionismo, autocontrole e investigação .

Características negativas: desligamento, melancolia, solidão, perda do sentido da vida, falta de objetivos, auto-crítica, excesso de exigência, reclusão

Missão a cumprir: refletir, buscando o saber dentro de si.

 

O NÚMERO 8

Simbologia:

Número 8 Sabedoria e Liderança

Símbolo: roda da fortuna.

Planeta: Saturno

Cor: marrom, preto e cinza.

Elemento: terra.

Metal: chumbo.

Pedra: ônix e turmalina negra.

Perfume/aroma: mirra.

Profissões: executivo, presidente ou gerente de uma grande companhia, advogado, perito, industrial, bancário, editor, publicitário, crítico literário ou teatral.

Este número representa a vitória e a prosperidade. Representa também o poder e a boa administração do dinheiro. Palavra chave: Poder, responsabilidade, riqueza material, reconhecimento. Depois de encontrar respostas, é hora de colocar em movimento. Busca o poder, o prestígio, o lado material da vida. Movido por uma ambição legítima, torna-se um guerreiro, lutador, um perseverante, baseado no senso ético, na justiça, busca a vitória pessoal através do enriquecimento. É o início de uma nova vida, a regeneração, o renascimento, a renovação.

Este número caracteriza pessoas habilidosas, trabalhadoras, decididas, ótimas gestoras, fazem qualquer sacrifício pelo que acreditam, desejam alcançar reconhecimento, auto-suficientes, firmes, exigentes e ambiciosas. Contudo, também são frias, têm grande dificuldade em demonstrar os sentimentos, materialistas, impacientes e excessivamente ambiciosas. É um número prático e pertencem as pessoas sucedidas e organizadoras que se dão bem em negócios. São pessoas que trabalham duro em ambos os aspectos: material e espiritual. Com uma auto-confiança que beira a arrogância a pessoa de personalidade 8 não costuma decepcionar os amigos.

Muito disciplinada, sua aparência transmite sucesso e prestígio, que vêm graças ao grande espírito de competição e capacidade de liderança. Inteligente, dominadora, logo estará comandando a vida da casa. Esperta, hábil, vai descobrir o jeito de impor suas idéias. E não admite ser contrariada. Simplesmente não escuta um não. Desde pequena, mostra que tem iniciativa e objetividade. Mas, antes de contar com a sorte, deve se empenhar para conseguir o que deseja. Impetuosa, tem dificuldade em cumprir uma meta de cada vez. É paciente, intuitiva e misteriosa. Gosta de ler, tem poucos amigos, mas muito bem escolhidos. É um pouco melancólica.

Capacidade de comando e liderança. No trabalho critica quando acha necessário e elogia na mesma moeda .O talento para empreendedor vai se firmar,quando pode alcançar sucesso financeiro. Se optar pela área cultural, será em um cargo administrativo.

Adora desafios e por isso é fascinado por relações complicadas. É sexualmente agressiva e segura de si.

 

Dica: Elogie sua capacidade de tomar decisões. E não seja autoritária, mas sempre diplomata.

Características positivas: poder, eficiência, prestígio, liderança, organização, sucesso, riqueza, perspicácia, saber, compreensão, autoridade, justiça, perseverança, auto-confiança e verdade

Características negativas: ambição excessiva, sede pelo poder, materialismo desenfreado, intolerância, arrogância, autoritarismo, teimosia, impaciência e desonestidade.

Missão a cumprir:Usar corretamente o dinheiro e o poder, pautado no senso de justiça. Não

Número 9 Inspiração

Símbolo: três triângulos.

Planeta: Marte

Cores: vermelho e branco.

Elemento: ar.

Metal: ferro.

Pedras: granada e ágata.

Perfume/aroma: mel.

rofissões: médico, enfermeiro, advogado, escritor, ator, dançarino, ou realizando trabalhos com a comunidade e filantrópicos.

O número 9 é o final de um ciclo e começo de outro. Este número está associado ao altruísmo, a fraternidade e espiritualidade. O que compreende. Palavra chave: Realização, universalidade, abnegação, compaixão. O nove representa a realização total do homem com todas as suas aspirações atendidas e seus desejos satisfeitos. Ele é capaz de dedicar-se ao amor universal, incondicional por tudo e por todos. Busca a perfeição. Este número representa a mais alta forma do amor universal. É o número da grande sabedoria e poder espiritual, já que contém a experiência de todos os números anteriores. Representa a plenitude espiritual. Associa-se à totalidade e à conclusão.

Este número caracteriza pessoas humanitárias, criativas, solidárias, artistas, com feição para a escrita, românticas, animadas, simpáticas, persistentes, generosas e sentimentalistas. Contudo, também são possessivas, têm uma excessiva adoração pela sua pessoa e são consumistas desmedidas. São pessoas que se preocupam com outras pessoas e seus direitos. Possuem muitos talentos, fazem de tudo para alcançar seus objetivos, mas nunca tiram vantagem de seu sucesso. Otimista, carismática e cheia de vitalidade, a pessoa de personalidade 9 aparenta ter gênio forte, mas na verdade é muito compreensiva e generosa. Elogia tudo que é bem feito, mas não esconde o que sente quanto à incompetência ou preguiça.

Tida como a grande irmã da humanidade, percebe, como ninguém, as necessidades do outro e está sempre pronta a ajudar. Comunicativa, vive rodeada de amigos. Mas não tem muito critério para escolhê-los, o que pode lhe trazer algumas decepções. Com os menores, assume funções de conselheira e protetora. Todos esperam muito de você. É tolerante e compreensível. Mas em compensação é um pouco indelicada. Precisa de espaço, adora novidades e sonha em descobrir o mundo.

Quando apaixonada se torna dócil e passa a ser uma grande amante.

Dica:Deixe que ele assuma as próprias responsabilidades, acreditando na sua capacidade de realizá-las. E não diga nunca que não confia nele.

Características positivas: amor universal, paciência, tolerância, fé, generosidade.

Características negativas: sacrifício, fracasso, solidão, decepção, fanatismo.

Missão a cumprir:Ter em mente que a finalidade do ser humano é desenvolver o amor universal, a compreensão e a compaixão.

O NÚMERO 11

Simbologia:

É um número espiritual e de intuição. O 11 é o idealismo, o perfeccionismo, a clarividência e a colaboração. É um número de forte magnetismo e caracteriza as pessoas idealistas, inspiradoras, inventivas, capazes de iluminar o mundo através de idéias elevadas. O 11 também caracteriza uma pessoa com dons de mediunidade ou voltadas ao ocultismo. É o número da espiritualidade.

 

São pessoas que trazem alegria para as pessoas e inspiração. Geralmente são pessoas que tem os pés no chão e algumas vezes podem ser inconvenientes.

Características positivas: idealismo, intuição, poderes extra-sensorial, paciência, misticismo, simpatia, humanitarismo.

Características negativas: fanatismo, pragmatismo, cinismo, charlatanismo, preguiça, desonestidade, desorientação, falsa superioridade, mesquinhez.

O NÚMERO 22

Simbologia:

O 22 é o trabalho, a construção, o otimismo, o poder. Caracteriza o construtor, pois usa seu raciocínio brilhante para transformar em realidade as necessidades, impulsos e ambições dos outros.

Características positivas: espírito empreendedor, raciocínio lógico, lealdade, perspicácia, otimismo e generosidade.

Características negativas: cinismo, vaidade exagerada, pessimismo, não conclusão de seus projetos, complexo de inferioridade.

O número 12 representa a aproximação do Homem com Deus e sua união.

Representa a graça dada por Deus para que a união possa acontecer.

Simboliza nosso encontro com a Energia Maior, com a Divindade, com o que há de mais sagrado em nossos corações.

Ele representa a permanência dessa união, e não apenas uma união temporária.

Um ano tem 12 meses, Israel era composta de 12 tribos, 12 são os signos zodiacais e 12 eram os apóstolos de Cristo.

O número 12 é o Homem divinizado.

O encontro final, em vida, do espírito humano com Deus.

 

Número Cabalístico 18

O número 18 tem um significado especial para os cabalistas, pois ele representa o valor numérico da palavra “chai” que significa “vivo”.

Para os cabalistas, o 18 significa o poder e a vontade da alma.

Para os cabalistas, os preceitos da Torá são as vontades de Deus.

Quando uma pessoa cumpre o mandamento, ela dá prazer a Deus, pois cumpriu a Sua vontade.

Vontade corresponde a arich, que quer dizer vida longa e isso, é claro, corresponde a chai, 18.

A vida longa aqui é pelo mérito de quem a cumpre, que é simbolizado pelo número 18.

Número Cabalístico 22

O número 22 representa o mundo material e concreto.

Está relacionado a tudo o que envolve a construção neste mundo, neste planeta.

Simboliza o trabalho, a construção, o otimismo e o poder.

Representa a transformação das necessidades humanas em realidade, o espírito empreendedor no coração do Homem, a perspicácia, a lealdade, o raciocínio lógico.

Número Cabalístico 33

O número 33 é conhecido como o mais sagrado e poderoso de todos.

É encontrado repetidamente na Bíblia e em outros escritos.

Jesus Cristo tinha 33 anos quando foi crucificado.

O Templo de Salomão tinha 33 anos quando foi pilhado no Egito.

Existem 33 símbolos na Ordem Maçônica.

O livro Vishnu Purana fala de 33 divindades.

O livro Tibetano dos mortos fala de 33 céus governados por Indra.

Os números 11, 22 e 33 são números mestres, sendo o 33 o mais elevado de todos.

O número 33 representa a mais alta consciência espiritual desenvolvida pelo Homem.

Número Cabalístico 44

O número 44 é o número da mais alta eficiência humana sobre questões que envolvem a matéria.

Representa a facilidade de expressão, o poder, o controle mental e todos os projetos voltados para o bem da humanidade.

Os altos cargos públicos que envolvem ideais são representados por esse número.

Número Cabalístico 55

O número 55 representa o canal aberto para a expressão da energia vital.

Representa a força, a abertura espiritual, o canal direto com o mundo espiritual.

Tem a ver com o dom da cura, da iluminação, o encontro com o Samadhi.

Número Cabalístico 66

O número 66 representa o amor incondicional, tarefa máxima de toda humanidade.

A próxima raça raiz, que tenta fixar-se neste planeta, simboliza esse número.

A autorrealização humana, a capacidade de amar incondicionalmente, o cumprimento do Karma e o encontro com o Dharma, a libertação e a criação maior têm nesse número sua representação.

 

Número Cabalístico 77

O número 77 representa o discernimento da alma na direção de sua evolução maior.

Representa a libertação, a capacidade de aceitar mudanças e a compreensão da lei da transitoriedade, o sucesso e a ascensão na direção da Luz.

Número Cabalístico 108

Na filosofia chinesa, “um, zero e oito”, em chinês, Yah Leng Bot, representam a conclusão bem sucedida de um ciclo.

No cristianismo, no ioga e no hinduísmo, o 108 é considerado um número sagrado.

Tradicionalmente, o mala, que é uma espécie de terço de contas, possui 108 contas.

O terço cristão possui 54, ou seja, metade de 108.

O mala é usado para contar mantras, enquanto o terço, para contar orações.

Os essênios, comunidade cristã a que Jesus pertencia, usavam o terço de 108 contas para orações e meditação.

O número 108 é conhecido para essas duas filosofias ou religiões como o número do todo da existência.

A distancia do Sol e da Lua em relação à Terra é de 108 vezes os seus respectivos diâmetros.

De acordo com a tradição yóguica, existem 108 lugares sagrados pela Índia.

E há 108 Upanishads e 108 marmas, ou pontos sagrados no corpo.

O 108 transforma na direção da espiritualidade, da limpeza da alma dos resquícios de impurezas que acumulamos todos os dias.

Confira os números mestres

Números Mestres

Esses são números repetidos entre 1 até 100, tem a conotação de realçar aspectos positivos e negativos de um número antes dele ser reduzido. Por exemplo se uma soma chegar a 11 = 2, teremos na leitura mais riquezas de interpretação e precisão.

Dentro desses os mais inspiradores, criativos considerados pelos estudiosos são 11, 22, 33, 44.

Número 11

O idealista

Características Positivas

Idealismo, intuição, poderes extra-sensorial, paciência, misticismo

Características Negativas

Fanatismo, pragmatismo, cinismo, charlatanismo, preguiça, desonestidade.

Número 22

O construtor do Mundo

Características Positivas

Espírito empreendedor, raciocínio lógico, lealdade, perspicácia, otimismo e generosidade.

Características Negativas

Cinismo, vaidade exagerada, pessimismo, não conclusão de seus projetos, complexo de inferioridade.

Número 33

O líder

Características Positivas

Controle emocional, idealismo, capacidade de comando, planejamento, visão para o futuro.

Características Negativas

Negativismo, depressão, violência, excentricidade, futilidade, frieza.

Número 44

Eficiência em pessoa.

Características Positivas

Facilidade de expressão, poder, controle mental, projetos voltados para o bem da humanidade, capacidade de ocupar cargos públicos.

Características Negativas:

Mau uso de suas habilidades mentais, apossar-se de idéias alheias, um certo grau de psicose.

Número 55

Canal da Força Vital

Características Positivas

Contato com planos superiores, iluminação dom da cura.

Características Negativas

Descumprimento do Karma, autopiedade, sentimento de vítima, falta de perspectivas futuras.

Número 66

O amor incondicional.

Características Positivas

Auto-realização, capacidade de amar, libertação do karma, criação.

Características Negativas

Ciúmes, egoísmo, sentimento de posse, negação e repressão do amor.

Número 77

O discernimento

Características Positivas

Discernimento, capacidade de aceitar mudanças, sucesso, liberdade.

Características Negativas

Melancolia, pensamentos conflitantes, sentimento de cobrança.

Número 88

A busca da Perfeição.

Características Positivas

Sabedoria, persistência, perfeccionismo, eficiência, coragem ilimitada, reflexão.

Características Negativas:

Conflitos, dificuldades, desânimo, ante as adversidades.

Número 99

O altruísta

Características Positivas
Atividade, caridade, despojamento, auxilio aos carentes.

Características Negativas

Ingenuidade, espírito de sacrifício, falta de senso crítico.

Numero da Motivação – Número da Personalidade – Número de Expressão

Número de Motivação

O número de motivação representa, como diz o próprio nome, a vida interna da pessoa, seu lado afetivo, seu comportamento dentro de casa, com a família, com amigos íntimos e o tipo de personalidade que demonstra na vida amorosa. É aquele aspecto da pessoa que só quem a conhece na intimidade tem acesso. A soma das vogais do nome produz o número de motivação.

Número 1 – Independente, individualista, tende a comandar as relações

Número 2 – Dependente, sensível, tende a ser conduzido e a se adaptar

Número 3 – Alegre, criativo e de temperamento infantil para bem e mal

Número 4 – Confiável, previsível; busca relações estáveis e sólidas, mantém tradições

Número 5 – Sensual, imprevisível, busca novidade e aventura, reage às tradições

Número 6 – Valoriza a família, emotivo, ciumento, apaixonado e parcial

Número 7 – Valoriza o intelecto, racional, precisa de certo isolamento, busca o espiritual

Número 8 – Pragmático, justo, objetivo, parece dominar, mas é ultra-sensível

Número 9 – Energia extrema, ânsia, precisa de movimento e grandiosidade

Número 11 – Voltado ao transcendental, precisa se sentir compreendido, o que é raro

Número 22 – Voltado à realização do impossível, emocionalmente delicado apesar de resistente

Número da Personalidade

O número da personalidade reflete a personalidade pública, a maneira como a pessoa se comporta fora de casa, ou seja, na sociedade, no trabalho, na escola, nas festas. É a primeira impressão que a pessoa causa, aquilo que os outros vêem no indivíduo ao ter contato social pela primeira vez, ou ainda aquilo que se ouve falar da pessoa, a marca que ela deixa no imaginário de quem a observa de longe. A soma das consoantes do nome produz o número da personalidade.

Número 1 – Arrogante, pose de líder, o que direciona

Número 2 – Discreto, reflete o ambiente em que se encontra

Número 3 – Comunicativo e simpático, às vezes um tanto exibido

Número 4 – Transmite confiança e seriedade à primeira vista

Número 5 – Rebelde, irônico, atraente, provocativo

Número 6 – Familiaridade e hospitalidade

Número 7 – Frio e distante, transmite inteligência

Número 8 – Senso de justiça e objetividade que transparece logo

Número 9 – Ansioso e impaciente, mas se dá bem com todo tipo de pessoa

Número 11 – Ar de mistério e parece inatingível ou incompreensível

Número 22 – Alguém pronto para as mais difíceis empreitadas

 

Número de Expressão

Este número vem por fim refletir a totalidade da personalidade da pessoa, o resultado da combinação entre o que a pessoa é na intimidade e em público, o produto desta mistura. Ao somar todas as letras do nome completo se chega ao número de Expressão.

Número 1 – Guia os outros e os representa

Número 2 – Colabora e facilita

Número 3 – Diverte e alegra

Número 4 – Responsabiliza e cumpre metas

Número 5 – Rompe as regras e as questiona.

Número 6 – Mantém as tradições e a família

Número 7 – Analisa de maneira científica e busca os detalhes

Número 8 – Faz justiça e promove a prosperidade

Número 9 – Ultrapassa e expande os limites

Número 11 – Não se encaixa em nenhum grupo específico

Número 22 – Tenta realizar o impossível

Número do Destino

Calculado pela data de nascimento

Define o caminho e o lugar no mundo.

Revela informações sobre o destino e as grandes lições que irá aprender durante a vida.

Permite uma visão panorâmica das oportunidades e desafios que irá encontrar no caminho e as características pessoais que irão ajudar nesta jornada.

Pontos positivos do número do destino

São as habilidades naturais que possui

 

Pontos negativos do número do destino

São as características que deve aprender a equilibrar

Como calcular o número do destino

Para descobrir o número do destino basta somar os dígitos da data de nascimento e reduzir a um só número.

Exemplo 1

Uma redução

Data de nascimento 11 de outubro de 1967

Dia de nascimento – 11

Mês de Nascimento – 10

Ano de nascimento – 1967

Some todos os números

1 + 1 + 1 + 1 + 9 + 6 + 7 = 26

Some para ter um único número final

2 + 6 = 8

O 8 é o número do destino.

Exemplo 2

Duas reduções

Data de nascimento 29 de dezembro de 1987

Dia de nascimento – 29

Mês de Nascimento – 12

Ano de nascimento – 1987

Some todos os números

2 + 9 + 1 + 2 + 1 + 9 + 8 + 7 = 39

Some para ter um único número final

3 + 9 = 12

Some novamente até ter um único número

1 + 2 = 3

O 3 é o número do destino.

Exemplo 3

Números Mestres 11 e 22

Data de nascimento 02 de janeiro de 2001

Dia de nascimento – 07

Mês de Nascimento – 01

Ano de nascimento – 2001

Some todos os números

7 + 1 + 2 + 1 = 11 (Atenção – Não se soma até reduzir a um único número)

O 11 é o número do destino.

Números Mestres

Na numerologia existem dois números aos quais devemos dar atenção especial, o número 11 e o número 22.

Estes são os números mestres e não podem ser reduzidos, então se a soma dos algarismos do ano de nascimento for 11 ou 22, não os reduza.

A repetição dos algarismos nos números mestres potencializa as vibrações destes, como se isso “dobrasse” a sua potência.

O número 11 é essencialmente o número 2, mas uma vibração mais elevada deste.

O número 22 é essencialmente o número 4, mas uma vibração mais elevada deste.

Significado resumido dos números do destino

 

Número 1

É caracterizado pelos desejos do individualismo, pela independência e pela necessidade de realização pessoal.

Tem por finalidade nesta vida de setornar independente.

Número 2

Os atributos positivos do número 2 produzem pessoas extremamente sensíveis que têm geralmente habilidades mais delicadas de ser equilibradas favoravelmente.

É uma pessoa que vê claramente o espectro de pontos devistas, bem como, é uma pessoa que pode ser mediadora em discussões e disputas.

Número 3

A pessoa com o numero 3 no Caminho da Vida enfatiza a expressão, sociabilidade e a criatividade como a lição a ser aprendida nesta vida.

Encontramos nesse grupo pessoas alegres, brilhantes, efervescentes e com atitudes muito otimistas.

Possuem habilidades criativas excepcionais, normalmente na oratória, na escrita e no discurso.

Número 4

O objetivo do caminho número 4 é de assumir ordens com dedicação e perseverança.

Sempre assume um pouco mais do que os outros.

Uma veztomada à decisão, faz de tudo para concluir de uma maneira correta e segura.

A sua habilidade para realizar uma tarefa é assumida com tenacidade que pode alcançar o limite da obsessão.

Número 5

Pessoa que se esforça em sempre encontrar respostas a muitas perguntas que a vida apresenta.

É uma pessoa totalmente livre e independente.

Não aprecia realizar tarefas diárias e rotineiras.

É um bom comunicador e sabe motivar as pessoas.

Tem boa tendência de se tornar um professor.

Muitas oportunidades, mudanças e aventuras são oferecidas durante a vida.

Número 6

Tem um sentido forte de responsabilidade para com a família e a comunidade. É idealista e sente-se útil e feliz.

Ajuda as pessoas que o procuram, colocando o bem-estar do grupo, da família e da comunidade acima do seu.

Tem um bom senso de justiça e procura encontrar o equilíbrio em situações em que haja conflito.

Número 7

Pessoa que procura conhecer a si próprio e confiar na sua intuição para então encontrar o seu caminho.

Procura buscar resposta do mistério da vida através de um trabalho de autoconhecimento.

Procura compreender a vida estudando filosofia em geral e as ciências esotéricas, nas quais encontrará informações e conceitos fundamentais para a sua realização.

Número 8

É focalizado em lidar com as satisfações a ser encontradas no mundo material e o poder.

Age com determinação e conhecimento do que esta fazendo.

Pessoa muito poderosa, confiável e materialmente bem sucedida.

Poderá construir um império comercial e o seu sucesso será motivo de inspiração para muita gente.

Número 9

Esta pessoa pode desenvolver a compaixão, a generosidade e a capacidade de doar-se sem esperar nada em troca, pelo simples prazer de ser útil a alguém.

Possui uma atitude muito humanitária.

Tende a ser sensível e idealista, pois, vê o mundo com muitos sentimentos e compaixão.

Poderá ficar freqüentemente desapontado com as imperfeições do mundo.

Número 11

Está associada com a iluminação, a consciência espiritual.

O caminho da vida é extremamente intuitiva, idealista, perfeccionista, avançada, visionária e culta.

Possui uma mente inventiva e aberta que permite ter sucesso na vida enfrentando todos os riscos.

Pode servir à sociedade naqueles esforços que utilizam suas habilidades de aconselhar e de orientação.

Número 22

O Caminho 22 é o mais elevado do número dos “Números Mestre”.

É o mais poderoso de todo o caminho da vida numérica.

É também o mais difícil de cumprir.

A pessoa é dotada de muitos poderes que podem alcançar todas as alturas da vida.

A pessoa está equipada com uma instrução apropriada, podendo ser um construtor mestre na sociedade

Número da Expressão

Calculado pela soma das letras do nome completo de nascimento

O Número de Expressão revela habilidades, aptidões e oportunidades que estão em sintonia com quem a pessoa é, e que podem lhe proporcionar mais satisfação

A primeira coisa que vai precisar é da tabela Pitagórica que faz a relação entre as letras e números.

Tabela Pitagórica

Depois você pode montar a tabela com o nome que vai ser consultado.

No exemplo abaixo colocamos o nome, Felipe da Silva Alvarez, já com a relação númerica completa (números em azul) e com os números separados em consoantes (números em verde) e vogais (números em vermelho).

Tabela de análise do nome Felipe da Silva Alvarez

Numerologia Exemplo

Após fazer a relação do nome (letra x número), some todas as letras para achar o número da expressão.

Soma de todos os números (números em azul)

6 + 5 + 3 + 9 + 7 + 5 + 4 + 1 + 1 + 9 + 3 + 4 + 1 + 1 + 3 + 4 + 1 + 9 + 5 + 8 = 89

Some até ter um único número final

8 + 9 = 17

1 + 7 = 8

O 8 é o número da expressão.

Números Mestres

Na numerologia existem dois números aos quais devemos dar atenção especial, o número 11 e o número 22.

Estes são os números mestres e não podem ser reduzidos, então se a soma dos algarismos do ano de nascimento for 11 ou 22, não os reduza.

A repetição dos algarismos nos números mestres potencializa as vibrações destes, como se isso “dobrasse” a sua potência.

O número 11 é essencialmente o número 2, mas uma vibração mais elevada deste.

O número 22 é essencialmente o número 4, mas uma vibração mais elevada deste.

Significado resumido dos números da expressão

Número 1

Sua missão na vida é liderar.

Mas o sucesso só virá por seus próprios esforços e por meio de sua iniciativa e independência.

Em todas as suas atividades, você deve fazer de tudo para ser original e criativo.

A individualidade é outro fator marcante em sua vida.

Não tenha medo da solidão ela faz parte de sua evolução espiritual.

Modere seu egoísmo e evite inimizades.

Número 2

Você é um pacifista.

Sua arma principal é a diplomacia.

É normal que durante a vida você seja chamado a intervir num conflito familiar ou em qualquer atividade humana.

A paciência é outra de suas características.

Você tem acentuada tendência para ser feliz no casamento e na participação de tarefas colaborativas.

Número 3

Sua função na vida é proporcionar alegria e cultivar o bom humor.

Para isso, você é dotado de criatividade e entusiasmo.

É nítida sua capacidade de ultrapassar as situações ruins, sem se aborrecer e perturbar ninguém.

A imaginação e o otimismo devem estar sempre presentes em sua mente.

Mas, de forma equilibrada, sem excesso.

Número 4

Você está neste mundo para trabalhar arduamente e desenvolver grandes projetos em todos os setores da vida.

Você vive bem em situações de rotina, gosta de analisar os detalhes e assumir responsabilidades.

Sua honestidade, sinceridade e determinação são reconhecidas por todos que o cercam.

Não se feche para idéias e conselhos de amigos e familiares.

Número 5

Experiência é sua palavra-chave e é essa qualidade que você deve transmitir a seus semelhantes.

Você é sensível e sofre constantemente de instabilidade emocional e incertezas.

Mas tem grande versatilidade mental e excelente memória, apesar de se esquecer rapidamente dos amores passados.

Viajar é fundamental em sua vida, até mesmo com o objetivo de aprender mais para ajudar os outros.

 

Número 6

Você busca harmonia e equilíbrio. Seu objetivo na vida é servir às outras pessoas em atividades manuais e na transmissão de conhecimentos e conselhos.

É o número do amor, que você deve conservar sempre.

Você nasceu para ajudar as pessoas ou até toda a humanidade.

Como? Você saberá ao longo de sua vida.

Número 7

A intuição e a sensibilidade predominam em sua vida.

Você tem forte tendência para o estudo da ciência e do ocultismo.

Deseja tudo o que é elevado no âmbito espiritual.

Deve reservar alguns momentos durante a semana para ficar sozinho e refletir sobre os mistérios da vida.

Cuidado para não se deixar escravizar pelos seus sentimentos.

Número 8

Tratar de assuntos que envolvam dinheiro e progresso material é sua principal incumbência na vida.

Mas sua evolução espiritual está justamente em saber dosar esse seu envolvimento no mundo das finanças, para não lesar outra pessoa nem esquecer de si mesmo.

Número 9

Você tem as vibrações mais elevados do universo.

Sua mente é muito ativa e desenvolvida, o que lhe dá energia para conseguir tudo o que quer e ainda ajudar outras pessoas a verem o mundo com mais compreensão e amor.

Seus desejos de independência e liberdade são grandes e influenciam as pessoas que o cercam.

Número 11

Você é idealista e sonhador.

Tem forte tendência para o misticismo.

Deve sempre seguir seus pressentimentos e ser prático.

Seu mundo é o da intuição e da inspiração.

Porém, você deve evitar o distanciamento da realidade.

Há uma tendência para se exibir em público e chamar a atenção, mas você não deve se achar superior aos outros.

Preserve a humildade.

Número 22

Sua vida se desenvolve melhor quando você trabalha com grandes grupos sempre de forma coletiva e democrática, seja qual for sua função.

Seus pensamentos devem constantemente estar elevados para as coisas boas da vida.

Mantenha o otimismo e seu idealismo, além da dedicação à justiça e a cooperação entre os homens.

Lembre-se de que suas aspirações serão mais espirituais do que materiais.

Número da Personalidade

Calculado pela soma das consoantes do nome completo de nascimento

O número da personalidade revela a imagem que temos de nós mesmos, do efeito e a impressão que causamos nos outros.

Nem sempre a imagem que transmitimos para as pessoas revela o que realmente somos.

Muitas vezes, não nos damos conta de que podemos estar sendo mal interpretadas. Conhecendo o número da personalidade e entendendo seu significado, podemos descobrir o que os outros pensam ou esperam da gente.

Fantasias secretas.

A primeira coisa que vai precisar e da tabela Pitagórica que faz a relação entre as letras e números.

Depois você pode montar a tabela com o nome que vai ser consultado.

No exemplo abaixo colocamos o nome, Felipe da Silva Alvarez, já com a relação numérica completa (números em azul) e com os números separados em consoantes (números em verde) e vogais (números em vermelho).

Tabela de análise do nome Felipe da Silva Alvarez

Numerologia Exemplo

Após fazer a relação do nome (letra x número), some todas as consoantes para achar o número da personalidade.

Soma de todas as vogais (números em verde)

6 + 3 + 7 + 4 + 1 + 3 + 4 + 3 + 4 + 9 + 8 = 52

Some até ter um único número final

5 + 2 = 7

O 7 é o número da personalidade.

Números Mestres

Na numerologia existem dois números aos quais devemos dar atenção especial, o número 11 e o número 22.

Estes são os números mestres e não podem ser reduzidos, então se a soma dos algarismos do ano de nascimento for 11 ou 22, não os reduza.

A repetição dos algarismos nos números mestres potencializa as vibrações destes, como se isso “dobrasse” a sua potência.

O número 11 é essencialmente o número 2, mas uma vibração mais elevada deste.

O número 22 é essencialmente o número 4, mas uma vibração mais elevada deste.

Significado resumido dos números da personalidade

Número 1

Você transmite a imagem de liderança, dinamismo e independência.

Sua autoconfiança indica a capacidade de enfrentar as dificuldades e transpor os obstáculos que surgirem em seu caminho com certa facilidade. As pessoas vão procurá-la para tocar projetos e empreendimentos onde suas qualidades sejam essenciais.

Os outros acreditam em sua capacidade para assumir e tomar conta com eficiência de qualquer situação.

Essa forma original de enfrentar os problemas causa bastante admiração nas pessoas que estão à sua volta.

Para aproveitar o lado positivo do seu número, é necessário que a mente esteja concentrada em um objetivo único: conseguir um resultado satisfatório em um curto espaço de tempo.

Aja com bastante equilíbrio para ganhar a confiança e o apoio de seus comandados.

Assim, será uma líder e empreendedora de sucesso.

Número 2

Transmite uma imagem de pessoa prestativa e não costuma causar transtornos nos relacionamentos em casa ou no trabalho.

As pessoas a vêem como liberal e simpática. Os que estão ao seu redor são atraídos por suas qualidades inspiradoras.

Não gosta de ocupar cargo de liderança e ser o centro das atenções.

Prefere agir nos bastidores, mas nem por isso deixa de ser brilhante.

Costuma preocupar-se com a maneira com que os outros a vêem e isso, às vezes, pode prejudicar um pouco o seu rendimento.

Não é mandona e consegue colocar suas idéias sem demostrar autoritarismo.

A persuasão é uma qualidade marcante.

Tem a capacidade de dizer sempre a coisa certa no momento certo, deixando as pessoas sempre à vontade.

Colabora para um melhor entendimento entre os diversos grupos com os quais se relaciona, já que é condescendente.

Tem um espírito de cooperação que é apreciado pelos colegas.

Número 3

Você transborda em alegria, afeto e otimismo.

Estas qualidades acabam projetando a imagem de uma pessoa muito popular no seu círculo de amizades.

Não perde um agito por nada, principalmente aqueles em que pode demonstrar o seu talento artístico, a sua imaginação e a sua criatividade.

Uma festinha é sempre bem-vinda para você.

Tem espírito comunicativo e um charme especial, que parece usar para conseguir o que quer.

Transmite descontração e um ótimo senso de humor.

Parece sempre jovem, não importa a idade que tenha.

Toda essa animação contagia seus colegas, que acabam apreciando sua companhia.

Tem uma mente fértil em idéias e está sempre aberta para novos conceitos, o que é muito bom, principalmente nos negócios.

Mesmo nas situações mais complicadas, consegue vislumbrar um lado positivo, contagiando, inclusive, as pessoas que estão à sua volta.

Isso acaba aumentando a produtividade e abrindo as portas para você.

Procura, ainda, tirar lições das situações menos favoráveis.

Número 4

A aparência é de alguém em quem se pode confiar e que é muito produtiva.

Não admite superficialidade, desonestidade e covardia.

É vista como uma pessoa muito eficiente e que norteia seus atos tendo como diretriz a prudência.

O senso organizacional contribui para uma impressão ainda mais positiva a seu respeito.

Não se deixa envolver facilmente, principalmente se as propostas se mostrarem levianas e sedutoras demais.

Ninguém a faz de boba.

Aparenta estabilidade, como se tivesse seu caminho delineado.

É bastante pontual e procura cumprir todos os compromissos assumidos, o que contribui para uma reputação de ser leal e responsável, você sempre termina o que começa.

Número 5

Você aparenta ser uma pessoa curiosa e impaciente.

Está metida em um monte de coisas ao mesmo tempo, principalmente quando o assunto é negócio. O espírito aventureiro da adolescência se transforma em dinamismo quando atinge a fase adulta.

As pessoas a acham excitante e, muitas vezes, imprevisível.

Não gosta da rotina, por isso, procura sempre inovar e fazer coisas diferentes.

A versatilidade acaba sendo uma qualidade em evidência.

Aceita assumir os riscos de uma situação mais complexa.

Sente necessidade de manter as coisas funcionando e as pessoas pensando.

Atrai os que estão à sua volta com o seu magnetismo, a sua vitalidade e o seu senso prático.

Não vive do passado e nem fica criando expectativas com relação ao futuro.

Número 6

Desde criança, transmite uma imagem de afetuosidade, beleza, harmonia e serenidade.

Dá a impressão de que é um porto seguro no mar das tormentas da vida.

Demonstra um espírito bondoso e está sempre pronta a ajudar quem necessita da sua atenção e de seus conselhos.

Odeia a mentira e a injustiça, portanto, mantém uma constante luta para buscar a verdade e a justiça.

Não aceita a companhia de pessoas que não agem de acordo com as suas convicções.

Seu comportamento está acima de qualquer suspeita.

As pessoas a vêem como um exemplo de honestidade e confiabilidade.

É equilibrada, procurando agir sempre com imparcialidade. Graças a esse estilo de vida, dificilmente tira conclusões precipitadas sobre os outros.

Dá valor ao lar e à família.

No casamento, é super dedicada.

Também é uma excelente anfitriã.

Número 7

Demonstra, desde a infância, uma vocação para desenvolver trabalhos intelectuais.

Por outro lado, não é muito atraída por atividades desgastantes fisicamente.

Na fase adulta, parece manter a vida sob controle.

Passa a impressão de ser uma pessoa inteligente, com intuição aguçada.

Valoriza o lado espiritual.

Deus tem uma importância significativa na sua vida.

Parece ser solitária, absorvida pelos pensamentos íntimos.

Veste-se com um toque de classe e tem uma aparência distinta e refinada.

Não gosta de intimidades e muito menos de brincadeiras fora de hora.

A vida pessoal é mantida em sigilo.

Ganhar sua confiança não é fácil, já que não costuma contar seus segredos para qualquer um.

É atraída por atividades excêntricas que exijam concentração.

Número 8

É uma pessoa prestativa e trabalhadora.

Cuida com muito carinho das suas coisas.

Desde criança, dá valor ao dinheiro e não sai gastando por aí desordenadamente.

Gosta de projetos ambiciosos, que ofereçam a possibilidade de atingir rapidamente a independência profissional e financeira.

Está sempre pronta para entrar de cabeça em toda a atividade que se propõe a participar, seja profissional ou assistencial.

Em ocasiões de calamidade, é a primeira a oferecer ajuda.

Vive muito ocupada, mas se alguém precisar de um favor, está sempre pronta para ajudar.

Aparenta ser bem-sucedida e se preocupa em causar boa impressão logo de cara.

Apesar de usar bem o dinheiro, não economiza quando o assunto é qualidade.

Nada de artigos baratos ou de liquidações.

Faz questão de andar sempre na moda, de preferência com roupas e acessórios de marcas famosas.

Número 9

Vive preocupada com o próximo.

No jardim da infância, já dividia seu lanche com os colegas e costumava doar os brinquedos ou as roupas que não usava mais para os necessitados.

Geralmente, está ligada a profissões onde pode ajudar os outros, como medicina, enfermagem ou assistência social.

Parece ter uma energia interminável quando participa de programas assistenciais.

Também gosta de atividades rentáveis para que tenha condições de construir um mundo melhor.

Aparenta ter um talento especial e um desejo ímpar de ajudar os outros.

Está à vontade em todos os ambientes.

Em hipótese alguma faz isso com segundas intenções ou em troca de certos favorecimentos.

Outra qualidade positiva: não tem nenhum tipo de preconceito, seja ele racial, religioso ou sexual.

Número do Destino

Calculado pela data de nascimento

Define o caminho e o lugar no mundo.

Revela informações sobre o destino e as grandes lições que irá aprender durante a vida.

Permite uma visão panorâmica das oportunidades e desafios que irá encontrar no caminho e as características pessoais que irão ajudar nesta jornada.

Pontos positivos do número do destino

São as habilidades naturais que possui

Pontos negativos do número do destino

São as características que deve aprender a equilibrar

Como calcular o número do destino

Para descobrir o número do destino basta somar os dígitos da data de nascimento e reduzir a um só número.

Exemplo 1

Uma redução

Data de nascimento 11 de outubro de 1967

Dia de nascimento – 11

Mês de Nascimento – 10

Ano de nascimento – 1967

Some todos os números

1 + 1 + 1 + 1 + 9 + 6 + 7 = 26

Some para ter um único número final

2 + 6 = 8

O 8 é o número do destino.

Exemplo 2

Duas reduções

Data de nascimento 29 de dezembro de 1987

Dia de nascimento – 29

Mês de Nascimento – 12

Ano de nascimento – 1987

Some todos os números

2 + 9 + 1 + 2 + 1 + 9 + 8 + 7 = 39

Some para ter um único número final

3 + 9 = 12

Some novamente até ter um único número

1 + 2 = 3

O 3 é o número do destino.

Exemplo 3

Números Mestres 11 e 22

Data de nascimento 02 de janeiro de 2001

Dia de nascimento – 07

Mês de Nascimento – 01

Ano de nascimento – 2001

Some todos os números

7 + 1 + 2 + 1 = 11 (Atenção – Não se soma até reduzir a um único número)

O 11 é o número do destino.

Números Mestres

Na numerologia existem dois números aos quais devemos dar atenção especial, o número 11 e o número 22.

Estes são os números mestres e não podem ser reduzidos, então se a soma dos algarismos do ano de nascimento for 11 ou 22, não os reduza.

A repetição dos algarismos nos números mestres potencializa as vibrações destes, como se isso “dobrasse” a sua potência.

O número 11 é essencialmente o número 2, mas uma vibração mais elevada deste.

O número 22 é essencialmente o número 4, mas uma vibração mais elevada deste.

Significado resumido dos números do destino

Número 1

É caracterizado pelos desejos do individualismo, pela independência e pela necessidade de realização pessoal.

Tem por finalidade nesta vida de se tornar independente.

Número 2

Os atributos positivos do número 2 produzem pessoas extremamente sensíveis que têm geralmente habilidades mais delicadas de ser equilibradas favoravelmente.

É uma pessoa que vê claramente o espectro de pontos devistas, bem como, é uma pessoa que pode ser mediadora em discussões e disputas.

 

Número 3

A pessoa com o numero 3 no Caminho da Vida enfatiza a expressão, sociabilidade e a criatividade como a lição a ser aprendida nesta vida.

Encontramos nesse grupo pessoas alegres, brilhantes, efervescentes e com atitudes muito otimistas.

Possuem habilidades criativas excepcionais, normalmente na oratória, na escrita e no discurso.

Número 4

O objetivo do caminho número 4 é de assumir ordens com dedicação e perseverança.

Sempre assume um pouco mais do que os outros.

Uma veztomada à decisão, faz de tudo para concluir de uma maneira correta e segura.

A sua habilidade para realizar uma tarefa é assumida com tenacidade que pode alcançar o limite da obsessão.

Número 5

Pessoa que se esforça em sempre encontrar respostas a muitas perguntas que a vida apresenta.

É uma pessoa totalmente livre e independente.

Não aprecia realizar tarefas diárias e rotineiras.

É um bom comunicador e sabe motivar as pessoas.

Tem boa tendência de se tornar um professor.

Muitas oportunidades, mudanças e aventuras são oferecidas durante a vida.

 

Número 6

Tem um sentido forte de responsabilidade para com a família e a comunidade. É idealista e sente-se útil e feliz.

Ajuda as pessoas que o procuram, colocando o bem-estar do grupo, da família e da comunidade acima do seu.

Tem um bom senso de justiça e procura encontrar o equilíbrio em situações em que haja conflito.

Número 7

Pessoa que procura conhecer a si próprio e confiar na sua intuição para então encontrar o seu caminho.

Procura buscar resposta do mistério da vida através de um trabalho de autoconhecimento.

Procura compreender a vida estudando filosofia em geral e as ciências esotéricas, nas quais encontrará informações e conceitos fundamentais para a sua realização.

Número 8

É focalizado em lidar com as satisfações a ser encontradas no mundo material e o poder.

Age com determinação e conhecimento do que esta fazendo.

Pessoa muito poderosa, confiável e materialmente bem sucedida.

Poderá construir um império comercial e o seu sucesso será motivo de inspiração para muita gente.

Número 9

Esta pessoa pode desenvolver a compaixão, a generosidade e a capacidade de doar-se sem esperar nada em troca, pelo simples prazer de ser útil a alguém.

Possui uma atitude muito humanitária.

Tende a ser sensível e idealista, pois, vê o mundo com muitos sentimentos e compaixão.

Poderá ficar freqüentemente desapontado com as imperfeições do mundo.

Número 11

Está associada com a iluminação, a consciência espiritual.

O caminho da vida é extremamente intuitiva, idealista, perfeccionista, avançada, visionária e culta.

Possui uma mente inventiva e aberta que permite ter sucesso na vida enfrentando todos os riscos.

Pode servir à sociedade naqueles esforços que utilizam suas habilidades de aconselhar ede orientação.

Número 22

O Caminho 22 é o mais elevado do número dos “Números Mestre”.

É o mais poderoso de todo o caminho da vida numérica.

É também o mais difícil de cumprir.

A pessoa é dotada de muitos poderes que podem alcançar todas as alturas da vida.

A pessoa está equipada com uma instrução apropriada, podendo ser um construtor mestre na sociedade.

Numerologia – O Número do seu Nascimento - Significado dos Números

O número do nascimento define qual é o seu caminho e lugar no mundo e é baseado em sua data de nascimento completa. Ele revela informações sobre o seu destino e as grandes lições que você irá aprender durante a vida. Este número lhe dará uma visão panorâmica das oportunidades e desafios que você irá encontrar em seu caminho e as características pessoais que irão ajudá-lo nesta jornada. Os aspectos positivos do número do nascimento são as habilidades naturais que você possui e os aspectos negativos do número são as características que você deve aprender a equilibrar.

É bem fácil calcular seu número de nascimento, basta somar os dígitos de seus dados de nascimento e reduzi- los a um só número.

Veja o exemplo abaixo:

Vamos supor que a sua data de nascimento seja 28 de abril de 1969, observe o cálculo que deve ser feito:

Mês de Nascimento – Abril, o 4 º mês do ano = 4

Dia de nascimento – 28 = 28

Ano de nascimento – 1969 = 1969.

Junte os dígitos de todos destes números:

4+2+8+1+9+6+9 = 39

Depois, reduza este número para um único dígito:

3+9 = 12

Reduza-o novamente se for necessário:

1+2 = 3

O último dígito – nesse caso o 3 - é o seu número de nascimento.

Na numerologia existem dois números aos quais devemos dar atenção especial – o número 11 e o número 22. Eles são chamados de números mestres e não podem ser reduzidos, então se a soma dos algarismos do seu ano de nascimento for 11 ou 22, não os reduza. A repetição dos algarismos nos números mestres potencializa as vibrações destes, como se isso “dobrasse” a sua potência. O número 11 é essencialmente o número 2, mas considera-se que 11 seja uma vibração mais elevada do número 2. Dessa mesma forma, o número 22 é essencialmente o número 4, mas uma vibração mais elevada deste.

 

SIGNIFICADO DOS NUMEROS

O significado dos números básicos:

Número um

Você é um líder nato.

O número um é o número do líder. Esse número indica grande capacidade de ficar só e uma forte vibração. É regido pelo Sol.

Palavras chave: Independência, criatividade, originalidade, ambição, determinação, e autoconfiança.

Aspectos negativos: arrogância, teimosia, impaciência e egoísmo.

No amor o número um costuma assumir a liderança da relação. O amor e a busca pelo romance são de extrema importância para eles, no entanto, para serem bem sucedidos, é preciso que se livrem do egoísmo. Esses amantes sempre estão dispostos a experimentar coisas diferentes e a viver aventuras com muita emoção, porém é preciso que seu companheiro seja paciente, pois eles se aborrecem com facilidade.

Número dois

A palavra-chave para a sua natureza é pacificador .

Este é o número do mediador da paz e do amor. O número dois indica um forte desejo por harmonia. É regido pela Lua.

Palavras chave: diplomacia, calma, tranquilidade, sensibilidade e sutileza.

Aspectos negativos: dependência, manipulação, passividade e agressividade.

No amor o número dois costuma ceder quando necessário, o que normalmente faz com que um relacionamento funcione sem problemas. O número dois é regido pela Lua, que na Astrologia corresponde ao signo de Câncer. Suas vibrações são muito semelhantes.

Número Três

Você possui um grande talento para a criatividade e auto-expressão.

Este é o número da simpatia, da sociabilidade, das vibrações positivas e otimistas. O número três aproveita bem a vida e sempre está de bom humor. É regido por Júpiter.

Palavras chave: jovialidade, simpatia, positividade, auto-expressão, gosto por aventuras.

Aspectos negativos: extravagância, dispersão, superficialidade.

No amor o número três é sempre divertido, enérgico e está sempre disposto a experimentar coisas diferentes. Esses amantes precisam de espaço e do contato com os outros para sentirem-se completos. Se sentirem-se presos, confinados, serão infelizes e inquietos. Se o seu parceiro permitir que ele tenha liberdade para socializar e espalhar as suas energias, com certeza ele será um amante pleno e feliz.

Número Quatro

Você é prático e possui idéias fortes sobre o que é certo ou errado.

Este é o número do trabalhador. O número dois é prático, é cuidadoso em relação aos detalhes, confiável, trabalhador e sempre está disposto a ajudar. É regido por Urano.

Palavras chave: confiabilidade, prestatividade, constância, lógica, autodisciplina e decisão.

Aspectos negativos: teimosia e estreiteza de pensamento.

No amor, apesar de constante e geralmente confiável, o número quatro pode sentir-se engaiolado e frustrado. Eles precisam de conforto e segurança em suas vidas amorosas, mas também não suportam viver em uma relação estagnada. Eles gostam de resolver problemas e quando autorizados assumem e enfrentam situações das mais complicadas. São amantes muito leais.

 

Número Cinco

A chave para a sua personalidade é a liberdade .

O número cinco é o amante da liberdade. Esse número proporciona uma vibração intelectual, essas são as pessoas das “idéias”, adoram variedade e são capazes de adaptarem-se a maioria das situações. É regido por Mercúrio.

Palavras chave: adaptação, liberdade amorosa, romantismo, talento, inteligência, diversão, carinho, curiosidade e flexibilidade.

Aspectos negativos: incapacidade de assumir compromissos, irresponsabilidade, incoerência.

No amor o número cinco geralmente atrai o sexo oposto por serem adaptáveis, curiosos e amigáveis. Sua inteligência e o amor pelo divertimento são inconfundíveis. Para serem felizes no amor eles precisam de algum tipo de mudança e variedade. Também precisam ser estimulados intelectualmente. Eles se adaptam rapidamente a altos e baixos, mas quando falta estímulo eles podem ser inconsistentes e resistirem ao compromisso.

Número Seis

Você possui grande compaixão e procurar estar sempre a serviço dos outros.

Este é o amante da paz. O número seis é amável, estável e possui uma intensa vibração amorosa. É regido por Vênus.

Palavras chave: compassividade, estabilidade, confiança, amor ao lar e à família.

Aspectos negativos: superficialidade, ciúme, possessão, falta de desejo por mudanças.

No amor, o número seis mantém a paz a todo custo, ele possui uma aversão profunda pela discórdia. Eles são muito apegados ao lar e à família. São parceiros dedicados, estáveis e sempre procuram viver em harmonia. Na pior das hipóteses o número seis pode levar suas tendências harmoniosas longe demais e tornarem-se letárgicos, superficiais e ciumentos.

Número Sete

Você é o pesquisador e buscador da verdade.

Este é o pensador profundo. O número sete proporciona vibrações espirituais, essas pessoas normalmente não são ligadas às coisas materiais e geralmente são introspectivas e calmas. É regido por Netuno.

Palavras chave: singularidade, introspecção, intuição, psique, sabedoria.

Aspectos negativos: melancolia, estranheza, inalcançabilidade.

No amor o número sete é um pouco difícil de alcançar e compreender. Seu desinteresse pelas coisas materiais e sua preocupação com a espiritualidade o tornam um companheiro excêntrico e interessante. Eles são muito intuitivos, e mesmo que permaneçam solitários em alguns momentos de suas vidas, sentem muita falta de ter um companheiro. Eles são capazes de atingir níveis de intimidade que estão além da imaginação de muitas pessoas. No entanto, por possuírem interesses tão elevados, inevitavelmente estarão propensos a sofrerem decepções em seus relacionamentos.

Número Oito

Você é dotado de liderança natural e tem capacidades para acumular uma grande riqueza.

Este é o gerente. O número oito é forte, normalmente bem sucedido e possui intensas vibrações materiais. É regido por Saturno.

Palavras chave: ambição, espírito empresarial, liderança, autoridade, sucesso, coragem, organização, realização.

Aspectos negativos: tensão, materialismo, violência, estreiteza de pensamento.

No amor o número oito se compromete com responsabilidade e coragem. No entanto, ao tratarem seus relacionamentos como tratam seus negócios eles podem facilmente aborrecer seus parceiros e criar uma atmosfera de intolerância e sem romance algum. O número oito é geralmente prático, seguro e oferece estabilidade e segurança aos seus companheiros.

Número nove

Você é o filantropo, humanitário, socialmente consciente, e está profundamente preocupado com o estado do mundo.

Este é o professor. O número nove é tolerante e cheio de vibrações de simpatia. É regido por marte.

Palavras chave: humanitarismo, solidariedade, prestatividade, emoção, tolerância, altivez, determinação e polivalência.

Aspectos negativos: mau humor, inquietamento, descuido financeiro, abuso taciturnidade.

No amor, o número nove se envolve e é sempre prestativo. Por sua simpatia e disposição podem vir a ser dominados facilmente. Eles demonstram o seu amor por seus parceiros, ajudando-os e assumindo os problemas do outro para si. Quando infeliz o número nove pode recorrer a táticas de abuso emocional e intimidação.

Números mestres:

Número Onze

O nativo de número 11 tem o potencial de ser uma fonte de inspiração e iluminação para as pessoas.

Este é o doador. O número onze é um inovador com traços inconfundíveis de humanitarismo.

Palavras chave: idealismo, intuição, atenção, tolerância,aceitação, firmeza.

Aspectos negativos: dependência, sensibilidade, manipulação.

No amor o número onze é um amante romântico e idealista. Eles desejam ver o lado bom das pessoas e estão sempre tentando encontrá-lo. São amantes extremamente atenciosos e normalmente nada egoístas. Procuram aproximar seu companheiro de seus amigos e mantê-los na mesma esfera. São tolerantes e costumam aceitar e ouvir as opiniões e idéias de seus parceiros.

Número vinte e dois

Você nasceu sob o mais poderoso e potencialmente o mais bem sucedido de todos os números pessoais.

Este é o mestre de obras. Embora o número vinte e dois seja visionário e idealista, ele consegue manter seus pés no chão.

Palavras chave: grandeza, sabedoria, intensidade, idealismo, passionalidade.

Aspectos negativos: emoção, destrutividade, drama, excedência.

No amor o número vinte e dois é tudo ou nada. Eles não são capazes de um meio termo, e isso inclui seus relacionamentos. Eles geralmente vivem de opostos, e são capazes de amor e ódio absolutos.

DESVENDANDO O SIGNIFICADO DOS CHAKRAS

Centros de energia em desequilíbrio sinalizam o que é preciso melhora

A palavra "Chakra" vem do Sânscrito e significa "roda de luz". Os Chakras são centros de energia, que representam os diferentes aspectos da natureza sutil do ser humano. São eles: corpo físico, emocional, mental e energético. Os sete principais Chakras ficam localizados ao longo da coluna vertebral do corpo humano e, segundo a Tradição Hindu, seguem as cores do arco-íris. Confira abaixo o significado de cada um:

CHAKRA CORONÁRIO

Cor: Lilás e dourado

Pedras mais usadas: Quartzo Branco, Ametista, Diamante, Fluorita

Representa nossa ligação com o Alto, a Energia Superior, o Universo. A sua função principal é evoluir, ascender e se aprimorar como ser humano.

Percebemos o Chakra Coronário em desequilíbrio quando apresentamos falta de inspiração, confusão, tristeza relacionada à falta de esperança, alienação ou hesitação em servir ao bem comum.

 

CHAKRA FRONTAL

Cor: Azul índigo

Pedras mais usadas: Sodalita, Azurita, Lápis Lazuli, Cianita

Representa a mente e a intuição. A função dupla desse chakra faz com que ele seja um dos mais difíceis de manter o equilíbrio, pois o excesso de uma característica leva à falta da outra.

Quando em desequilíbrio, pode desencadear falta de concentração, medo, cinismo, tensão, pesadelos, e excesso ou falta de sono. Também é recorrente ter um acúmulo de pensamentos.

CHAKRA LARÍNGEO

Cor: Azul claro

Pedras mais usadas: Água Marinha, Quartzo Azul, Turquesa, Larimar

Tem ligação com a maneira que cada um se expressa. A função principal desse chakra é o se expressar. Por isso, a autoexpressão e a comunicação são as palavras-chaves dele. Ajuda a relacionar e exteriorizar o que sentimos e o que pensamos.

Percebemos que o Chakra Laríngeo está em desequilíbrio quando apresentamos problemas na comunicação - geralmente a falta dela - o uso insensato do conhecimento e a falta de discernimento. Nesse caso, a pessoa pode falar demais ou dizer bobagens por querer esconder o que sente. Num outro extremo, pode tender a falar pouco e "engolir sapos".

CHAKRA CARDÍACO

Cor: Verde e rosa

Pedras mais usadas: Quartzo Rosa, Quartzo Verde, Turmalina Melancia, Esmeralda

Simboliza o centro das emoções. Esse chakra é o centro do amor e sabedoria nas relações emocionais. Gera estabilidade e confiança, além de trabalhar as manifestações reprimidas e as feridas emocionais.

Quando o Chakra Cardíaco se mostra em desequilíbrio, pode gerar repressão do amor, instabilidade emocional, sensação de opressão e/ou peso no peito

 

Os sete símbolos do chakra

Muladhara (Chacra Raiz)

Nome em sânscrito: MULADHARA ("Base e fundamento"; "Suporte")

Mantra: Lam.

Localização: Base da Espinha.

Cor: Vermelho.

Elemento: Terra.

Funções: Traz vitalidade para o corpo físico.

Qualidades Positivas: Coragem, Estabilidade. Individualidade, Paciência, Saúde, Sucesso e Segurança.

Qualidades Negativas: Insegurança, Raiva, Tensão e Violência.

O primeiro chacra (conhecido como Chacra Base ou Raiz), situado na base da espinha dorsal, relaciona-se com o poder criador da energia sexual. Quando esse chacra está enfraquecido indica distúrbios da sexualidade ou disfunções endócrinas. Quando excessivamente energizado, indica excesso de hormônios, sexualidade exacerbada ou até mesmo a presença de um tumor no local.

 Svadhisthana (Chacra órgão genital e base da barriga)

 

 

Nome em sânscrito: SWADHISTANA ("Morada do Prazer")

Mantra: vam.

Localização: Abaixo do umbigo.

Cor: Laranja.

Elemento: Água.

Funções: Força e vitalidade física.

Qualidades Positivas: Assimilação de novas ideias, Dar e Receber, Desejo, Emoções, Mudanças, Prazer, Saúde e Tolerância.

Qualidades Negativas: Confusão, Ciúme, Impotência, Problemas da bexiga e Problemas Sexuais.

O segundo chacra também chamado esplênico, sacro ou do baço, é responsável pela energização geral do organismo, e por ele penetram as energias cósmicas mais sutis, que a seguir são distribuídas pelo corpo. Quando esse chacra é estimulado, propicia uma boa captação energética.

 Manipura (Chacra do umbigo)

Nome em sânscrito: MANIPURA ("Cidade das Jóias")

Mantra: Ram.

Localização: Zona da barriga.

Cor: Amarelo.

Elemento: Fogo.

Funções: Digestão, emoções e metabolismo.

Cristais: Âmbar, Olho de Tigre e Ouro.

Qualidades Positivas: Auto controle, Autoridade, Energia, Humor, Imortalidade, Poder pessoal e Transformação.

Qualidades Negativas: Medo, Ódio, Problemas digestivos e Raiva.

 

O terceiro chacra (conhecido como Chakra do Plexo Solar) localiza-se na região do umbigo ou do plexo solar, e está relacionado com as emoções. Quando muito energizado, indica que a pessoa é voltada para as emoções e prazeres imediatos. Quando fraco sugere carência energética, baixo magnetismo, suscetibilidade emocional e a possibilidade de doenças crônicas.

 Anahata (Chacra cardíaco)

Nome em sânscrito: ANAHATA ("Invicto"; "Inviolado")

Mantra: Yam.

Localização: Coração.

Cor: Verde (cura e energia vital); Rosa (Amor).

Elemento: Ar.

Funções: Energiza o sangue e o corpo físico.

Qualidades Positivas: Amor incondicional, Compaixão, Equilíbrio, Harmonia e Paz.

Qualidades Negativas: Desequilíbrio, Instabilidade emocional, Problemas de coração e circulação.

O quarto chacra situa-se na direção do coração. Relaciona-se principalmente com o timo e o coração. Sua energia corresponde ao amor e à devoção, como formas sutis e elevadas de emoção. Quando ativado desenvolve todo o potencial para o amor altruísta. Quando enfraquecido indica a necessidade de se libertar do egoísmo e de cultivar maior dedicação ao próximo. No aspecto físico, também pode indicar doenças cardíacas.

Visuddha (Chacra Laríngeo)

Nome em sânscrito: VISHUDDA ("O purificador")

Mantra: Ham.

Localização: Na garganta.

Cor: Azul claro.

Elemento: Éter.

Funções: Som, vibração, comunicação.

Qualidades Positivas: Comunicação, Criatividade, Conhecimento, Honestidade, Integração, Lealdade e Paz.

Qualidades Negativas: Depressão, Ignorância e Problemas na comunicação.

O quinto chacra fica na frente da garganta e está ligado à tireóide. Relaciona-se com a capacidade de percepção mais sutil, com o entendimento e com a voz. Quando desenvolvido, de forma geral, indica força de caráter, grande capacidade mental e discernimento. Em caso contrário, pode indicar doenças tireoidianas e fraquezas de diversas funções físicas, psíquicas ou mentais.

Ajña (Chacra Frontal)

Nome em sânscrito: AJÑA ("O Centro de comando")

Mantra: Om.

Localização: Na testa, entre as sobrancelhas.

Cor: Azul índigo.

Elemento: Todos.

Funções: Revitaliza sistema nervoso e a visão.

Qualidades Positivas: Concentração, Devoção, Intuição, Imaginação, Realização da alma e Sabedoria.

Qualidades Negativas: Dores de cabeça, Falta de concentração, Medo, Problema nos olhos, Pesadelos e Tensão

 

O sexto chacra situa-se no ponto entre as sobrancelhas. Conhecido como "terceiro olho" na tradição hinduísta, está ligado à capacidade intuitiva e à percepção sutil. Quando bem desenvolvido, pode indicar um sensitivo de alto grau. Enfraquecido aponta para um certo primitivismo psico-mental ou, no aspecto físico, para tumoração craniana.

Sahasra (Chacra Coroa)

Nome em sânscrito: SAHASRA ("O Lótus das mil pétalas")

Mantra: Aum.

Localização: No topo da cabeça, bem no centro.

Cor: Violeta e Branco.

Elemento: Todos os elementos.

Funções: Revitaliza o cérebro.

Qualidades Positivas: Percepção além do tempo e do espaço. Abre a consciência para o infinito.

Qualidades Negativas: Alienação, Confusão, Depressão e Falta de Inspiração.

O sétimo é o mais importante dos chakras, situa-se no alto da cabeça e relaciona-se com o padrão energético global da pessoa. Conhecido como chakra da coroa, é representado na tradição indiana por uma flor-de-lótus de mil pétalas na cor violeta. Através dele recebemos a luz divina. A tradição de coroar os reis fundamenta-se no princípio da estimulação deste chakra, de modo a dinamizar a capacidade espiritual e a consciência superior do ser humano.

Como energizar os chacras

Várias terapias, como o Reiki e a cromoterapia se utilizam dos chakras como base para diagnóstico e tratamento de males que atingem desde o corpo físico até o espiritual. Através de gestos , que podem ser incorporados no dia-a-dia é possível ativar estes pontos de energia, buscando a harmonização do corpo e da alma.

 

" Concentrar-se no que está fazendo, pensando na região do chakra já é uma forma de reativá-lo. Procure ficar em um lugar tranqüilo, para que nenhum barulho possa tirar sua concentração. " Coloque uma de suas mãos aberta em frente ao chakra, sem tocar no corpo, e faça movimentos circulares no sentido horário, como se estivesse massageando o local, mas à distância. " Sentar-se na posição de lótus - pernas cruzadas - tronco ereto - e fixar o olhar na ponta do nariz estimula o chakra frontal ou do terceiro olho.

" As cores e os cristais são formas visuais de estimulação do chakras. Utilize a pedra com a cor correspondente a do chakra e direcione

SIGNIFICADOS DOS QUATRO ELEMENTOS ASTROLÓGICOS

Os antigos, dentre os quais destaco o filósofo Aristóteles (384 a.C. - 322 a.C.), interpretavam a realidade como se tudo fosse constituído por quatro Elementos: o Fogo, a Terra, o Ar e a Água. Para estes filósofos, havia uma divisão precisa entre nosso mundo e o céu, uma divisão de natureza metafísica. Nosso mundo seria o lugar das mudanças, o espaço onde tudo se transforma; o céu seria o mundo supralunar, reunindo tudo o que está acima da Lua. No mundo supralunar, acreditava-se, havia os planetas e as estrelas, compostos não por matéria comum, mas por uma substância imutável e eterna chamada de "éter".

O conhecimento humano se aperfeiçoou, e hoje sabemos que não existe diferença entre a matéria encontrada em nosso mundo e aquela da qual os planetas e as estrelas são compostos. Tudo muda, tudo se transforma, e nenhum planeta ou estrela é composto por uma substância especial chamada "éter". Do mesmo modo, também sabemos que nosso mundo não é composto por quatro Elementos em um sentido físico. Quando falamos de "elementos" hoje em dia, nos referimos aos da tabela periódica química: hidrogênio, oxigênio, hélio e todos os demais - e tudo isso foi criado dentro das estrelas!

Sobre os quatro Elementos da antiguidade, entretanto, é perfeitamente possível entendê-los como uma sofisticada metáfora. Uma metáfora que se refere à estrutura da realidade em um sentido simbólico. A Astrologia, afinal, diferente da Astronomia, não é uma ciência que trata da realidade física. A Astrologia é uma linguagem que se baseia em analogias, em símbolos e interpretações possíveis para estes símbolos. Querem ver?

Vamos considerar, por exemplo, as quatro necessidades humanas fundamentais: água para beber, alimento (que vem da terra), ar para respirar e luz/calor (provenientes do Sol). Retire qualquer um desses elementos, e a existência humana (e a da maioria dos animais) se torna inviável.

Podemos também mostrar que nosso mundo é dividido em quatro partes. Temos uma parte continental, também conhecida como litosfera (terra), temos água (rios, oceanos, lagos), temos ar (a atmosfera) e temos fogo (o núcleo incandescente do planeta).

APENAS JUNTOS OS ELEMENTOS ALCANÇAM SEU VERDADEIRO PODER

Do mesmo modo, para a Astrologia, quatro são os Elementos que constituem a existência: o Fogo, a Terra, o Ar e a Água. Cada um deles se manifesta de três formas distintas, totalizando os 12 signos do zodíaco. A partir da perspectiva de cada um dos Elementos, a realidade é interpretada de modos bastante diferentes. É como se cada Elemento, ao lidar com um fato, tecesse considerações particulares, sendo que nenhum deles apreende o fato em sua inteireza, em sua plenitude. O Fogo enxerga os possíveis sentidos e significados do fato. A Água aborda as implicações emocionais. A Terra lida com causa e consequência. O Ar, por sua vez, quer entender a teoria por detrás do fato. Cada um dos Elementos, ao seu modo, é cego para outras perspectivas. Apenas juntos alcançam o verdadeiro poder

A própria psicologia bebeu (e bebe) dos quatro Elementos como figuras estruturantes da psique, e muitas correntes se baseiam nisso. Carl Jung, por exemplo, nos fala das quatro funções psíquicas: sensação, sentimento, pensamento e intuição. Cada uma dessas quatro funções está relacionada com um Elemento:

A sensação teria a ver com a perspectiva da Terra - as coisas têm valor na medida em que posso experimentá-las com meus sentidos físicos.

O sentimento, com a perspectiva da Água - as coisas têm valor na medida em que estimulam minhas emoções.

O pensamento estaria relacionado ao Ar - as coisas têm valor na medida em que suas teorias são compreendidas.

A intuição, ao Fogo - as coisas têm valor na medida em que têm sentidos e ensinamentos filosóficos, espirituais ou morais. Alexey Dodsworth,

Os Elementos: Terra, Água, Ar, Fogo e a sua Simbologia.

Diz-nos a Ciência Esotérica que a Natureza, através dos Elementos e da sua simbologia nos mostra também como atingir esse equilíbrio a nível interior, assim como a simbologia do Yin (energia feminina) e do Yang (energia masculina).

Somos um microcosmos dentro de um Macrocosmos, tudo o que acontece fora de nós, é um espelho que se passa dentro de nós também.

A Astrologia (estudo da influência dos Astros na Terra) explica que tal como a Terra, o Ser Humano também é constituído por quatro Elementos: Terra, Água, Ar e Fogo. A Terra e a Água são elementos Yin (femininos), o Ar e o Fogo são elementos Yang (masculinos).

 

Tanto o Homem como a Mulher carregam dentro estas energias (em maior ou menor intensidade), que podem ser observadas num mapa astrológico. Tudo o que chamamos de características (jeitos, tendências, manias), são na verdade, energias e, quando bem trabalhadas e conscientes, podem-nos ajudar a encontrar o tão desejado Equilíbrio.

O que significa elemento Yin?

É o Elemento mais introvertido, há um movimento mais para dentro. É fechado, suave, tímido, receptivo, feminino.

O que significa elemento Yang?

É o Elemento mais extrovertido. Expande, há movimento para fora, é ativo e masculino.

Cada ser humano é constituído por estes quatro Elementos, que vão definir a sua personalidade consoante a predominância ou falta destes Elementos.

Por exemplo uma pessoa com muita Água e Terra e pouco Fogo ou Ar, é uma pessoa à partida mais Yin (fechada, suave, receptiva, feminina). Toda esta análise é feita através de um mapa com base na informação relativa ao nascimento (ano, mês, hora e local). Desenha-se um mapa do aspecto do Céu (Mapa Astral) no preciso momento em que a pessoa nasceu e o mesmo mostra os Planetas em determinados Signos (as constelações no Céu) e Casas, que são constituídos por Elementos. Assim ficamos a saber se a pessoa tem muitos ou poucos Planetas nos determinados Elementos, definindo-se a tendência da sua personalidade.

Ao sabermos a distribuição dos Planetas nos Elementos, entendemos imediatamente porque temos determinados comportamentos, sentimentos, tendências, medos. Imediatamente percebemos que há uma razão para cada pessoa ter a personalidade que tem.

O momento em que ganhamos esta Consciência, é o momento em que podemos Escolher procurar desenvolver a energia que nos falta, ou trabalhar a energia que temos em excesso, para atingirmos cada vez mais um maior Equilíbrio, maior bem-estar com o nosso Ser. Por exemplo, uma pessoa com falta de Ar deve procurar trabalhar o Ar, desenvolvendo atividades que estimulem a mente como por exemplo procurar relacionar-se, falar e ouvir sobre assuntos que lhe interessem, criar, estar em grupo. Uma pessoa com muito Fogo deve procurar Água e Terra para acalmar o Fogo.

Cada Elemento corresponde a três Signos.

Signos de Terra: Touro, Virgem e Capricórnio. (Yin)

Signos de Água: Caranguejo, Escorpião e Peixes. (Yin)

Signos de Ar: Aquário, Gémeos e Balança. (Yang)

Signos de Fogo: Carneiro, Leão e Sagitário. (Yang)

PERSONALIDADE TERRA

O Elemento Terra é Yin, é o mais pesado, corresponde ao corpo, à matéria, a tudo o que é sólido, onde o Espírito se aloja, é o Templo da Alma.

Quais as características das personalidades com o Elemento Terra?

São pessoas práticas, lidam bem com os assuntos do Planeta Terra, são persistentes, fiéis, verdadeiras, organizadas, autodisciplinadas, pacientes, construtoras, sabem tirar prazer do mundo físico, gostam de rotina, são responsáveis.

Como é a personalidade quando se tem Terra no mapa astral?

Há uma forte tendência para se identificarem com os seus bens, são apegadas aos valores concretos. São formais, inflexíveis, comodistas, lentas, pesadas, teimosas, materialistas, cépticas, possessivas e têm dificuldade em mudar.

Como é a personalidade quando não se tem Terra no mapa astral?

Não têm sentido prático. Têm dificuldade em lidar com o plano material da Vida e pouca persistência. São desenraizadas, pouco realistas e pouco produtivas. Não são capazes de passar da potência ao ato, não transmitem segurança. São imprevisíveis e têm pouca noção das necessidades do corpo físico.

O que ajuda as pessoas a serem mais equilibradas quando têm personalidades com muita Terra?

Ajuda variarem as suas atividades: não usar relógio, sair da ordem, experimentar coisas novas, comer alimentos que apanhem mais sol (fruta, cereais), relacionarem-se com personalidades de Fogo e Ar, sair da rotina de vez em quando, experimentarem dizer e fazer coisas que nunca pensaram fazer, arriscar mudar algo, porem-se à prova, frequentar grupos com princípios espirituais, e praticarem meditação ativa.

O que ajuda as pessoas a serem mais equilibradas quando têm personalidades sem Terra?

Colocar objetivos na sua Vida com prazos, procurar estar com pessoas com personalidades com muita Terra, receber e dar massagens, comer mais alimentos que vêm da Terra (batata, cenoura, beterraba), andar descalço, fazer coisas com as mãos (massagens, jardinagem, trabalhos manuais), tomar conta do corpo e senti-lo, parar e apreciar a natureza, respirar fundo.

PERSONALIDADE ÁGUA

A Água é o segundo Elemento mais pesado e é Yin. O ser humano tem cerca de 80% de Água no seu organismo, a Água é um elemento subtil que carrega as memórias Kármicas (tudo o que ela sentiu no passado). É discreta, submissa mas chega a todo o lado. A Água está ligada ao mundo dos Sentimentos, do inconsciente. Sem Água não há ligação à Terra.

Quais as características das personalidades com elemento Água?

São pessoas Yin, sensíveis, receptivas, empáticas, intuitivas, criativas, reserva-

das, observadoras, subjetivas, passivas, discretas, artísticas, calorosas, profundas, românticas, saudosistas, com necessidade de proteger e ser protegidas, frágeis por fora e fortes por dentro, com grande força interna, e emocionalmente inteligentes. Têm os dons do Coração.

Como é a personalidade quando se tem muita Água no mapa astral?

São pessoas nostálgicas com tendência para a depressão, fechadas, com muitos medos, desconfiadas, vulneráveis, com sentimentos fortes e exagerada Sensibilidade. São introvertidas, iludem-se muito, não têm centro (sentem tudo o que é delas e dos outros), submetem-se sem nunca atacar, não têm forma própria, sofrem de fortes dependências emocionais, têm medo de se apaixonar (mas é o que mais querem), são choronas confusas e sem objetividade.

Pouco práticas, questionam muito tudo o que sentem. Acedem facilmente ao mundo invisível e têm uma forte necessidade de laços fortes. Tomam conta de tudo e de todos e têm tendência para controlar apegos fortes à família.

Como é a personalidade quando não se tem Água no mapa astral?

São pessoas frias, calculistas e com dificuldade em lidar com os seus próprios sentimentos. Têm muita falta de auto-conhecimento, são distantes, desapegadas, insensíveis e têm dificuldade em relacionar-se intimamente e em entender os outros. São racionais, pouco ou nada profundas. Podem ser cépticas se também tiverem pouco Fogo. Podem ter muitos conhecidos mas nenhum amigo. Fogem das emoções e retêm toxinas facilmente. São duras e diretas. Agem como robôs. Têm falta de compaixão e procuram desesperadamente algo que preencha o vazio interno.

O que ajuda as pessoas a serem mais equilibradas quando têm personalidades com muita Água?

Ajuda procurar o elemento Yang, passar tempo ao Sol, fazer exercício físico, estar com personalidades de Ar e Fogo, ouvir música animada, ver filmes cómicos, evitar ambientes ou pessoas depressivas, desenvolver os seus dons criativos (cantar, pintar, moldar, dançar), comer alimentos com proteína, falar o que se sente sem se vitimizar, vestir roupas com cores vivas e alegres, procurar pessoas com interesses idênticos, olhar para uma fogueira, escrever sobre os momentos mais felizes da sua Vida, estudar assuntos que expliquem a psique ou a lógica da vida (ex: psicologia, astrologia) e fazer Yoga do Riso.

O que ajuda as pessoas a serem mais equilibradas quando têm personalidades sem Água?

Ajuda falar sobre o que sentem, estar em grupos de pessoas sensíveis e carinhosas, tomar banhos de imersão, praticar yoga, beber muita água, ver filmes com mensagens profundas, frequentar atividades ligadas ao mundo espiritual, ouvir música que toque o Coração, meditações guiadas, estar com crianças, estar em silêncio, olhar o Mar ou rio, não fugir dos seus sentimentos, respeitar o choro quando apetece, observarem-se e sentirem-se mais, escrever sobre os seus sentimentos, pedir a opinião aos outros sobre o que sentem deles próprios, ouvir musica em silêncio com sons de água, falar baixinho e pausadamente, ouvir mais e falar menos, danças calmas a dois, respeitar o Tempo, respirar profundamente várias vezes ao dia, deixar-se ser escolhido, tentar colocar-se no lugar dos outros e ver o que se sente, dar colinho em silêncio a pessoas tristes (serviço social).

 

PERSONALIDADE AR

O Ar é o segundo Elemento mais leve, e é Yang. Está relacionado com todo o plano mental do ser humano, a interpretação da Vida através da mente e a sua forma de pensar, comunicar, exprimir ideias e relacionar tudo. O Ar é quem explica todo o sentir, toda a ação, toda a realização material, através das palavras damos sentido ao que sentimos, pensamos e fazemos. O Ar leva-nos a relacionar, unir, entender, é lógico e objetivo. Este elemento lembra-nos que todos respiramos o mesmo ar sobre a Terra.

Quais as características das personalidades com elemento Ar?

São pessoas Yang, comunicativas, curiosas, ágeis, inteligentes (QI), activas, sociáveis, pensativas, relações públicas e que passam a mensagem. São interessantes, coloridas, criativas, versáteis, conhecedoras, quebram o gelo em qualquer lugar, são cultas, vividas e com muita necessidade de mobilidade e variedade. São independentes e têm facilidade em interpretar o Mundo, tomam decisões a partir do pensamento e ética. Têm necessidade de espaço e de se relacionar com pessoas.

Como é a personalidade quando se tem muito Ar no mapa astral?

São pessoas que falam e pensam muito. São nervosas, frias, muito mentais e com dificuldade em Sentir. Sofrem de hiperatividade, intelectual. Dispersam-se facilmente (perdem-se no mundo das ideias). São génios, inventores e não percebem quando alguém está carente ou dependente. Criam pouca empatia, são cansativas, não sabem estar em Silêncio, têm tendência para tiques. São “aéreas”, não se prendem a nada. Criam alheamento relativamente às emoções. São ansiosas e pouco práticas.

Como é a personalidade quando não se tem Ar no mapa astral?

São pessoas fechadas (tendência para se isolar). Sofrem de insegurança mental. Têm pouca vontade de falar, fogem dos grupos, têm dificuldade em aprender e entender os outros, e em se ajustar a coisas novas e diferentes, são lentas no pensamento, e têm problemas de comunicação e expressão verbais bem como necessidade de reinterpretar o que é dito, e em interligar conhecimentos.

O que ajuda as pessoas a serem mais equilibradas quando têm personalidades com muito Ar?

Ajuda praticar exercício físico que não implique falar e que canse bastante o corpo, estar com a Natureza em silêncio, despertar emoções fortes, encontrar momentos de silêncio, estudar meditação, qualquer assunto que explique a importância de dominar a mente, falar menos e ouvir mais, escrever para elas próprias, fazer coisas práticas sozinhas, pedir aos seus amigos que lhes chamem a atenção quando já estão a falar demais, fazer exercícios de respiração ao longo da vida, gritar, chorar, cantar, meditação activa, bioenergética (movimentos do corpo específicos com respiração forte), comer alimentos Yin e evitar estimulantes (café, chá verde e açúcar).

O que ajuda as pessoas a serem mais equilibradas quando têm personalidades sem Ar?

Ajuda relacionarem-se mais com pessoas com bastante ar, falar nos seus pontos de vista, escrever, estudar, ler, falar, cantar, procurar ambientes com animação, diversão e que as obrigue a pensar, fazer jogos com palavras e adivinhas, respirar conscientemente, usar na sua roupa e casa os tons amarelos, terapias em grupo, iniciar coisas novas mesmo que seja por pouco tempo e fazer desporto na natureza para ganharem mais ar puro.

PERSONALIDADE FOGO

O Fogo é o elemento mais leve, o puro Espírito e é Yang. Está relacionado com a capacidade de agir, acreditar e intuir. O Fogo tem perfil de líder, de criador, de expansão, é entusiasta, excitável, flui espontaneamente e é cheio de iniciativa. É estimulado pelo ar e acalmado pela terra e pela água, fala na Vitalidade, na capacidade de acreditar e segue a sua vontade. O Fogo aquece, é caloroso e grandioso, cheio de Luz e vontade de vencer, é a Identidade de cada um, o importante é Ser mais que sentir ou saber.

Quais as características das personalidades com elemento Fogo?

São pessoas Yang, com vida, dinâmicas, com fé, ambiciosas, bem-dispostas, espontâneas, generosas, entusiastas, divertidas, criativas, amigas, apaixonadas, calorosas, diretas, idealistas, expansivas, intensas, optimistas, confiantes, arriscadas, independentes, intuitivas, fiéis às suas ideias, aventureiras e coloridas.

Como é a personalidade quando se tem muito Fogo no mapa astral?

São pessoas exageradas, pouco práticas, iludidas, irresponsáveis, sem pés bem assentes na Terra, irrealistas, impulsivas, não acabam nada do que começam, fartam-se de tudo depressa, sem foco, com paixões arrebatadoras, orgulhosas, insensíveis, aceleradas, exaltadas, explosivas, descontroladas, fanáticas, falam alto e com movimentos bruscos. São egocêntricas, directas demais, agressivas, não param em lado nenhum, têm tendência a afirmar-se e a atropelar os outros, não ouvem, agem sem pensar, são precipitadas, jogadoras, dominadoras, impacientes, ansiosas, autoritárias, vivem emoções fortes, ocupam muito espaço até o queimar por completo, costumam ser rosadas na face, dão demasiado nas vistas, têm tendência para engordar por não terem limites.

Como é a personalidade quando não se tem Fogo no mapa astral?

São pessoas depressivas, pálidas, caídas, passivas, pouco confiantes, sem iniciativa, com dificuldade em agir/arriscar, são racionais, pesadas, com falta de fé e com dificuldade em acreditar na sua intuição. Acomodadas, têm dificuldade em se envolver com as coisas, são pouco espontâneas e com auto-expressão inibida, têm falta de alegria pela vida, são pragmáticas e têm falta de emoções fortes. Costumam ser pessimistas.

O que ajuda as pessoas a serem mais equilibradas quando têm personalidades com muito Fogo?

É excelente o exercício físico que ajude a centrar e a suar (Chi Kung, Yoga, Surf, Correr), chorar, gritar, rir, ter muito espaço, aprender a ouvir os outros, ouvir a opinião que os outros têm sobre si, estar com pessoas com personalidades de terra e água, tomar banhos de água fria, não se prenderem, receberem sempre a verdade dos outros, comer alimentos mais Yin (vegetais, cereais e fruta e, evitar carne e demasiada proteína), usar em si e em casa cores suaves, verem-se ao espelho e falarem consigo próprias e terapias bioenergéticas (expelir o fogo da raiva).

O que ajuda as pessoas a serem mais equilibradas quando têm personalidades sem Fogo?

Olhar para o Sol pela manhã ou tarde, olhar para uma lareira acesa, estar com pessoas com Fogo e Ar, por objetivos ativos na sua Vida, fazer exercício físico de preferência na natureza, apanhar Sol, estimular a gargalhada, procurar atividades criativas e coloridas (pintar, cantar, yoga do riso, desportos em grupo), colocar em si e em sua casa cores fortes e alegres, comer alimentos com sabores fortes, por exemplo, malagueta, gengibre. Viajar, arriscar, fazer coisas novas e simples. VERA LUZ

Na Magia ocidental para além destes quatro elementos básicos também temos o Quinto Elemento Nobre: o Éter ou Espírito.

Ao sabermos as qualidades de cada elemento poderemos então elaborar formulas mágicas para fins mais direcionados para a verdadeira vontade e com elementos que promovam uma melhor ligação com essas forças. Certas Ferramentas Mágicas têm sempre uma ligação com um elemento, logo para podermos direcionar podemos fazer uso de determinada ferramenta, etc. Por exemplo: o mesmo elemento poderá ser usado para ativar essa força: água para ativar a Água ou forças Aquáticas; Fogo para ativar o fogo ou forças Ígneas; Ar para ativar o Ar ou forças Eólicas; Terra para ativar força Telúricas.

Também alguns Seres de outras dimensões/realidades estão associados a alguns elementos pois sua forma de ser emana caraterísticas vincadas em alguns elementos

ar_grandeAr ou elemento Eólico

Este elemento está ligado com as ideias, processos mentais, comunicação, mudança, o movimento, conhecimento/sabedoria/estudos, liberdade, etc. É masculino, seco, expansivo e ativo. É o elemento que se sobressai nos locais de aprendizagem e nos quais ponderamos, pensamos e teorizamos.

O ar governa o Este pois esta é a direção da maior luz, a da luz da sabedoria e consciencialização. Cor que o representa é o amarelo do sol e do céu na aurora.

Representa também coisas que crescem, expansão, liberdade de movimento. Tirando o sumo e seus semelhantes, o Ar pode ser representa o Mental. Ao crescermos fisicamente nós aprendemos e a nossa mente se expande de igual forma, nos termos de conhecimento, personalidade e através das experiências de vida. Ar representa a respiração. Mental e emocionalmente representa uma “Mente Aberta” e sentimento de despreocupação. Pode ser associado à vontade, elusivo, evasivo, benevolência, compaixão, sabedoria, eletricidade.

Aconselhado para feitiços e rituais que direcionados para viagens, estudos, liberdade, obtenção do conhecimento, encontrar itens perdidos, descobrir mentiras e assim por diante. Pode ser usado para ajudar desenvolver de faculdades psíquicas. Alguns Feitiços com o elemento Eólico incluem o ato de deixar cair um objeto do alto de uma montanha ou outro lugar alto para que se conecte fisicamente com o elemento.

Pontos de força: Topo de montanhas de serras, praias ventosas, edifícios altos, aeroportos, escolas, bibliotecas, escritórios, agências de viagem.

 

Aplicações Magisticas: processos mentais, intuitivos e psíquicos, o conhecimento e estudos, aprendizagem abstrata, o vento e a respiração, inspiração, a audição, harmonia, pensamento e crescimento intelectual, viagens, liberdade, verdade, encontrar coisas perdidas, telepatia, memória, desenvolver compreensão, conhecer os segredos de desencarnados, meditação, discussões, começos, iluminação, adivinhação, concentração, visualização, profecia, magia do vento, karma, velocidade, olfato, audição, etc.

Ferramentas Mágicas: Incenso e Óleos Essenciais, Athame, Espada, Diário Mágico, Pêndulo, Cartas e Tarot, Lápis e Caneta, Runas, visualização criativa.

Palavras Chaves: Intelecto, lógica, tecnologia e design

Estação: Primavera

Direção: Este

Parte do dia: Amanhecer

Sentido: Tacto

Cor: amarelo do sol e do céu na aurora

O ar governa a magia dos quatro ventos, de concentração e visualização e a maioria das magias divinatórias

fogo_grande Fogo ou Elemento Ígneo

Este elemento está ligado à força masculina, ao impulso da vida, à paixão, à transmutação, força de vontade, a sexualidade, da conquista, desporto, ação, destruidora, limpadora, energética, etc. Representa o fogo sagrado do sexo,  a faísca de divindade que brilha dentro de nós e de todas as coisas vivas.

O Fogo representa a energia, a Força, o que move o mundo. Animais ( em especial predadores) capazes de se moverem rapidamente e cheios de força é um bom exemplo de símbolos ígneos. Fisicamente o Fogo representa o nosso metabolismo e calor corporal. A nível mental e emocional representa as paixões e o que nos move. Fogo pode ser associado à motivação, desejo, intenção, ímpeto, espírito aventureiro.

A Magia do Fogo pode parecer assustadora porque os resultados manifestam-se de forma rápida e espetacular. O elemento Ígneo é uma força avassaladora e incrível. A sua força é chamada a Sul, pois é de lá que vem o Calor. Suas cores é vermelho e outras cores produzidas por chamas.

Pontos de Força: Desertos, fontes termais, vulcões, fornos, lareiras, quarto de dormir (devido ao sexo), saunas.

Aplicações Mágicas: tempestade, tempo e estrela, queimar, magia com fumo ou derreter objetos, velas e pequenas fogueiras; Energia, espírito, calor, chama, sangue, vigor, vida, vontade, cura, destruição, purificação, fogueiras, lareiras, velas, sol, erupções, explosões, liberdade, mudança, visão, percepção, visão interior, iluminação, aprendizagem, amor, paixão, sexualidade, autoridade, a vontade de ousar, criatividade, lealdade, força, transformação, proteção, coragem, eu superior, sucesso, refinamento, as artes, evolução, fé, exercícios físicos, consciência corporal, vitalidade, autoconhecimento, poder, etc.

Ferramentas Mágicas: Bastão, lamparina ou velas, ervas ou papéis queimados.

Palavras Chaves: Emoção, Paixão, Inspiração, Criação

Estação: Verão

Direção: Sul

Parte do dia: Meio-dia

Sentido: Visão

Cor: Vermelho

Água ou Elemento Aquático

Este elemento está ligado à força feminina, intuição, magia, da mente subconsciente, do amor e todas as emoções, fluente, curadora, suave, amorosa, movimento. Assim como a água é fluida,  em constante mutação, fluindo, de um nível a outro, também são assim nossas emoções. A água é o elemento da absorção e germinação. O subconsciente é simbolizado por este elemento, pois está sempre em movimento, como o mar que nunca descansa quer seja noite ou dia. Será de grande proveito para o Mago apaziguar esse mar.

A Água representa a fluidez, as coisas sem forma. Fora das coisas obviamente ligadas à água (como rios e mares), plantas também estão associadas a este elemento, pois elas se adaptam ao meio em que estão inseridas, crescem e se movem consoante o Sol e a mudança das estações. Sangue e outros fluidos corporais estão também representados por este elemento. A nível mental e emocional a Água representa a adaptabilidade à mudança. A Água pode ainda ser associada ás emoções, adaptabilidade, flexibilidade, ao magnetismo, maleabilidade.

Pontos de Força: lagos, rios, fontes, poços, praias, banheiras, piscinas, chuveiros, o oceano e as marés.

Aplicações Mágicas: Magias com Mar, gelo, neve, neblina, espelho, imã, chuva, emoções, sentimentos, amor, coragem, ternura, tristeza, intuição, a mente inconsciente, o ventre, geração, fertilidade, plantas, cura, comunicação com o mundo espiritual, purificação, prazer, amizade, casamento, felicidade, sono, sonhos, o psíquico, o eu interior, simpatia, amor, reflexão, marés e correntes da vida, o poder de ousar e purificar as coisas, sabedoria interior, busca da visão, curar a si mesmo, visão interior, segurança, jornadas.

Ferramentas Mágicas: Água, Cálice, caldeirão, espelho, o mar.

Palavras Chaves: Alma, Espírito, Empatia e Aura

Estação: Outono

Direção: Oeste

Parte do dia: Crepúsculo

Sentido: Paladar

Cor: Azul

Earth-symbolTerra ou Elemento Telúrico

Este elemento está ligado à fertilidade, à criação, à estabilidade, harmonia, à solidez, ao lar, humidade, a gravidade é a manifestação desse elemento. Está ligado à dimensão que estamos conscientes, ao plano físico. A Terra é o reino da abundância, da prosperidade e da riqueza. Ela é o mais físico dos elementos, pois sobre ela todos os três se apoiam. Sem a terra a vida como a conhecemos não existiria. Também é sustentadora das forças da natureza.

A Terra representa o que é rijo, o que é sólido neste plano de existência. O símbolo mais básico da Terra é as rochas. Rochas são muito difíceis de serem movidas e de serem modificadas. A nível físico representa os ossos, músculos, e tecidos orgânicos. Emocionalmente está associado à teimosia, estabilidade, ao culto do corpo, à gravidade das coisas. A nível mental está associado à confiança, resistência à mudança.

Pontos de Força: Cavernas, vales, florestas, abismos, campos cultivados, fazendas, jardins, parques, cozinhas, caves, minas, buracos, tocas, montanhas.

Aplicações Mágicas: Magias de enterrar, plantar, fazer imagens de argila ou areia, andar pela natureza e visualizar o que se deseja, para o corpo, crescimento, sustentação, ganho material, dinheiro, nascimento, morte, silêncio, rochas, pedras, cristais, joias, metal, ossos, estruturas, noite, riqueza, tesouros, rendição, força de vontade, toque, empatia, crescimento, mistério, conservação, incorporação, negócios, prosperidade, emprego, estabilidade, sucesso, fertilidade, cura, forças da natureza combinadas, abundância material, runas, sabedoria prática, força física, ensino.

Ferramentas Mágicas: Pentáculo, pentagrama, imagens, pedras, gemas e cristais, sal, giz e carvão, árvores, bússola, cordas.

Palavras Chaves: Corpos, Formas, Saúde e Necessidades Físicas

Estação: Inverno

Direção: Norte

Parte do dia: Noite

Sentido: olfacto

Cor: Verde

Para que tenhas mais ferramentas para trabalhar com os elementos básicos tens o Reiki Elemental que te capacita a trabalhar melhor com estas energias. https://cosmopaganismo.wordpress.com/.../ar-fogo-agua-e-terra-os-quatro-elementos

Através da História

Os 4 elementos foram a principio muito associados aos 4 pontos cardeais. Este modo de relacionar ambos os temas influenciou (e ainda influencia) muito não só a religiosidade popular, como as ciências técnicas como a Geografia por exemplo.

No caso das religiões, muitas foram as que colocaram o Leste como orientação do sagrado, do elemento fogo, naturalmente por causa do nascer do Sol, que o elemento fogo em seu total poder. Entretanto, muitos poderão questionar aqui que o Sol não é uma bola de fogo. E de fato não é. Entretanto, ele é considerado uma bola de Plasma, que hoje em dia é considerado como o 4º estado da matéria.

Falando em estados da matéria, eles também são muito relacionados a eles:

Fogo = Plasma

Ar = Gás

Água = Líquido

Terra = Sólido

Fogo

Elementos que representa o instinto. Faz tudo retornar ao seu estado natural mais primitivo e básico. É altamente associado ao impeto, criatividade, impulso, orgulho, conquista, guerra, paixão. Astrológicamente, fazem parte deste elementos os signos de Áries, Leão e Sagitário. É de polaridade positiva e de gênero masculino.

Água

Elemento que representa as emoções. Dele surgem todas as manifestações do Amor puro e desapego, como o sacrifício, solidariedade, doação. Também é relacionado com a beleza e a pureza. É a mãe por excelência, a feminilidade ideal. É de polaridade negativa. Astrológicamente, pertencem ao elemento água os signos de Cancer, Escorpião e Peixes.

Ar

Elemento que representa a razão. Dele surgem todas as qualidades ligadas a razão, como ceticismo, ciência, ética, filosofia, loucura e justiça. Astrológicamente, pertencem a ele Gemeos, Libra e Aquário. É de gênero Feminino e polaridade positiva.

Terra

Elemento que representa a matéria. É seco e frio. Dele surgem todas as qualidades ligadas a matéria, como riqueza, trabalho, ganancia, cautela, cauculismo, materialismo. A ele pertencem os signos de Touro, Virgem e Capricórnio. É de gênero Masculino e polaridade negativa simbolosantigos.blogspot.com/2012/09/os-4-elementos.html

Quatro elementos: Fogo, Terra, Ar e Água.

É importante saber que a ênfase por elementos é decidida através dos dez planetas que compõe o sistema astrológico e mais o Ascendente. Assim, se você não se identificar com o elemento de seu signo solar, pode ser que ele esteja em falta no seu mapa, sendo simbolizado apenas pelo seu Sol, por exemplo.

FOGO INTUIÇÃO:

Imaginar, criar, idealizar    Áries   Leão   Sagitário

TERRA           SENSAÇÃO:

tocar, realizar, fazer Touro Virgem           Capricórnio

AR       PENSAMENTO:

a mente         Gêmeos        Libra   Aquário

ÁGUA EMOÇÃO:

o coração      Câncer           Escorpião     Peixes

 Fogo

Está associado ao entusiasmo e a uma intuição forte, com uma capacidade de rapidamente apreender as coisas. As pessoas do tipo Fogo são carismáticas, vivas, criativas, impetuosas, cheias de energia. Criam mais do que copiam. Têm grande brilho pessoal. Predominam sentimentos como o espírito aventureiro, a vontade de se lançar e o desejo de se fazer notar.

PERSONALIDADES TÍPICAS: O artista e o gênio criador, o idealista, o aventureiro.

EM EXCESSO: Muito idealismo, fazendo com que demorem mais a compreender como funciona a realidade. Algumas pessoas com excesso do elemento podem ter dificuldade com coisas práticas, como organizar, ordenar, pagar contas, ir ao banco, etc. Por isso, cercam-se de executores e pessoas práticas, os tipos TERRA.

EM FALTA: Baixa confiança em si mesmo. Forte necessidade de se fazer notável. Cercam-se de pessoas criativas.

PARA COMPENSAR A FALTA DE FOGO: Significa preencher a autoconfiança e sentir-se especial de algum modo. Em primeiro lugar, devem procurar o sol da manhã, que traz alegria e vitalidade. Atividades de lazer, como esportes ou diversões ajudam a expressarem suas personalidades e descobrirem a criança interior. Igualmente, podem entrar em contato com crianças, envolvendo-se com suas brincadeiras e seu mundo mágico de fantasia.

Terra

Está associado ao espírito prático e construtor. A Terra se pauta pela sensação, sentido que se guia pela realidade. As pessoas do tipo Terra são sistemáticas, realistas, realizadoras, persistentes, organizadoras, pacientes. Seguem modelos consagrados e que já deram certo. Fazem com que projetos virem realidade. Predominam sentimentos como a segurança, a necessidade de consolidar, de se adequar à realidade e obter sucesso nela e de usar o bom senso.

PERSONALIDADES TÍPICAS: O empreendedor, o realizador, o mantenedor.

EM EXCESSO: Reagem de modo muito materialista, guiando suas opiniões apenas em termos do que é válido e real. Pode se aferrar a rotina, tendo pouco espaço para a imaginação e criatividade. Por isso, cercam-se de pessoas vivas e idealistas, os tipo FOGO.

EM FALTA: Pouca segurança interior e dificuldade em lidar com a realidade. Quer ter sucesso material (maioria, homens) e/ou ser bonito e atraente (maioria, mulheres). Cercam-se de pessoas práticas e realistas.

PARA COMPENSAR A FALTA DE TERRA: Significa preencher a falta de segurança interior e conectar a pessoa a realidade. Devem procurar o contato com a terra, como andar descalço em um jardim ou manipular argila, areia ou barro. Também podem ter um animal de estimação, o qual exige o desenvolvimento dos atributos terra, como cuidar da alimentação, dar banho, vacinar e afagar.

Ar

Está associado ao pensamento. Indica interpretar a vida através da mente. As pessoas do tipo Ar são inquietas, comunicativas, têm necessidade de mobilidade e variedade, independentes, curiosas. Têm facilidade em se comunicar e interpretar o mundo. Tomam decisões a partir da ética e do pensamento. Predominam sentimentos como a necessidade de espaço e de, ao mesmo tempo, relacionar-se com pessoas.

PERSONALIDADES TÍPICAS: O intelectual, comunicador, escritor.

EM EXCESSO: Tentam entender tudo pela mente, tendo dificuldade em entrar em contato com sentimentos básicos, como carência ou dependência. Podem ter pouca empatia quando não compreendem uma situação. Por isso, cercam-se de pessoas sensíveis, do tipo ÁGUA, que acordem os sentimentos que estão dentro de si.

EM FALTA: Pouca confiança em sua capacidade intelectual. Falta de flexibilidade para compreender outros pontos de vista. Querem ser percebidos como pessoas inteligentes e sagazes. Cercam-se de pessoas com facilidade em manipular conceitos abstratos e estabelecer relações.

PARA COMPENSAR A FALTA DE AR: Significa soltar-se e utilizar livremente a sua capacidade de estabelecer associações e conexões. Devem procurar jogos e entretenimentos que mantenham seus sentimentos em suspenso, enquanto estão envolvidos, e estimulem a capacidade de analisar uma situação pela mente. Podem servir para isso, também, livros, sobretudo de humor ou de conhecimento. Podem fazer exercícios respiratórios e aeróbicos. A expressão vá buscar ar puro está ligada ao fato de caminhadas ou exercícios desanuviarem sentimentos opressivos ou melancólicos, e também trazerem uma nova compreensão sobre a situação em que vivem.

 

Água

Está associado ao sentimento. Indica interpretar a vida através das emoções. As pessoas do tipo Água são sensíveis, perceptivas, empáticas, têm necessidade de se ligarem emocionalmente. Tomam decisões a partir de necessidades interiores. Predominam sentimentos como a busca de aconchego e de uma reação emotiva do mundo.

PERSONALIDADES TÍPICAS: O emotivo, o místico, o artista sensível.

EM EXCESSO: Podem não ter uma linha de direção, agindo sempre ao sabor dos sentimentos. Hipersensíveis, reagem a tudo ao redor. Também não conseguem ver seus problemas sob uma perspectiva mais clara e ampla, por isso, cercam-se de pessoas capazes de proporcionar o distanciamento dos seus sentimentos a fim de não serem tão afetados por eles, pessoas do tipo AR.

EM FALTA: Poucos instrumentos para lidar com os sentimentos dentro de si. Sentem todo o impacto deles ou não sentem nenhum impacto. Ligam-se a tudo o que permita ligarem se com as suas emoções, como a música ou outras associações com base emotiva. Cercam-se de pessoas emotivas, com livre acesso aos seus sentimentos.

PARA COMPENSAR A FALTA DE ÁGUA: Significa entrar em contato com os próprios sentimentos. Em primeiro lugar, buscar a Água, símbolo de sentimento em qualquer cultura. A pesca ou o nado ou a simples observação do mar coloca a pessoa em contato com o inconsciente. Também buscar a música, que igualmente tem um poderoso efeito sobre o inconsciente, despertando sentimentos que possam estar reprimidos. O desenho, a modelagem ou a pintura igualmente ativam sentimentos.

Fogo x Terra

Jung chamou os tipos do Fogo de intuitivos e os tipos da Terra de sensitivos. Fogo e Terra, na verdade, são maneiras opostas de lidar com a realidade. Se você tiver os dois elementos em equilíbrio em seu mapa astral, haverá uma espécie de discussão interna entre esses dois elementos, que simbolizam necessidades muito diferentes. Será importante você aprenda a atender a ambas as necessidades e impulsos.

Entretanto, se um estiver em vantagem, você possivelmente irá atrair pessoas que tenham o outro elemento bem representado. A tendência pode ser combater as idéias transmitidas por essas pessoas, que são opostas as suas, mas você ganharia mais se tentasse aprender algo com elas.

O Fogo lida com a realidade tentando ultrapassá-la, superá-la. Carrega, dentro de si, a figura do herói e se insurge contra os limites da realidade. Impacienta-se com limpeza, trabalhos rotineiros. Além disso, busca a aventura e a excitação. Quer viver o lado alegre e ilimitado da vida. É um criador por essência, não gostando de se restringir a métodos consagrados. Seu atributo mais forte é a intuição.

A Terra lida com a realidade tentando adaptar-se a ela. Não espera vencer a realidade, por isso o seu sucesso consiste no modo como consegue utilizá-la a seu favor. Carrega, dentro de si, uma perspectiva realista de si mesmo e do mundo ao redor. Seu impulso é o de criar segurança e estabilidade. Quer construir coisas em sua vida. Prefere ter um apartamento mobiliado a uma viagem ao redor do mundo (que seria escolhida pelo Fogo). Utiliza métodos consagrados, pois eles já provaram o seu sucesso no enfrentamento da realidade. Seu atributo mais forte é a sensação.

Se uma criança do Fogo e da Terra forem comparados em seu desempenho escolar, a criança do Fogo se destacará em trabalhos criativos e também em atividades esportivas ou que necessitem de liderança. Entretanto, a criança Terra terá um desempenho médio em todas as matérias, saindo-se melhor naquelas que necessitam de paciência, cuidado e persistência.

Ar x Água

Jung chamou os tipos do Ar de racionais e os tipos da Água de sentimentais. Ar e Água são maneiras opostas de interpretar a realidade. Se você tiver os dois elementos em equilíbrio em seu mapa astral, haverá uma espécie de discussão interna entre esses dois elementos, que simbolizam necessidades muito diferentes. Será importante que você aprenda a atender a ambas as necessidades e impulsos.

Entretanto, se um estiver em vantagem, você possivelmente irá atrair pessoas que tenham o outro elemento bem representado. A tendência pode ser combater o modo de ser dessas pessoas, que é oposto ao seu, mas você ganharia mais se tentasse se relacionar com essas pessoas e despertar em si o que está faltando em você.

O Ar interpreta a vida segundo sua mente, segundo aquilo que entende, pensa, vê e racionaliza. Tem facilidade em compreender opiniões e modos de viver diferentes. Por essa razão é, também, mais independente. Tem um lado que observa a ética ou a justiça. Tem facilidade em lidar com os relacionamentos com base no diálogo e no entendimento. Tem as faculdades de abstração e compreensão altamente desenvolvidas. O Ar está mais associado a figura do pai, que precisa ter uma identificação ética com os filhos.

O Água interpreta a vida segundo seus sentimentos, percepções internas, pressentimentos e inclinações. Tem facilidade em entrar em contato com os sentimentos das pessoas e compreender suas ações com base nesses sentimentos. Sabendo da força dos sentimentos, tende a ser mais dependente e criar laços. Não se inclina a decidir pela ética e sim por suas necessidades (gosto, não gosto, preciso, não preciso). Tem facilidade em lidar com os relacionamenos com base no vínculo emocional. Tem uma intuição muito desenvolvida a respeito do mundo interior das pessoas, embora nem sempre consiga explicar como percebeu determinadas coisas. A Água está mais associada a figura da mãe, que liga-se aos filhos por sentimento, independente do que quer que eles façam.

Quando juntos, Ar e Água desenvolvem um diálogo com base no Pensamento e Emoção. Quando não se entendem, a Água acha o Ar frio e insensível, o Ar acha a Água irracional e dependente. Quando procuram o entendimento, a Água oferece consolo e empatia para o Ar, enquanto o Ar oferece para a Água compreensão e maior distanciamento. vanessatuleski.com.br/v2/os-quatro-elementos/

Os Quatro Elementos

Os quatro elementos são representados por triângulos equiláteros, dois deles com a ponta para cima e dois deles com a ponta para baixo.

Terra - associado ao cobre, representa a criação. O leão, outro símbolo presente na alquimia, também representa este, que é o primeiro elemento.

Água - associado ao estanho, o segundo elemento representa a purificação. O peixe, outro símbolo presente na alquimia, também representa a água.

Ar - associado ao ferro, o terceiro elemento representa o sopro da vida. A águia, outro símbolo presente na alquimia, também representa esse elemento.

Fogo- associado ao chumbo, o quarto elemento representa a transformação final. O dragão, outro símbolo presente na alquimia, também o representa.

Sol e Lua

O Sol representa o ouro. O ponto no centro do círculo simboliza a conclusão da Grande Obra.

A Lua representa a prata e a “Obra Menor”.

Inicialmente os alquimistas utilizam símbolos astrológicos, tais como o Sol e a Lua, bem como símbolos celestiais, como os anjos. Todavia, com medo da perseguição, os alquimistas criaram os seus próprios símbolos.

Pedra Filosofal

A pedra filosofal era essencial para o processo de transformação do metal em ouro.

Ela, uma substância lendária, significa pureza e imortalidade. Seu símbolo é composto pelo triângulo, que representa o sal, o enxofre e o mercúrio, bem como o quadrado, que representa os quatro elementos.

O círculo, por sua vez, representa o conceito de unidade. Ao mesmo tempo, ouroboros carrega o mesmo significado.

 

Caduceu

O poder de transformar o impuro em puro é representado pelo caduceu, especificamente o bastão, enquanto as asas representam o equilíbrio desse processo.

Por vezes o caduceu é associado ao símbolo da medicina, o que decorre do fato de a alquimia combinar a sua prática também com essa área de conhecimento.

Selo de Salomão

Junção dos símbolos que representam o fogo e a água, o selo de Salomão simboliza a união dos opostos e o resultado da transformação dos processos alquímicos.

 

O Processo Alquímico

O processo alquímico é o principal trabalho dos alquimistas (frequentemente chamado de “A Grande Obra”). Trata-se da manipulação dos metais, e da fabricação da pedra filosofal. As matérias-primas do processo alquímico são, entre outros, o orvalho, o sal, o mercúrio e o enxofre. De um modo geral, o processo alquímico é descrito de forma velada usando-se uma complicada simbologia que inclui símbolos astrológicos, animais e figuras enigmáticas.

 O orvalho é utilizado para umedecer ou banhar a matéria-prima. O sal é o dissolvente universal. Os outros dois elementos, mercúrio e enxofre são as principais matérias-primas da alquimia. O enxofre é o princípio fixo, ativo, masculino, que representa as propriedades de combustão e corrosão dos metais. O mercúrio é o princípio volátil, passivo, feminino, inerte. Ambos, combinados, formam o que os alquimistas descrevem como o “coito do Rei e da Rainha”.

 O sal, também conhecido por arsénico, é o meio de ligação entre o mercúrio e o enxofre, muitas vezes associado à energia vital, que une corpo e alma.

 A linguagem dos textos alquímicos com frequência faz uso de imagens sexuais. E não é muito incomum que a ligação de elementos seja comparada a um “coito”. Normalmente este casamento é associado à morte, e é representado, com frequência, ocorrendo dentro de um sarcófago.

 Enquanto a união de ambos os elementos é representada por um “casamento” ou “coito”, o combate entre o enxofre e o mercúrio, entre o fixo e o volátil, entre o masculino e o feminino é comumente representado pela luta entre o dragão alado e o dragão áptero.

Também é muito frequente o uso de símbolos da astrologia na linguagem alquímica. Associam-se os planetas da astrologia com os elementos da seguinte forma:

Sol com o ouro

A Lua com a prata

Mercúrio com mercúrio

Vênus com o cobre

Marte com o ferro

Júpiter com estanho

Saturno com chumbo

Os alquimistas acreditavam que o mundo material é composto por matéria-prima sob várias formas, as primeiras dessas formas eram os quatro elementos (água, fogo, terra e ar), divididos em duas qualidades: Húmido (que trabalhava principalmente com o orvalho) ou Seco, Frio ou Quente. As qualidades dos elementos e suas eminentes proporções determinavam a forma de um objeto, por isso, os alquimistas acreditavam ser possível a transmutação: transformar uma forma ou matéria em outra alterando as proporções dos elementos através dos processos de destilação, combustão, aquecimento e evaporação.

            Exemplo de um processo alquímico.

Os alquimistas também associavam animais com os elementos, por exemplo, normalmente, o unicórnio ou o veado é usado para representar o elemento terra, o peixe para representar a água, pássaros para o ar, e a salamandra o fogo. Também haviam símbolos para outras substâncias, por exemplo, o sal é normalmente representado por um leão verde. O corvo simboliza a fase de putrefação do processo alquímico, que assume uma cor negra. Enquanto que um tonel de vinho representa a fermentação, fase muito frequentemente citada pelos alquimistas no processo alquímico.

Segundo os alquimistas a matéria passaria por quatro estágios principais, que por vezes, também ter significado espiritual:

 

Nigredo: ou Operação Negra, é o estágio em que a matéria é dissolvida e putrefacta (associada ao calor e ao fogo);

Albedo: ou Operação Branca, é o estágio em que a substância é purificada (associada à ablução com Aquae Vitae, à luz da lua, feminina e à prata);

Citrinitas: ou Operação Amarela, é o estágio em que se opera a transmutação dos metais, da prata em ouro, ou da luz da lua, passiva, em luz solar, activa;

Rubedo: ou Operação Vermelha, é o estágio final, em que se produz a Pedra Filosofal – o culminar da obra ou do casamento alquímico.

 A psicologia moderna também incorporou muito da simbologia da alquimia. Carl Jung reexaminou a simbologia alquímica procurando mostrar o significado oculto destes símbolos e sua importância como um caminho espiritual. Mas com certeza a maior influência da alquimia foi nas chamadas ciências ocultas. Não há ramo do ocultismo ocidental que não tenha recebido alguma ideia da alquimia, e que não a referencie.

Acima de tudo, a alquimia deixou uma mensagem poderosa de busca pela perfeição. Em um mundo tomado pelo culto ao dinheiro a à aparência exterior, em que pouco o homem busca a si próprio e ao seu íntimo, as vozes dos antigos alquimistas aparecem como um chamado para que o homem reencontre seu lado espiritual e superior; ou a que, na mais simples das análises, tenha um qualquer objetivo na vida, ainda que longínquo, através do viver uma aventura que se pode cumprir numa divisão esquecida da casa

Um aspecto interessante de sua teoria da matéria era que nada é criado e nada é destruído, mas tudo se transforma dependendo da relação uns com os outros dos quatro elementos básicos constituintes. Esta idéia de conservação da matéria só voltou a ser afirmada por Lavoisier cerca de dois mil e duzentos anos mais tarde com o aparecimento da química.

 Os elementos podem ser transformados um no outro. Se a Terra é por demais irrigada, dissolve-se se transformando em líquido (Água). A Água endurecida e condensada transforma-se em Terra. Quando a água é evaporada por aquecimento, transforma-se em Ar. Se a água é queimada, transforma-se em Fogo. O Fogo quando se apaga vira Terra, e assim vai seguindo, nada perdendo e sim se transformando.

 Platão atribuiu três qualidades a cada Elemento. Ao Fogo; fluidez, claridade, mobilidade. A Terra; escuridão, densidade e imobilidade. O ar recebe do Fogo fluidez e mobilidade, da Terra escuridão. A água recebe da Terra escuridão e densidade e do Fogo, mobilidade.

 Hermes dizia que o Fogo é ilimitado e invisível. Interpenetra todas as coisas, espalha-se pelo Céu e é reluzente nos infernos. Encontra-se nas pedras, extraídos por um golpe com metal, na Terra quando ao for escavada solta fumaça, na Água aquecendo as fontes, no mar que esquenta ao ser agitado pelos ventos, no ar que queimamos. Todos os animais e criaturas vivem devido ao calor.

Na Terra estão contidas as sementes, as virtudes germinativas de todas as coisas e, portanto a Terra é animal, vegetal e mineral. Fertilizada pelos outros elementos e pelo Céu, a Terra faz nascer dela mesma a abundância e todas as coisas, encerra grandes segredos.

 À Água, continua Platão, é uma virtude germinal de todas as coisas, sem ela nenhuma erva ou planta pode brotar. Especialmente os animais, cujo sêmen é de origem aquosa.

 O Ar é um Espírito Vital que permeia todos os seres, dando vida e substância a todas as coisas. Recebe dentro de si a influência de corpos celestes, recebe a essência de todas as coisas naturais e artificiais, fornece matéria para diferentes sonhos e adivinhações.

Os elementos podem ser transformados um no outro. Se a Terra é por demais irrigada, dissolve-se transformando-se em líquido ( Água ) . A Água endurecida e condensada transforma-se em Terra. Quando a água é evaporada por aquecimento, transforma-se em Ar. Se a água é queimada, transforma-se em Fogo. O Fogo quando se apaga vira Terra, e assim vai seguindo, nada perdendo e sim se transformando.

 Platão atribuiu três qualidades a cada Elemento. Ao Fogo; fluidez, claridade, mobilidade. À Terra; escuridão, densidade e imobilidade. O ar recebe do Fogo fluidez e mobilidade, da Terra escuridão. A água recebe da Terra escuridão e densidade e do Fogo, mobilidade.

Hermes dizia que o Fogo é ilimitado e invisível. Interpenetra todas as coisas, espalha-se pelo Céu e é reluzente nos infernos. Encontra-se nas pedras, extraídos por um golpe com metal, na Terra quando ao ser escavada solta fumaça, na Água aquecendo as fontes, no mar que esquenta ao ser agitado pelos ventos, no ar que queimamos. Todos os animais e criaturas vivem devido ao calor.

Na Terra estão contidas as sementes, as virtudes germinativas de todas as coisas e, portanto a Terra é animal, vegetal e mineral. Fertilizada pelos outros elementos e pelo Céu, a Terra faz nascer dela mesma a abundância e todas as coisas, encerra grandes segredos.

 À Água, continua Platão, é uma virtude germinal de todas as coisas, sem ela nenhuma erva ou planta pode brotar. Especialmente os animais, cujo sêmem é de origem aquosa.

 O Ar é um Espírito Vital que permeia todos os seres, dando vida e substância a todas as coisas. Recebe dentro de sí a influência de corpos celestes, recebe a essência de todas as coisas naturais e artificiais, fornece matéria para diferentes sonhos e adivinhações.

 Na Astrologia, os elementos simbolizam uma função psíquica. Fogo, percepção, que significa perceber o que ocorre ao seu lado sem necessidade de raciocínio; Terra, sensação, sentir o que acontece na vida e como suportar esses acontecimentos; Ar, pensamento, comunicar e analisar seus pensamentos; Água, sentimento, como lidar com os sentimentos e emoções.

 Os doze signos do zodíaco são divididos em quatro temperamentos:

Signos de Fogo : ardentes, românticos, espontâneos, auto-suficientes

 Signos de Terra : práticos, conservadores, sensuais, prudentes e realistas

Signos de Ar : comunicadores, idealistas, sem preconceitos

Signos de Água : emocionais, intuitivos, sensíveis, profundos.

Tanto na astrologia como na medicina chineza são considerados 5 Elementos Básicos da Natureza. Entre eles existem uma relação de geração e dominação, onde se encaixam todas as manifestações do Universo.

A teoria dos 5 Elementos considera o Universo formado pelo movimento e transformação dos 5 Princípios representados por : Madeira – Fogo – Terra – Metal – Água.

             Segundo a Lei de Geração:

·A Madeira por sua combustão gera o Fogo. Portanto a Madeira é mãe do Fogo.

 Quando o Fogo cessa as cinzas são incorporadas a Terra. Portanto o Fogo é a mãe da Terra.

  Dentro da terra achamos os metais. Portanto a Terra é mãe do Metal.

É dos Metais e das rochas que brotam as fontes de Água. Portanto o Metal é mãe da Água.

 Água dá vida aos vegetais gerando a Madeira. Portanto a Água é Mãe da Madeira.

· Outro relacionamento é o da inibição, restrição e controle. A Lei da Dominação:

·        A Madeira, através das raízes e vegetais, inibe a Terra.

·        A Terra represa e absorve a Água.

·        A Água apaga o Fogo.

·        O Fogo derrete o Metal.

·        O Metal corta a Madeira.

O princípio Yin e Yang – os elementos masculino ef feminino da Natureza – é o princípio básico de todo o Universo. É o princípio de tudo quanto existe na Criação. Efetua a transformação para a paternidade; é a raiz e a fonte da vida e da morte, e também se encontra nos tempos dos deuses.

  A Natureza tem quatro estações e cinco elementos. A fim de proporcionarem uma longa vida, as 4 estações e os 5 elementos acumulam o poder da criação existente no frio (água), no calor (fogo), na secura excessiva(metal), na umidade(terra) e no vento(madeira).

 A doutrina dos 5 elementos tem uma importância igual à do Yin/Yang. Entre eles existe uma relação de geração e dominação, onde se encaixam todas as manifestações do Universo. A teoria dos 5 elementos considera o Universo, formado pelo movimento e transformação dos mesmos.

Respondendo diretamente sua pergunta com relação a “Ação” dos 5 elementos

Madeira : Movimento Fogo : Expansão Terra : Distribuição Metal : Interiorização Água : Concentração

Segundo a Cronobiologia Chineza,o elemento Madeira (primavera) possui a capacidade de pôr em movimento, de dar nascimento. O elemento Fogo (verão) significa o movimento de expansão. Ele tem a tendência de espalhar o que recebeu da Madeira. O papel da Terra (veranico) se situa em dois níveis. De uma parte ela tem um lugar central e serve como intermediária entre duas mutações, então ela distribui. Sua ação culmina entre o fim do verão e o começo do outono (chamado de veranico). O Metal (outono), corresponde a idéia de recolhimento (interiorização) ou interação. Sai da parte mais Yang(verão) para se dirigir para a parte mais Yin (inverno). O Metal contém a idéia de ajuntar, coletar. O Elemento Água (Inverno), corresponde ao máximo de Yin, na concentração, da qual vai renascer Yang que se dirige para a Madeira.

 

A Doutrina dos 5 Elementos estuda os movimentos cíclicos do mundo.

  As forças elementais buscam expressar-se de 3 formas no ciclo de atividade.

1. O Caminho de Criação e Iniciação

2. O Caminho de Preservação ou Consolidação

3. O Caminho de Transição ou Mudança

 O primeiro estágio do ciclo de atividade é a iniciação. Eles pegam coisas para aplicarem energia. ( Fogo) O segundo estágio é para assegurar que o início está indo de forma segura e permanente, tem que ter um bom início para ser consolidado. A estabilidade da Terra é aplicada.

A ação do Fogo na sólida Terra, produz gases ( Ar ) que através da condensação, torna-se Água. Então a mistura desses dois estágios iniciais produzem mudança.

O terceiro estágio, então, é Mudança, ou a transição de uma condição para a outra.. Agua, portanto, acompanha o ar neste ciclo de geração.

 A sequência dos Elementos neste ciclo de geração com a roda é o seguinte : Fogo, Terra, Ar e Água, e a sequencia dos tres caminhos de expressão é Criando – Consolidando e Mudando. Cada elemento busca, portanto, expressão em cada um dos três caminhos, através de uma sequência de geração em sincronia com os 12 segmentos de tempo da Terra na Roda Medicinal, e também são as 12 expressões de personalidade.

 O Fogo busca expressão por meio das idéias, por iniciar novas idéias, consolidando e aceitando idéias, e por fazer mudanças nas idéias e encontrar refresco nas circunstâncias.

O Ar busca expressão por meio da comunicação, por colocar numa forma aquilo que já está sendo comunicado e por mudar os métodos de comunicação.

 A Água busca expressão por meio dos ideais, por formular e estabelece-los ou por modifica-los para ajustá-los aos tempos.

A Terra busca expressão por meio do trabalho, e nos três caminhos de atividade pelo trabalho de iniciação, por completar um trabalho, ou por mudar a forma de trabalho.

http://www.xamanismo.com.br/Universo/SubUniverso1193136728

ZODÍACOS

Os principais elementos o Fogo, a Terra, o Ar e a Água, e cada um de nós sintoniza em maior ou menor grau com algumas dessas ondas vibratórias.

Cada elemento age em três modalidades vibratórias: cardinal, fixa e mutável. A combinação entre os 4 elementos e as 3 modalidades produz os 12 padrões de energia chamados signos do zodíaco.

O Fogo representa o entusiasmo e a Fé; a Terra sintoniza-se com o mundo material; o Ar corresponde à expressão da mente e a Água reproduz as respostas sentimentais. A Água e a      Terra vivem para o interior, o Fogo e o Ar extravasam as suas energias.

Vejamos, quais os signos de cada elemento e as suas características:

-Carneiro, Leão e Sagitário – Elemento: Fogo.

-Touro, Virgem e Capricórnio – Elemento: Terra.

-Gêmeos, Balança e Aquário – Elemento: Ar.

-Caranguejo, Escorpião e Peixes. Elemento: Água

Introdução à Astrologia

O fato de os signos astrológicos estarem associados a certas constelações astronômicas gerou grande confusão entre os astrólogos e não-astrólogos. Basicamente, o nosso zodíaco e os signos são não mais do que uma escala circular de 360 graus. Cada uma das doze secções deste círculo tem determinadas características, baseadas em qualidades associadas com os elementos.

A tradição vê o universo constituído pelos elementos fogo, ar, água e terra. Quando aplicamos este sistema às personalidades, os elementos representam certos traços básicos e dão um certo “temperamento”. Isto varia de acordo com a ênfase dos elementos no horóscopo. Qualquer posicionamento dos planetas ou pontos pessoais num signo constituem uma ênfase.

Os quatro elementos podem ser vistos como os quatro princípios básicos de vida. Isto pode ser aplicado a todo o gênero de coisas segundo os princípios da similaridade e analogia. C.G. Jung abriu a porta para um moderno entendimento destas categorias, desenvolvendo uma tipologia, em que cada um dos elementos corresponde a quatro funções básicas da psique. A ênfase ou não-ênfase dos elementos no horóscopo individual, revela aspectos fundamentais da personalidade.

               -Fogo: As pessoas com uma ênfase forte do elemento de fogo são espontâneas e impulsivas e usam as suas energias com todo o entusiasmo. A sua resposta emocional é rápida e têm uma imaginação muito viva. Signos de Fogo: Carneiro, Leão e Sagitário

-Ar: As pessoas de ar são rápidas e animadas. Usam as suas energias de formas muito variadas. Têm tendência para intelectualizar os seus sentimentos e expectativas. Signos de Ar: Balança, Aquário, Gêmeos

-Água: As pessoas com uma forte ênfase do elemento água são sentimentais e muito sensíveis. As suas capacidades emocionais e imaginativas são profundas e ricas. Signos de Água: Caranguejo, Escorpião, Peixes

-Terra: As pessoas de terra reagem silenciosa e lentamente. Elas empenham-se com “endurance”. Emocionalmente elas são fortemente enraizadas e lentas na mudança. Signos de Terra: Capricórnio, Touro, Virgem

Fontes tradicionais ocidentais também consideram um quinto elemento a “quinta essência”. Esta descreve simplesmente a alma ou o ser espiritual de uma pessoa. Fica separado dos outros quatro elementos e não é descrito no horóscopo. Esta é a razão por que é frequentemente desprezado. Leva-nos para além da doutrina dos quatro elementos e da sua aplicação no campo da astrologia. Refere-se à liberdade do homem e alerta-nos para o grande mistério da eternidade.

Estados Elementares ou Qualidades

               Cada um dos quatro elementos encontra-se em três estados ou qualidades, respectivamente chamados de cardeal, fixo e mutável ou estado comum. Podemos considerar as propriedades físicas da água como analogia: nela também, os elementos químicos se encontram em vários estados. A água, por exemplo, é líquida no seu estado normal, real. Visto astrologicamente, este seria o estado cardeal. Quando congelada fica em forma sólida, astrologicamente este corresponde ao estado fixo. Quando aquecida, transforma-se em vapor de água – comparável ao estado mutável em astrologia. No horóscopo individual, o posicionamento dos planetas em signos cardeal, fixo ou mutável também mostram os traços básicos da personalidade.

               Cardeal

               As pessoas com ênfase em signos cardeal têm uma forte propensão para a liderança e para moldar as coisas. Têm forte espírito de iniciativa e agem de acordo com os seus objetivos e metas. Signos Cardeal: Carneiro, Balança, Caranguejo, Capricórnio

Fixo

As pessoas com ênfase em signos fixos têm um desejo de construir no que já existe e de organizá-lo de forma mais eficiente. Eles tendem a preservar o “status quo” e agem em resposta às circunstâncias existentes. Signos Fixos: Leão, Aquário, Escorpião, Touro

Mutável

As pessoas com ênfase nos signos mutáveis ou comuns tendem a procurar mudança e renovação. Elas podem facilmente trocar uma coisa por outra e alinhar as suas ações de acordo com a mudança sem hesitações Signos mutáveis: Sagitário, Gêmeos, Peixes, Virgem

 

ASTROLOGIA

            A astrologia é, antes de qualquer coisa, um instrumento de compreensão do homem no seu tempo e espaço de vida. Por milênios, o homem vem atribuindo, compreendendo significados através dos ciclos planetários.

SOL — LUA — MERCÚRIO — VÊNUS — MARTE

JÚPITER — SATURNO — URANO — NETUNO — PLUTÃO

Observando esses grupos, aprenderam a identificá-los e acabaram dando nome a cada um. É o que nós chamamos, hoje, de constelações. As constelações mais importantes para a Astrologia são justamente as de:

Imagine um círculo cortado em quatro pedaços iguais, a linha horizontal que divide o círculo em duas metades, nós chamamos de eixo do espaço ou linha do livre arbítrio, ela proporciona duas partes, a superior que representa o diurno, o consciente, o extrovertido, a vida exterior, e a parte inferior que representa o noturno, o inconsciente, o introvertido, a vida interior.


Agora, uma linha vertical que divide o círculo em outras duas metades, chamamos de eixo do tempo ou linha do destino, ela proporciona também duas partes, à direita, o lado ocidental representa o alocêntrico, aquele que escuta pouco, e a parte da esquerda, o lado oriental representa o egocêntrico, aquele que sabe o que quer, que é determinado e que fala mais.

O eixo Ascendente – Descendente determina a divisão do espaço em dia e noite. O Ascendente é o “eu”, o Descendente é o “tu” ou o “outro”. O movimento do eu em busca do tu, do outro, pode se dar pelo caminho que passa pelo MC ou pelo FC.

O eixo MC – FC determina o tempo, o passado (FC) e o futuro (MC). O FC (Fundo do Céu) está associado à família, a hereditariedade, aos condicionamentos, aos hábitos. O MC (Meio do Céu) está associado ao status, a imagem social, ao trabalho no mundo.

Os quatro pontos cardinais, determinam as casas terrestres angulares: Ascendente – casa I, Descendente – casa VII, MC – casa X e FC – casa IV.

Quando o eu busca o tu, pode fazei-lo conquistando uma posição social, ou buscando afinidades com a sua própria formação no seio da família.

Jung identificou quatro Funções Psíquicas que a consciência usa para fazer o reconhecimento do mundo exterior e orientar-se. Ele definiu as funções como: Sensação, Pensamento, Sentimento e Intuição - estas, junto com as atitudes de introversão e extroversão, representarão os Tipos Psicológicos. Segundo Jung, existem duas maneiras opostas através das quais percebemos as coisas - Sensação e Intuição - e existem outras duas, que usamos para julgarmos os fatos - Pensamento e Sentimento. As pessoas utilizam diariamente esses quatro processos.

 

A Sensação e a Intuição são funções irracionais, uma vez que a situação é apreendida diretamente, sem a mediação de um julgamento ou avaliação.

A função sensação é a função dos sentidos, a função do real, a função que traz as informações (percepções) do mundo através dos órgãos do sentidos. Pessoas do tipo Sensação acreditam nos fatos, têm facilidade para lembrar-se deles e dão atenção ao presente. Essas pessoas têm enfoque no real e no concreto, são voltadas para o “aqui - agora” e costumam ser práticas e realistas. Preocupam-se mais em manter as coisas funcionando do que em criar novos caminhos.

O oposto da função sensação é a função Intuição, onde a percepção se dá através do inconsciente e a apreensão do ambiente geralmente acontece por meio de “pressentimentos”, “palpites” ou “inspirações”. Os sonhos premonitórios e as comunicações telepáticas via inconsciente são algumas das propriedades da intuição. A intuição busca os significados, as relações e possibilidades futuras da informação recebida. Pessoas do tipo intuição tendem a ver o todo e não as partes, e, por isso, costumam apresentar dificuldades na percepção de detalhes.

As funções Pensamento e Sentimento são consideradas racionais por terem caráter judicativo e por serem influenciadas pela reflexão, determinando o modo de tomada de decisões. Estas funções são também chamadas de funções de julgamento, responsáveis pelas conclusões acerca dos assuntos de que trata a consciência. Se nas funções perceptivas a palavra é a apreensão, nas funções de julgamento a palavra é apreciação.

A função Pensamento estabelece a conexão lógica e conceitual entre os fatos percebidos. As pessoas que utilizam o Pensamento fazem uma análise lógica e racional dos fatos: julgam, classificam e discriminam uma coisa da outra sem maior interesse pelo seu valor afetivo. Procuram se orientar por leis gerais aplicáveis às situações, sem levar em conta a interferência de valores pessoais. Naturalmente voltadas para a razão, procuram ser imparciais em seus julgamentos.

 

A função racional que se contrapõe à função Pensamento é a função Sentimento. Quem usa o Sentimento julga o valor intrínseco das coisas, tende a valorizar os sentimentos em suas avaliações, preocupa-se com a harmonia do ambiente e incentiva movimentos sociais. Utilizam-se de valores pessoais (seus ou de outros) na tomada de decisões, mesmo que essas decisões não tenham lógica do ponto de vista da causalidade. Para Nise da Silveira, a pessoa que utiliza a função Sentimento “estabelece julgamentos como o pensamento, mas a sua lógica é toda diferente. É a lógica do coração”. Silveira (1988: 54)

Ao demonstrar as quatro funções, Jung escreveu:

“Sob o conceito de Sensação pretendo abranger todas as percepções através dos órgãos sensoriais; o Pensamento é a função do conhecimento intelectual e da formação lógica de conclusões; por Sentimento entendo uma função que avalia as coisas subjetivamente e por Intuição entendo a percepção por vias inconscientes ... A Sensação constata o que realmente está presente. O Pensamento nos permite conhecer o que significa este presente; o Sentimento, qual o seu valor; a Intuição, finalmente, aponta as possibilidades do “de onde” e do “para onde” que estão contidas neste presente... As quatro funções são algo como os quatro pontos cardeais. Tão arbitrárias e tão indispensáveis quanto estes.” Jung (1971a: 497)

Pode-se dizer, em relação as funções psíquicas, que:

“a Sensação corresponde à totalidade das percepções de fatos externos que nos chegam através dos sentidos; a Sensação nos dirá que alguma coisa é (existe)... o Pensamento, dá o nome a esta coisa e agrega-lhe um conceito... o Sentimento nos informa o valor das coisas, nos diz se elas nos agradam ou não, constituindo uma avaliação e não uma emoção. A quarta e última função está ligada ao conceito do tempo que equivale a um passado e a um futuro - conhecemos o passado, mas o futuro dependerá de um palpite que é a Intuição.” Zacharias (1994: 100 )

 

Dessa forma, uma pessoa do Tipo Pensamento tende a não dar muita importância ao seu sentimento (valores pessoais). Por sua vez, o tipo Sensação tende a não dar crédito às suas intuições. Já o tipo Sentimento, expulsa pensamentos que lhe desagradam e o Intuitivo ignora o que está a sua frente. Portanto, “a Sensação diz que alguma coisa é; o Pensamento exprime o que ela é; o Sentimento expressa-lhe o valor; e a Intuição é o que complementa a visão do mundo pois aventa sobre suas possibilidades.” Casado (1993 : 38)

Características da extroversão:

• O movimento da libido se dá em direção ao mundo exterior.

• O objeto e a realidade exterior são de vital importância.

• Tem uma natureza saliente e franca.

• Adapta-se com facilidade às situações diversas.

• Tem medo “do que está dentro”.

• Gosta de viajar, encontrar novas pessoas conhecer novos lugares.

• Para o extrovertido, o introvertido é um chato e negativo.

Características da introversão:

• O movimento da libido se dá em direção ao mundo interior.

• A realidade interior é de vital importância.

• Tem natureza vacilante, meditativa e isolada.

• Recua diante das situações e está sempre na defensiva.

• As forças motivadoras vêm de fatores internos ou subjetivos.

• Considera o extrovertido fanfarrão e superficial.

As Funções:

 As funções dividem-se em dois grupos:

 

Racionais - pensamento e sentimento – baseiam-se num processo reflexivo procurando avaliar e julgar internamente as suas relações com o mundo.

Pensamento (ar): É a função cujo processo associativo de idéias busca conceituar ou solucionar um problema. Portanto, trata-se de uma função extremamente intelectual . Os indivíduos pensamento são reflexivos, planejadores e julgam através da lógica

Sentimento (água): Sendo uma função avaliadora aceita ou da rejeita uma idéia, avaliando o sentimento agradável ou desagradável proporcionado por tal idéia. Os indivíduos sentimento são discriminatórios e reflexivos e tomam as decisões pelo julgamento de valores próprios como o certo ou o errado; o bom ou o mau.

Irracionais - sensação e intuição – são estados mentais que crescem através de estímulos atuantes no indivíduo, que percebe o mundo além da lógica e da razão.

Sensação (terra): A percepção do mundo se dá através das experiências conscientes que estimulam os cinco sentidos, além das sensações do interior do corpo.

Intuição (fogo): É uma experiência imediata que não exige nenhum julgamento e surge do nada. Os indivíduos veem o que está no mundo interior, percebendo o mundo através do inconsciente.

Além disso, apresentam-se como :

A superior é aquela mais desenvolvida ou mais usada e está subordinada ao ego, enquanto que a inferior é inconsciente e, portanto mais livre e independente. Uma faz oposição à outra.

As funções auxiliares, sejam racionais ou irracionais, sempre diferem da função principal ou superior.

Os Tipos

1. Pensamento Introvertido:

Valorizam as idéias do ponto de vista do sujeito, não do objeto.

Interessam-se pela produção de idéias novas.

Facilmente se perdem no mundo da fantasia.

Não são práticos, são mais teóricos.

Não se deixam influenciar.

São: Pesquisadores; Matemáticos teóricos; Filósofos.

Função Inferior: Sentimento Extrovertido.

2. Pensamento Extrovertido:

Têm a vida governada pelo pensamento.

São organizados e práticos.

Fazem os projetos funcionarem.

Têm como parâmetros as idéias, os ideais,as regras e os princípios objetivos.

 

São: Executivos, estrategistas.

Função Inferior: Sentimento Introvertido.

3. Sentimento Introvertido:

São difíceis de serem compreendidos, pois seu exterior pouco revela.

Dão a impressão de não possuírem nenhum sentimento.

São pessoas reservadas e de difícil acesso.

Têm aparência de autoridade.

Evitam festas e aglomerados, pois sua função avaliadora do sentimento paralisa-se quando muitas coisas ocorrem ao mesmo tempo.

Podem parecer frios ou indiferentes.

São: Artistas de uma forma geral.

Função inferior: Pensamento Extrovertido

4. Sentimento Extrovertido:

Procuram relações harmoniosas com o ambiente.

São orientados pelos dados objetivos.

Não precisam pensar se algo ou alguém lhes importa; sabem.

O pensamento está subordinado ao sentimento.

São vulneráveis ao objeto amado.

Fazem amizades rapidamente, pois têm boa conversa.

São: Relações públicas e atividades afim

.Função Inferior: Pensamento Introvertido.

 

 

5. Sensação Introvertida:

São guiados pela intensidade da sensação subjetiva.

Pouco capazes da compreensão objetiva.

Tendem a recuar do mundo exterior e seus problemas.

Há uma ruptura entre a consciência e o corpo físico.

Têm pouca capacidade racional de julgamento para classificar coisas.

Não compreendem a si próprios.

São: Aqueles que têm fantasias proféticas sombrias.

Função Inferior: Intuição Extrovertida.

6. Sensação Extrovertida:

Têm percepção dos fatos bem desenvolvida.

Suas reações dependem do próprio objeto.

Procuram pessoas ou situações que provoquem fortes sensações.

O amor depende do atrativo físico da pessoa amada.

Têm bom gosto estético.

Não esquecem compromissos e são pontuais.

Adoram festas, esportes, comitês.

São: Atletas, Profissionais da moda, Homens de negócio, etc.

Função Inferior: Intuição Introvertida.

7. Intuição Introvertida:

Dirigem-se para os conteúdos do inconsciente.

Não se comunicam bem e são mal compreendidos.

São confusos, perdendo-se facilmente.

Esquecem compromissos e são desorganizados.

Têm vaga noção do seu próprio corpo físico.

Possuem uma misteriosa capacidade de pressentir o futuro.

São: Videntes, Profetas, Artistas, Xamãs.

Função Inferior: Sensação Extrovertida.

8. Intuição extrovertida:

Têm grande capacidade de percepção.

Veem através da camada externa.

Estão sempre à espreita de novas oportunidades.

Dão pouca atenção ao corpo, não percebendo quando estão cansados ou famintos. Sentem-se prisioneiros de situações estáveis.

São: Empresários inovadores, capitães de indústria, corretores de valores, estadistas.

Função Inferior: Sensação Introvertida.

PENSAMENTO consiste em associar ideias umas às outras para chegar a um conceito geral ou solução de um problema. É uma função intelectual que procura compreender as coisas. As pessoas com essa função proeminente fazem uma analise lógica e racional dos fatos: julgam, classificam e discriminam uma coisa da outra sem maior interesse pelo seu valor afetivo. São naturalmente voltadas para a razão.

SENTIMENTO é uma função avaliadora. Aceita ou rejeita uma ideia tendo como base o sentimento agradável ou desagradável que tal ideia suscita. Os indivíduos que utilizam mais a função sentimento  julga o valor inerente às coisas, tem facilidade no contato social, preocupa-se com a harmonia do ambiente. Normalmente tomam decisões baseadas em seus próprios valores pessoais.

SENSAÇÃO é uma função baseada nas percepções sensoriais. Pessoas do tipo sensação dão atenção ao presente, por isso costumam ter “pés no chão”. São práticas, realistas e preocupam-se mais em manter as coisas funcionando do que em criar novos caminhos.

INTUIÇÃO é a percepção por meio de processos inconscientes e de conteúdos subliminares, que é o meio pelo qual se movem as pessoas deste tipo. A intuição busca os significados, as relações e as possibilidades futuras da informação recebida. Os fatos são apreendidos no seu conjunto e a apreensão do ambiente geralmente acontece por meio de “pressentimentos”, “palpites” ou “inspiração”

Significados e simbologia das casas astrológicas.

Casa 1 (Ascendente): representa a pessoa analisada no Mapa. Mostra a personalidade, o modo de dar início às coisas, o temperamento e a maneira como é vista pelos outros.

Casa 2: representa o que pertence à pessoa e a forma como ela lida com suas posses. Ainda mostra a capacidade de ganhar dinheiro e o sentido de valor e segurança.

Casa 3: é o ambiente em que a pessoa vive, o vínculo entre irmãos, tios e primos. Também representa as pequenas viagens e as formas de expressão e comunicação.

Casa 4: representa o lar, as raízes familiares e a influência da família de origem.

Casa 5: representa os hobbies, os divertimentos e os romances. Ainda diz respeito ao amor que a pessoa transmite, a esportes e à educação dos filhos.

Casa 6: representa o dia-a-dia, o trabalho, a saúde e os hábitos.

Casa 7 (Descendente): descreve as parcerias conjugais e de negócios, o casamento e o que a pessoa espera encontrar em quem elege como cara-metade.

Casa 8: é a maneira como a pessoa lida com as posses dos outros e como partilha o próprio dinheiro. Está relacionada a heranças, morte e regeneração.

Casa 9: representa filosofias, religiões e ensino superior. Ainda diz respeito a viagens longas e à relação com o estrangeiro.

Casa 10: representa a vida pública, a profissão, a fama, o prestígio e o reconhecimento.

Casa 11: envolve a turma da pessoa, os grupos dos quais ela faz parte e a relação entre ela e os amigos.

Casa 12: representa a saúde mental e também o inconsciente coletivo, as fraquezas que a pessoa oculta dentro de si, os seus bloqueios secretos e a capacidade de experiência na vida.

Casa 1

Primeira casa astrológica – Início da casa 1 = Ascendente.

Si mesmo (self). Personalidade. Corpo físico, aparência. Como a pessoa é vista pelos demais. Analogia com o signo de Áries. Planeta regente: Marte. Cabeça, centros motores, hemácias.

Frase chave: EU SOU.

Aspectos positivos: coragem, autoridade, dinamismo, sinceridade, vitalidade, espontaneidade, determinação, iniciativa, competição e energia.

Aspectos negativos: covardia ou temeridade, autoritarismo, agitação, grosseria, cansaço, agressividade, impaciência, impulsividade, rivalidade, raiva.

Casa 2

Segunda casa astrológica – Alicerçamento. Todos os tipos de valores da pessoa: morais, espirituais, filosóficos, materiais etc. Dons inatos. Como se ganha e como se gasta o dinheiro. Situação financeira. Analogia com o signo de Touro. Planeta regente: Vênus. Pescoço, garganta, laringe, faringe, nuca e tireoide.

Frase chave: EU TENHO.

Aspectos positivos: praticidade, senso estético, gratidão, negócios, valorização pessoal, preservação, produtividade, busca do prazer, conforto, amor prazeroso.

Aspectos negativos: resistência às mudanças, ganância, lentidão, preguiça, ciúmes, passionalidade, rancor, gula, avidez, possessividade.

Casa 3

Terceira casa astrológica – Integração no mundo. Comunicação falada e escrita. Pensamento. Mente concreta. Aprendizado básico. Pequenas viagens. Dia a dia. Irmãos, primos e vizinhos. Todos os tipos de papéis, inclusive documentos. Automóveis. Vias de acesso. Comércio. Tudo aquilo que comunica. Analogia com o signo de Gêmeos. Planeta regente: Mercúrio. Braços, mãos, pulmões, sistema nervoso central, ombros, clavícula.

Frase chave: EU PENSO.

Aspectos positivos: juventude, comunicação, versatilidade, dualidade, adaptabilidade, sociabilidade, fraternidade, facilidade nos relacionamentos, habilidade manual e mental.

Aspectos negativos: superficialidade, falsidade, insensibilidade, duplicidade, mentiras, prolixidade, inconsequência, infidelidade, fraudes, plágios.

Casa 4

Quarta casa astrológica – Sentimento. Lar. Família de origem ou atual. Ancestralidade. Atavismo, hereditariedade, mãe. Passado. Pátria. Solo em que se está firmado. Bases psicológicas. Imóveis. Vida emocional. Analogia com o signo de Câncer. Planeta regente: Lua. Estômago, sistema linfático, seios, diafragma, meninges (revestimento do cérebro).

Frase chave: EU SINTO.

Aspectos positivos: instinto maternal, patriotismo, sensibilidade, intuição, acolhimento, emoção, hereditariedade, proteção.

Aspectos negativos: chantagens, medos, lamúrias, inconstância, aprisionamento ao passado, retenção compulsiva, superproteção, dependência e cobrança afetiva, desequilíbrio emocional.

Casa 5

Quinta casa astrológica – Criatividade. Expressão e brilho pessoal. Amores. Romance. Namoro e noivado. Prazer. Lazer. Alegria de viver. Filhos. Especulações financeiras. Jogos e loterias. Analogia com o signo de Leão. Planeta regente: Sol. Coração, espinha dorsal, sistema cardiovascular.

Frase chave: EU CRIO.

Aspectos positivos: autoestima, autoridade, capacidade de amar, namoros, lazer, vocação, figura do pai, professor e ator, nobreza de caráter, prazer de viver.

Aspectos negativos: vaidade, autoritarismo, exibicionismo, infidelidade afetiva, ataques de ira, prepotência, egocentrismo, narcisismo, orgulho.

Casa 6

Sexta casa astrológica – Estar aqui agora. Saúde. Doenças agudas. Hábitos. Rotina. Trabalho assalariado. Serviços prestados. Ambiente de trabalho. Empregados e funcionários. Deveres. Animais de estimação. Analogia com o signo de Virgem. Planeta regente: Mercúrio. Região abdominal, intestinos, baço, vesícula, duodeno.

Frase chave: EU DISCRIMINO.

Aspectos positivos: aprimoramento, padrão de qualidade, sentido de utilidade, prestação de serviços, saúde, sistemas e métodos, perspicácia, organização, amor maduro.

Aspectos negativos: culpa pelo prazer, trabalho compulsivo, sabotagens, hipocondria, manias generalizadas, critica impiedosa, preocupações, sentimento de exploração, frieza, ceticismo.

Casa 7

Sétima casa astrológica – O(s) outro(s). O mundo externo. O cônjuge. O sócio. As parcerias e os contratos. Relacionamentos de modo geral. Casamento. Divórcio. Inimigos declarados. Analogia com o signo de Libra. P

planeta regente: Vênus. Rins, aparelho urinário, glândulas suprarrenais, o centro de gravidade do corpo.

Frase chave: EU ME RELACIONO.

Aspectos positivos: etiquetas sociais, sociabilidade, sentido estético, diplomacia, respeito mútuo, companheirismo, padrões éticos, justiça, elegância.

Aspectos negativos: bajulação, indecisão, casamentos de aparência, vaidade excessiva, separações, guerras conjugais, mau gosto, imagem social desfocada, injustiças.

Casa 8

Oitava casa astrológica – Desprendimento. Morte e assuntos ligados a morte. Regeneração e renascimento. A sombra. Os valores do outro. Heranças. Dívidas. Restituições. Aposentadoria. Ocultismo. Cirurgias. Sexo e impulsos sexuais. A qualidade do sono. Analogia com o signo de Escorpião. Planeta regente: Plutão. Órgãos reprodutivos e de excreção.

Frase chave: EU ME TRANSFORMO.

Aspectos positivos: magnetismo, misticismo, amor, paixão, generosidade, poder da fé, liderança, perspicácia, desprendimento, estratégias, negócios associativos.

Aspectos negativos: rancor, vingança, agressividade, manipulação, ciúme, abuso da fé, maquiavelismo, obsessão material, aberrações sexuais, crueldade.

Casa 9

Nona casa astrológica – Integração com o espírito. Aspirações e idealismo. Fé, religiosidade. Sacerdotes. O mestre. O juiz. Cerimônias. Leis. Mente abstrata. Estudo superior (faculdade, pós-graduação, mestrado). Concursos e vestibulares. Grandes viagens, viagens ao exterior. Ligações com o estrangeiro. Analogia com o signo de Sagitário. Planeta regente: Júpiter. Coxas, quadris, fêmur, região sacrolombar, fígado.

Frase chave: EU ASPIRO.

Aspectos positivos: jovialidade, otimismo, espírito esportivo, pai patriarca, espírito gregário, entusiasmo, religiosidade, gosto por viagens, sabedoria, idealismo.

Aspectos negativos: exageros, vaidade, moralismo, fanatismo religioso, deboche, gula, falsos gurus, pseudogenerosidade, viajante compulsivo, infidelidade.

Casa 10

Décima casa astrológica – Poder. Metas. Direcionamento de vida. Profissão. Status. Abrangência social. Autoridade exercida. Figuras de autoridade. Patrão. A imagem que os outros têm da pessoa. O ponto mais alto que se pode alcançar na vida. Realizações. O pai. Analogia com o signo de Capricórnio. Planeta regente: Saturno. Ossos, joelhos, pele, unhas, cabelos, vesícula biliar.

Frase chave: EU ME PROJETO.

Aspectos positivos: honestidade, reconhecimento, responsabilidade, maturidade, bom humor, sentido do tempo e de limites, priorização, elegância, profissionalismo.

Aspectos negativos: frieza, depressão, limitações, avareza, ambição, pessimismo, cobranças, bajulações, frustrações.

Casa 11

Décima primeira casa astrológica – Dar. Capacidade de ter e fazer amigos. Amigos. Grupos. Clubes. Grêmios. Projetos. Projetos para o futuro. Idealismo e altruísmo. Fraternidade. Vida social. Interesses humanitários. Filhos adotivos. Analogia com o signo de Aquário. Planeta regente: Urano. Tornozelos, tendões, circulação periférica.

Frase chave: EU PARTICIPO.

Aspectos positivos: liberdade, esperança, criatividade, originalidade, humanitarismo, solidariedade, amor amigo, ajudas e proteções, independência.

Aspectos negativos: contestação, agressividade, rebeldia, nervosismo, inimizade, autoritarismo, insubmissão, excentricidade, radicalismo.

Casa 12

Décima segunda casa astrológica – Bem aventurança. Carma. Inimigos ocultos. Subconsciente. Prisões. Hospitais. Asilos. Instituições de caridade. Conventos. Lugares de isolamento. Isolamento e solidão. Clandestinidade. Perigos e inimigos ocultos. Medos e preocupações. Mundo astral. Misticismo, ligação com o mundo espiritual e espiritualidade. Dissolução. Aprendizado emocional profundo. Analogia com o signo de Peixes. Planeta regente: Netuno. Pés, glândulas linfáticas, sistema imunológico.

Frase chave: EU ME ISOLO.

Aspectos positivos: empatia, compaixão, charme e sedução, vocação, humildade, amor devocional, espiritualidade, inspiração.

Aspectos negativos: mentiras, desilusões, egoísmo, sabotagens, vícios, síndrome de vítima, solidão, dependência afetiva, sacrifício

Planetas

 Lua

 Revela a forma intuitiva das reações, os ânimos e os sentimentos. É o nosso subconsciente, a auto-imagem, os condicionamentos, a receptividade; a necessidade de se agregar, de ter apoio, segurança doméstica e emocional. De acordo com o signo em que se encontra, mostra como a pessoa se sente e quais são os seus pontos sensíveis.

A Lua indica os seus modelos e necessidades emocionais mais profundos, a sua receptividade e capacidade de reflexão. Ela está associada à capacidade de sonhar e imaginar. No Mapa Astrológico, o signo sob o qual a Lua estiver, indica onde a sua capacidade de sonhar e criar se abastece. Já a casa mostra o setor prático da sua vida onde este plano da sua personalidade atua com mais intensidade.

Sol

 Representa a vitalidade, a individualidade, a expressão criativa e amorosa; a necessidade de ser reconhecido e apreciado. Indica, conforme o signo em que se encontre, a identidade fundamental da pessoa, seu modo de ser e como ela percebe e se conduz na vida.

O Sol indica a consciência, o foco da personalidade. A posição do Sol no mapa indica onde você pode brilhar, exteriorizando a sua individualidade e verdadeira essência. O signo sob o qual o Sol estiver mostra onde a sua consciência se abastece; já a casa, diz qual o setor prático da sua vida em que a consciência atua com mais clareza.

Mercúrio

 Mostra a capacidade da comunicação e do raciocínio, a expressão por meio da habilidade ou da palavra, bem como as necessidades de ligações e de aprender.

O planeta Mercúrio representa a inteligência, a capacidade de expressão. O signo sob o qual ele estiver indica a sua capacidade de informar-se ou expressar-se e como busca nutrir-se; já a casa fala sobre o setor prático da sua vida no qual você tende a utilizar a sua inteligência da melhor forma.

Vênus

 É a energia dos intercâmbios afetivos. Indica os gostos pessoais, as necessidades materiais e predisposições em busca de harmonia e prazer. Conforme o signo em que se encontra, mostra como a pessoa expressa os afetos, como estabelece vínculos pessoais e tudo o que faz para sentir-se apreciada.

 

Vênus representa a sua sensibilidade, o sentido de belo e o afeto com que você lida com as pessoas e situações. A Casa do Mapa Astrológico onde estiver Vênus é onde você precisa agir com delicadeza e suavidade. O signo em que o planeta estiver, indica o conceito em que sua sensibilidade se abastece.

Marte

 Expressa o desejo, vontade de agir, a iniciativa, a energia física, a coragem, a auto-afirmação, a agressividade, o impulso sexual. Mostra, conforme o signo, como a pessoa se afirma e expressa seus desejos e ambições.

Representa a energia que você coloca em tudo e a força que usa para abrir os seus próprios caminhos. No Mapa Astrológico, o signo sob o qual estiver, indica o conceito no qual a sua capacidade de enfrentar os desafios se abastece. Já a casa, mostra onde esta força e coragem atuam com maior concentração.

Júpiter

 Traduz os impulsos de expansão, confiança, fé, otimismo e a motivação para se ligar a um plano superior e se aperfeiçoar. Pelo signo mostra como a pessoa procura se desenvolver e confiar na vida.

Júpiter representa o poder, a autoridade, a sabedoria e a razão. É conhecido como o planeta da sorte no Mapa Astrológico, indicando o ponto de expansão da sua psique. O signo sob o qual ele estiver, mostra em que conceito a sua capacidade de sabedoria se abastece. Já a casa, determina em que setor prático da sua vida você tende a agir com maestria.

 Saturno

 Dá a referência de como se lida com o esforço, a disciplina, a aceitação dos deveres e responsabilidades, a autodefesa, o anseio de autonomia e aprovação social. Mostra como a pessoa busca se estabelecer e se preservar através do esforço.

Saturno representa o limite e a responsabilidade. É a “cruz do mapa”, um ponto de restrição que deve ser tratado com seriedade, para que a maturidade e estrutura possam ser uma realidade concreta em sua vida. A casa em que estiver, indicará em qual o setor prático da sua vida esta “cruz” está localizada e o signo, em qual conceito sua noção de limites e capacidade de realização se alimenta.

Urano

 É o anseio por liberdade, independência e sintonia com a verdade. Liga-se às concepções originais, à inventividade, à experimentação aberta, à necessidade de mudança, à excitação e à expressão fora dos padrões estabelecidos.

Urano representa o próprio Céu, aquilo que não tem limites dentro de você. São a criatividade e as idéias. No Mapa Astrológico, indica o seu lado criativo, inventor, original e excêntrico. A casa em que ele estiver, mostra o setor prático da sua vida em que estas características atuarão com maior intensidade. Já o signo, diz em que conceito elas se abastecem.

Netuno

 Refere-se à liberdade transcendente, à unificação, à sintonia com a dimensão espiritual da experiência, à compaixão, ao idealismo, ao impulso para escapar às limitações do eu e do mundo material.

Netuno representa a inspiração criadora, a crença, o êxtase e a intuição. É o amor universal que faz você sentir-se como parte do Todo. A casa em que ele está localizado indica em que setor prático da vida você tem maior possibilidade de serenar, extasiar-se e, numa má utilização, iludir-se. O signo sob o qual ele está, mostra o conceito em que estas possibilidades se abastecem.

Plutão

Plutão representa os “infernos”, o invisível e o misterioso. Este planeta indica a sua capacidade de transformação, de “matar” alguma coisa para criar algo mais belo. O signo sob o qual Plutão está fornece os conceitos para que você compreenda as transformações que precisa sofrer; já a casa, mostra o setor prático da sua vida em que sua capacidade de regeneração será mais presente.

Animais de poder no Xamanismo:

O elemento da Terra é simbolizado por répteis.

O elemento do Ar é simbolizado por Aves.

O elemento da Água, obviamente, simbolizado por animais aquáticos.

O elemento do Fogo por mamíferos.

ABELHA:

Comunicação, trabalho árduo com harmonia, néctar da vida, organização. Expressa a necessidade de melhorar sua comunicação com o plano sutil, com a riqueza material, com a fartura. É preciso procurar mais as coisas do espírito, deixando um pouquinho a sua maneira obsessiva de organização.

ÁGUIA:

 

A iluminação, a visão interior, invocada para poderes xamânicos, coragem, elevação do espírito a grandes alturas; é o símbolo do espírito. A águia nos ajuda a ver a vida num contexto mais amplo, permitindo-nos tomar decisões e definir metas com clareza e objetividade. Um dos símbolos mais bonitos dessa poderosa ave é fornecido pelos índios pueblos. Eles acreditam que a águia veio dos céus. Com habilidade para passar por uma espiral através de um buraco no firmamento, ela veio de seu lar, o Sol. Ela nos mostra que devemos planar acima dos acontecimentos mundanos, vendo tudo de cima; nos auxilia a abandonar os aspectos superficiais e ver realmente o tamanho que as coisas possuem.

Para os xamãs, a águia é sempre um aviso de iniciação ou uma jornada espiritual, representa uma grande mudança na vida. As penas da águia são consideradas o mais sagrado instrumento de cura. Elas têm sido usadas durante séculos por xamãs para purificar as auras dos pacientes vindos a eles para se curar.

Se a águia majestosamente planou nas visões, você está sendo colocado na notificação para ligar-se ao elemento ar. O ar é do plano mental e neste instante é a mente superior. Sabedoria vem em formas estranhas e curiosas e é sempre relacionada à força criativa do Grande Espírito.

ALCE:

O alce americano, ou caribú para os xamãs, manda fazer cursos, estudar mais e reavaliar com antecedência o seu futuro, premeditar. Usar mais a auto-estima, defendendo-se das invejas e ofensas com sabedoria. Resistência, auto-confiança, competição, abundância, responsabilidade.

ANTÍLOPE:

A medicina do antílope é o conhecimento do círculo da vida. Conhecendo a morte, o antílope pode realmente viver. Ação é a chave e essência do viver. Se você se sente bloqueado, chame a medicina do antílope. O antílope fala faça agora, não espere mais. Tome coragem e pule, seu senso de ritmo está perfeito. O antílope significa ação inteligente.

ARANHA:

A mensagem mais importante da aranha é que você é um ser infinito que continuará a tecer os modelos da vida e vivendo inteiramente o tempo. Foi o primeiro ser vivo que desenhou a mandala. É o símbolo da criatividade e das artes em geral. Traz prosperidade em tudo o que faz. Criatividade, a teia da vida, manifestação da magia de tecer nossos sonhos.

ASNO:

Agradeça à Deus por tudo, não reclame da vida e dos fardos que carrega. Afinal você os escolheu… Aprenda sozinho a se livrar deles. Saiba que a porta da entrada é a mesma da saída. Cuide mais do seu comportamento, ande no seu caminho e vá à luta. Não estacione e pare de transferir karmas para si mesmo.

BALEIA:

As baleias carregam todos os registros da Mãe Terra e da Mãe Água. Pede para se preocupar mais com o interno do que com o externo. Ela emite sons que equilibram o corpo emocional; simboliza: origens.

BEIJA-FLOR:

Os beija-flores parecem ter a vibração mais alta e suave da Natureza. São as únicas aves que voam em qualquer direção, para cima, para baixo, para trás e para os lados. Devido à rapidez com que batem as asas, parecem aos nossos olhos estar completamente imóvel no ar. O beija-flor nos estimula a encontrar a doçura e a alegria de cada situação. Se o beija-flor tem voado nas suas visões, prepare-se para rir musicalmente e apreciar muitos presentes do Criador. Mensageiro da cura, amor romântico, claridade, graça, sorte, suavidade, alegria e entusiasmo.

BORBOLETA:

A borboleta nos ensina a perceber todas as etapas necessárias a uma verdadeira transformação, interna ou externa.

Ela passa por vários estágios, de ovo para larva, desta para casulo. E finalmente nasce. Com isso, ela nos ensina que os estágios são importantes, indispensáveis, para que não se pule de fase sem a devida atenção ao que está sendo feito. Devemos ter sempre clara a idéia de eterno ciclo de autotransformação. Clareza mental, novas etapas, liberdade.

BOI:

Lute honestamente pelo que é seu e saiba que na vida nada se compra, as coisas devem ser conquistadas. O boi alerta que deve parar com teimosias, precisa movimentar seu corpo, não esperando que os outros façam tudo por você. Durma menos, movimente-se e medite.

BÚFALO:

Os xamãs e índios norte-americanos chamam-no de totanka. Considerado como guardião dos segredos, sabedoria ancestral, tolerante, procura a paz e defende sua prole.

Muitos animais são sagrados, mais para a maioria das tribos indígenas o búfalo é o mais sagrado entre eles.

Sempre foi reverenciado como símbolo da abundância, o que nos lembra das preces de agradecimento ao Alto por tudo o que temos nesta vida. Pois o sinal que o búfalo nos dá é de que nada se consegue aqui sem a ajuda do Criador de todas as coisas e de que precisamos nos sentir humildes em sua expressão mais profunda para aceitar e receber a fartura. Sabedoria ancestral, esperança, espiritualidade, preces, paz, tolerância.

CABRA:

Nutrição do corpo e da alma, sabedoria para achar seu alimento corporal e espiritual. Pare de ficar dando cabeçadas nas pedras ou paredes, pois são duras. A cabra ensina que você pode despertar sua mente com exercícios de respiração e meditação. Determinação para atingir o topo da montanha, brincadeiras.

 

CACHORRO:

A primeira coisa que nos vem à mente ao ver um cachorro é o que ele melhor simboliza: a lealdade. E isso nos faz pensar em como estamos fluindo na vida nesse aspecto. Estamos sendo leais a nós mesmos, a nossos ideais e valores? Estamos trabalhando em equipe, com lealdade a seus propósitos?

Se o cachorro apanhou ou levou uma bronca, ele ainda retorna amoroso para a pessoa que foi a fonte do seu maltrato. Isto não advém de ser estúpido, mas de uma profunda e compassiva compreensão dos defeitos humanos. É como se houvesse um espírito tolerante habitando no coração de cada canino que requer somente estar de serviço. Lealdade, habilidade para amar incondicionalmente, estar a serviço.

CAMELO:

Quebre um pouquinho sua auto-resistência e se sentirá mais vivo e feliz. O camelo é tolerante, calmo, trabalhador incansável e grande amigo da rotina. Conservação, resistência, tolerância.

CANGURÚ:

Você terá uma satisfação enorme, sentirá sua utilidade e entenderá sua missão. Dedique-se a serviços voluntários, principalmente no trabalho com criança. Tem muita coragem para seguirem frente nos momentos de fraqueza. Proteção maternal.

CAPIVARA:

O mesmo que o javali, porém com manias de perseguição. Trabalhe o medo, parando de levar sustos por quaisquer coisinhas ou barulhinhos no seu ambiente.

CARNEIROS:

Pare de confiar nos outros e fique mais atento, olhe para os lados e tente diagnosticar os perigos, antes que caia nas armadilhas dos lobos. Pureza, inocência, mansidão, o carneiro ajuda a levar ao encontro dos sonhos.

CASTOR:

O castor é o executor do reino animal. Ele nos dá a grande lição do fazer, assim como nos ajuda a incorporar um forte senso de família e de lar. Com o castor, aprendemos como construir nossa vida com segurança, alegria, estratégia e equilíbrio. Na construção do seu lar, o castor sempre deixa para si muitas rotas alternativas de fuga. Na prática é uma lição a todos nós, para não ficarmos num beco sem saída.

CAVALO:

Os índios americanos diziam: Roubar cavalos é roubar poder! Esse sempre foi o símbolo maior com que se representou o cavalo nas culturas antigas, o poder. O verdadeiro poder é a sabedoria achada na lembrança da sua jornada inteira. A sabedoria vem de lembrar caminhos que você tem andado nos sapatos de outra pessoa. Poder interior, liberdade de espírito, viagem xamânica, força, clarividência.

CAVALO ALADO:

Desejo de elevação, transmutação, beleza, viagem astral, novas aventuras, mistério, fascínio.

CENTAURO:

Você agora já está pronta às curas, porém continue sendo humilde. Cuidado com a boca, com a pressa e os exageros. Vá devagar. Instinto animal, ligação homem-animal, anarquia, sexualidade, fertilidade, conhecimentos de cura (Quiron).

CISNE:

A medicina do cisne nos ensina a ser uno com os planos da consciência e confiar na proteção do espírito grande. Se você viu o cisne, ele conduz em tempos de estados alterados de consciência e de desenvolvimento das suas capacidades intuitivas. Graça, leveza, ver o futuro, fidelidade, vida, paz, tranqüilidade, poderes intuitivos e felicidade.

COALA E PREGUIÇA:

Dedique-se mais aos estudos, você tem uma grande bagagem a ser despertada. Então a use para seu próprio benefício, aperte o passo.

COBRA OU SERPENTES:

A cobra sabe que terá de trocar de pele e se deixar transmutar, aceitando o que lhe acontece de novo. Simplesmente vamos mudando, assimilando idéias e inspirações. Quando notamos, não somos mais os mesmos. A serpente traz a força para nos adaptarmos a novas mudanças de vida. A força da medicina da cobra e a força da criação englobam a sexualidade, a energia psíquica, a alquimia, a reprodução e a imortalidade. Regeneração, sabedoria, sensualidade, cura e psiquismo.

COIOTE:

O coiote sempre chama quando as coisas ficam sérias demais. Na tradição indígena, simboliza a capacidade de ver a si mesmo com distanciamento irônico. Ele nos anima a renovar a inocência, mesmo em meio ao caos da vida cotidiana. A acordar a sábia criança interior e responder ao mundo como ela o faria. Se você o tem visualizado, você pode ter certeza de que algum tipo de medicina está a caminho, pode ser para seu agrado ou não. Qualquer que seja, boa ou ruim, pode ter certeza de que fará você rir, mesmo que dolorosamente. Você também pode ter certeza de que o coiote ensinará uma boa lição a você sobre você mesmo. Malícia, artifício, criança interior, adaptabilidade, confiança, humor.

COELHO OU LEBRE:

Considerado pelos povos indígenas o símbolo do sustento para o reino animal, o coelho também representa a inocência, fertilidade, medo, abundância, crescimento e agilidade.

CONDOR:

 

Idem a águia, é um dos filhos do sol no Peru, representa o Mundo Superior. Pare de voar tão alto, mude, voe para mais longe, saia da rotina, não tenha medo das mudanças, proteja sua vida. Enquanto as águias voam mais alto e circulam na terra, procriando sua espécie em vários lugares, o condor não sai do seu habitat, que é a Cordilheira dos Andes.

CORUJA:

A medicina da coruja é simbolicamente associada com clarividência, projeção astral e magia. Ela pode ver o que não vemos, e isso é a essência da verdadeira sabedoria. A coruja é chamada de águia noturna em muitas rodas medicinais. Tradicionalmente, a coruja senta no leste, o lugar da iluminação. A coruja pode trazer mensagens para você à noite, através dos sonhos ou meditação. Habilidades ocultas, ver na escuridão, a vigília, a sombra, sabedoria antiga.

CORVO:

O corvo vive no vazio e não tem noção do tempo. Os antigos chefes contam que o corvo enxerga simultaneamente os três destinos passado, presente e futuro. O corvo imerge em luz e sombra, enxergando ambas as realidades internas e externas. Se o corvo aparece nas suas visões, você vê as leis do grande espírito em relação às leis da humanidade. O caminho primordial do verdadeiro corvo fala em ser atento às suas opiniões e ações. Esteja disposto a colocar em ação o que você fala, fale sua verdade, saiba sua missão na vida, e equilibre o passado, presente e futuro no agora. Mude a forma daquela realidade velha e torne-se seu futuro próprio. Guardião da magia, mistério, predições, mensageiro, dualidade, assistência.

DRAGÃO:

Pode trabalhar tanto a densidade como a sutileza. Se usar para o mal, um dia ele te queima e te abandona, afastando da sua vida todos os animais de poder, ficando totalmente sem proteção. Toda escuridão vai tomar conta e você pode virar um doente mental. Potência e força viril, proteção, kundalini, calor, mensageiro da felicidade, senhor da chuva, fecundação, força vital.

ELEFANTE:

Precisa mudar a rotina e parar de ficar andando sempre no mesmo caminho, acumule no seu trabalho outros conhecimentos. O elefante vai na frente, derrubando todos os obstáculos, para você passar sem medo. Simboliza a longevidade, inteligência, memória ancestral, ancestrais enterrados.

ELEFANTE BRANCO:

Associe ao xamanismo e ao trabalho de cura búdico, como Reiki, Acupuntura, Medicina e todos os conhecimentos dos mestres do Oriente. Força, bondade, escolha de caminhos, ligações extraterrestres, mistério.

ESQUILO:

O esquilo ensina você a planejar para frente, para o inverno quando as árvores estão despidas e as nozes há tempo desapareceram. A principal lição que o esquilo nos dá é guardar e estocar energia para o tempo em que dela precisarmos. Ele nos ensina a reservar algo para usar no futuro e a empregar, de maneira adequada, o tempo e a energia. Divertimento, planos futuros, reunião, observar o óbvio.

ESTURJÃO:

Procure ser mais determinado nos seus objetivos. Perca o medo do rio, aprenda a nadar contra as correntezas, não ande nos cantos dos rios, pois poderá acabar virando presa de águias e ursos. Determinação, sexualidade, consistência, profundidade, ensinamento.

FALCÃO:

É o mensageiro da vida e dos sonhos. Ao vermos um falcão voando em círculos, é aviso que estamos prontos para trilhar as jornadas xamânicas. É o grande espírito mandando mensagens para serem decifradas ou transcodificadas. Precisão, preces ao Universo, mensageiro, olhar em volta, abertura, observar à distância, oportunidades.

 

FÊNIX:

Renascimento, fascínio, animal do Sol, imortalidade da alma, elevação, purificação.

FORMIGA:

A medicina da formiga é a estratégia da paciência. A formiga é construtora como o castor, agressiva como o texugo, tem resistência como o alce, tem escrutínio como o rato, e se sacrifica como o peru. Têm consciência de que sozinhas não são nada, mas, embora muito pequenas, junto com sua comunidade podem exercer força poderosíssima. É o sucesso por meio do esforço. Comunidade perfeita, paciência, trabalho duro, força, resistência, agressividade, exame cuidadoso.

GAIVOTA:

Busque resultados e caminhos fáceis, mudando as limitações criadas por você mesmo. Você precisa de mais liberdade para se sentir livre, sentir a vida. Pare de ficar se cobrando, acabe com o excesso de responsabilidades, premedite mais o seu futuro, faça análise e solte-se. Você nasceu para voar, ser livre e não ficar aprisionada num só território. Liberdade.

GAMBÁ:

A maior forma de proteção do gambá é de brincar de morto. Fazendo isto o gambá confunde muitos predadores que acabam achando que o jogo terminou. Muitas vezes, o rival confundido vai embora ou olha para uma outra direção por um instante, aí o gambá corre para um lugar seguro. O odor da morte é expelido a seu desejo, acrescentando a jogada de mestre, que manda os inimigos por atalhos confusos. A medicina do gambá usa muita estratégia.

GANSO:

Paternal e maternal, trabalhe seus medos, suas raivas e combata o lado histérico. Jogue fora suas preocupações ou bobagens. Aquilo que não lhe pertence, devolva aos canais de origem.

 

GATO:

O gato traz grande entendimento e segredos dos mistérios. Tem a terceira visão aberta e grande capacidade para ver tudo o que as outras pessoas não vêem. É dotado de grandes poderes mágicos, densos e sutis. Entendimento sobre mistérios, poderes mágicos, sensualidade, independência, visões místicas, limpeza.

GALO:

Não compre brigas à toa. Viva a vida e deixe que os outros também vivam. O galo simboliza a sexualidade, altivez, proteção e lutas.

GAVIÃO:

Os antigos reconheceram este pássaro magnífico de rapina como mensageiro trazendo notícias para suas Andanças Terrestres, o Bom Caminho Vermelho, do mundo dos avós que viveram antes dele. A medicina do gavião ensina você a ser observador, a olhar seus arredores. Observe o óbvio em tudo que você faz. A vida está mandando sinais para você. A vida é a iniciação. O que está sendo solicitado é uma habilidade intuitiva para perceber a mensagem transportada dentro do grito do gavião. A agudeza do chamado do gavião penetra o estado de inconsciência e pede para você buscar a verdade.

GIRAFA:

A medicina da girafa ensina que você precisa esquecer um pouquinho da terra e ver mais as visões do céu. Ensinando que você deve ser uma pessoa mais intuitiva, calma e para receber as inspirações elevadas. A girafa traz a calma, inspiração para se atingir grandes alturas, suavidade, doçura.

GOLFINHO:

O golfinho é o guardião da respiração sagrada da vida e nos ensina como soltar as emoções através da respiração. Ouvir nossos sons internos e entendê-los é parte do que o golfinho pode nos ensinar. Imite o golfinho e ande nas ondas do riso, espalhando alegria no mundo. Pureza, iluminação do ser, telepatia, alegria, sabedoria, amor, harmonia, comunicação.

 

GORILA:

Para um xamã, o gorila é o guardião da terra, portanto sua medicina ensina a usar mais sua sabedoria e praticar sua inteligência. Ande mais longe, movimente suas pernas, faça ginástica, saia da lentidão. Sabedoria, inteligência, adaptabilidade, guardião da terra, habilidade.

GRALHA AZUL:

Cuidado com a sua magia mental, saiba usar a força de sua mente, pois no final tudo volta para si mesmo. Seja mais atento e mais organizado, assim saberá onde escondeu suas sementes.

GUAXINIM:

Os guaxinins são fascinados por água e gostam de lavar todo alimento antes de ingeri-lo. Com essa limpeza, aumentam sua sensibilidade à comida. Isso nos lembra que devemos limpar e filtrar o que engolimos, sem aceitar tudo como nos vem e sem nos intoxicarmos com o que nos dizem. Bom humor, limpeza, sobrevivência, tenacidade, inteligência, folia.

HIPOPÓTAMO:

Você precisa celebrar mais com a água, pois ela refrigera alma e seus nervos. Ver este animal é também um aviso de que estão começando a serem trabalhados os seus sentidos. Portanto não tenha medo. Solte-se e esteja pronto para essas aventuras. Desenvolvimento psíquico, intuição, ligação água-terra, aterramento.

JACARÉ:

Jacarés e crocodilos tiveram ao longo dos tempos uma simbologia mista. Ao mesmo tempo, por causa de sua associação com a lama, ligavam-se ao símbolo da fertilidade e do poder, já que a lama é mistura de água e terra, o que propõe uma nova vida a crescer. A idéia inerente a isso é que não pode existir morte sem vida ou vida sem morte. Seus olhos estão no alto da cabeça, ajudando-os a se manter relativamente escondidos pela água enquanto procuram suas presas. Trata-se de outro símbolo de uma visão superior e de enxergar outros planos. Instinto de sobrevivência, o inconsciente profundo, o caos que precede a criação.

JAGUAR:

O jaguar é o mensageiro entre a alma e as águas da consciência. A busca em profundas águas da consciência, mensageiro, interação entre mente e alma.

JAVALI:

A medicina do javali ensina a trabalhar o chacra laríngeo. Comunicação entre pares, expressividade, inteligência.

LAGARTO:

O lagarto é a medicina dos sonhadores. O lagarto pode estar dizendo para prestar atenção nos seus sonhos e símbolos. Faça um diário de sonhos e escreva todos que você lembra. A medicina do lagarto é o lado sombrio da realidade onde seus sonhos são revistados antes de você decidir manifestá-los fisicamente. Otimismo, adaptabilidade, regeneração, sonhos, renovação, transformação.

LEÃO:

É o Rei dos animais. Espírito de luta, garra, poder, força, majestade, prosperidade, nobreza, coragem, saúde, liderança, segurança, auto-cofiança.

LEOPARDO:

Segundo a lenda dos xamãs, o leopardo, as onças e jaguatiricas ficam rondando-os nas curas, para não deixar os espíritos intrusos, retirados pelo mesmo, voltarem para o corpo do doente. Quando ele o visita em suas visões é sinal de que está recebendo muita proteção espiritual pra não se perder ou desistir do caminho. Portanto continue nas suas buscas. Conhecimento do subconsciente, compreender aspectos sombrios, rapidez.

LINCE:

Dizem que quando você quer descobrir um segredo, deve perguntar à medicina do lince. Infelizmente é difícil fazer com que o lince calado fale. Para ser enfrentado pela força medicinal do lince significa que você não sabe algo sobre si ou sobre os outros. O lince é o preservador de segredos de sistemas mágicos perdidos e conhecimento oculto. Ele tem a habilidade de se mover através do tempo e do espaço e aprofundar-se no Grande Silêncio para desemaranhar qualquer mistério. O lince não é guardião dos segredos, mas o conhecedor destes. Segredos, tradição, conhecimento oculto, ouvir para o crescimento.

LIBÉLULA:

A libélula traz grande poder de comunicação com o mundo elementar. Nos amores, vivem grandes ilusões, ou vice-versa. Quer tudo muito rápido, começa projetos e não os termina. Seja mais perseverante em seus objetivos! Você é filho dos ventos, então esteja preparado para as mudanças que virão. A libélula simboliza a ilusão, ventos da mudança, comunicação, com o mundo elementar.

LOBO:

Para os povos indígenas, o lobo é o mais fiel dos guias animais, o símbolo do professor da tribo, encorajando-nos a enfrentar novas idéias e projetos. O lobo é um explorador de rotas, precursor de novas idéias que volta para tribo para ensinar e compartilhar a medicina. O senso do lobo é muito aguçado e a lua é sua aliada de força. A Lua é símbolo da energia psíquica ou o inconsciente que segura os segredos do conhecimento e da sabedoria. Banhando-se na lua pode indicar o desejo do lobo para ligar idéias novas que estão embaixo da superfície da consciência. A medicina do lobo permite o professor dentro de nós todos aparecer e ajudar os filhos da Terra a compreender o grande mistério da vida. Amor, relacionamentos saudáveis, fidelidade, generosidade, ensinamento.

MACACO:

Cuidado com os pulos mal premeditados ou errados. Você tem o papel de ajudar na comunicação e segurar o céu, para que as estrelas não caiam. Inteligência, bom humor, alegria, agilidade, generosidade, ensinamento.

 

MORCEGO:

Tem o poder de ver a coisas ocultas, mesmo na escuridão ou com os olhos fechados. Pendurado de cabeça para baixo, ele simboliza o aprender a transpor seu eu interior para um recém nascido. Essa também é a posição que os bebês assumem quando vêm ao mundo através do ventre da mulher. Pode significar largar velhos hábitos e assumir uma posição na vida que prepara seu renascimento ou em alguns casos, a iniciação. Em todos os casos, o morcego sinaliza renascimento em alguma área de você mesmo ou a morte de velhos padrões. Renascimento, iniciação, reencarnação, habilidades mágicas.

ONÇA-PINTADA:

A onça é um animal que pode ao mesmo tempo nos assustar e evocar imenso respeito. É inteligente, ágil, esperta, e tem a mesma função do leopardo: ajuda os xamãs nas curas. Espreita, proteção de espaço, silêncio, observação. Precisão.

PANTERA NEGRA:

A pantera negra fica rondando em círculos o curador xamã para devorar o espírito causador da dor. Logo que o xamã o expurga, ele não consegue ultrapassar o círculo da pantera, que o devora como seu alimento. Mistério, sensualidade, sexualidade, beleza, sedução, força, flexibilidade.

PANTERA BRANCA (ALBINA):

O mesmo conceito que o da Pantera Negra, só que representa o símbolo da coragem e intuição xamânica. É muito ágil e traz vitórias em qualquer situação. Porém, ela avisa: tudo tem começo, meio e fim. Não se alimenta do espírito intruso, mas circula o xamã guardando sua presa para quando chegar a pantera negra, não deixando o espírito escapar do círculo. Ela é o aviso dos mistérios das transformações que vão ocorrer na mente e na vida das pessoas. A pantera branca trabalha com as doenças do intelecto. Sua missão é trabalhar o medo das pessoas, ensinando o indivíduo a desligar-se dos outros e voltar para si mesmo.

 

PAPAGAIO:

A primeira coisa que nos ocorre quando pensamos nos papagaios é sua capacidade de imitação. Eles refletem tudo o que existe à volta deles, tons de voz, ruídos, gargalhadas. A energia do papagaio é como um grande espelho universal, e este não mente, apenas reflete o que existe fora dele.

PAVÃO:

Proteção psíquica, coragem, boa sorte, serenidade, chuva, beleza, graça. Pare de se sacrificar por quem não te merece, ou não merece o seu sacrifício.

PAVÃO BRANCO:

Despertar da sensibilidade. Momentos de paz e tranqüilidade. Porém, pare de ficar se cobrando, saia da acomodação e vá procurar auto-ajuda ou um analista. Isto irá lhe fazer bem, pois você precisa valorizar-se.

PERU:

A medicina do peru ensina a ser voluntário, a fazer caridade. Jogar fora o orgulho que não serve para nada a não ser para atrapalhar sua vida material. Procure ser mais realista, puro e verdadeiro com você mesmo. Jogue fora as fantasias tolas, e não se irrite com os sons, pois às vezes nos servem de alerta, ensinando-nos a despertar para a vida. Dar e receber, transcendência, dádivas, celebração.

PORCO-ESPINHO:

Nas lendas, o porco-espinho exibe muitas qualidades das quais a principal é o poder da fé e da crença, ou seja, a capacidade de mover montanhas, de acreditar numa força maior, que nos faz fluir com os movimentos de nossa vida, e confiar que só o que for melhor para nosso crescimento virá ao nosso encontro. Fé, confiança, inspiração para realizações, dentro da essência.

PUMA:

 

A medicina do puma envolve lições sobre o uso da força na liderança. É a habilidade de liderar sem insistir que os outros o sigam. A responsabilidade não é nada mais que a habilidade para responder a qualquer situação. O pânico não faz parte desta medicina. Força, iniciativa, mistério, silêncio, sobrevivência, velocidade, graça, liderança, coragem.

PICA-PAU:

Este animal está ligado ao grande espírito do trovão, controla as pragas e principalmente as formigas e os cupins da alma. Invocado para chuva, regeneração, limpeza, comunicação, proteção. Seu som ao picar a árvore é ligado com os espíritos do trovão, é considerado filho do trovão.

PINGÜIM:

Está mais relacionado com os xamãs do Pólo Norte e Sul. Viver em comunidade, fidelidade, lealdade nos romances.

POMBA BRANCA:

No cristianismo simboliza o Espírito Santo, paz, comunicação, integração, mensagem. Você atingirá todas as suas metas espirituais; sorte e felicidade chegando. Paz, luz, pureza, sacrifício, notícias felizes, puras, restabelecimento da saúde.

Marrons: Precisa trabalhar o perdão.

Cinzas Precisa trabalhar a mente doentia.

Negras: Notícias mórbidas.

PORCO:

Você precisa escapar mais das quatro paredes, levantar a antena, olhar para as pessoas e perceber suas intenções. Ou abandona essas paredes, ou acabará conversando com elas. Cuide bem da sua saúde e do seu coração.

RAPOSA:

 

Ela é rastreadora dos caminhos da cura física externa. Tem a sensibilidade aguçada e mente bastante intuitiva.

A medicina da raposa envolve adaptabilidade, astúcia, observação, inteligência e rapidez nos pensamentos e ações. Estes traços podem incluir também o poder de decidir rapidamente e de ter o pé no chão no mundo dos vivos. A medicina da raposa ensina a arte da unidade através da sua compreensão, de camuflagem. Ninguém pode adivinhar o poder astuto atrás de tais manobras engenhosas. Habilidade, esperteza, camuflagem, observação, integração, astúcia.

RATO:

O rato é uma medicina poderosa para se ter nos dias modernos. Coisas que podem parecer insignificantes para uns, toma importância enorme para o rato. As pessoas com a medicina do rato contrariam muitos tipos de medicina porque aparentam ser minuciosos demais. Eles são fixados em metodologia. Versatilidade, alerta, introspecção, percepção, satisfação, aceitação.

SALMÃO:

Força, perseverança, nadar contra a maré, determinação, coragem.

SAPO:

O sapo representa a luz da noite, é o limpador dos rios, come as larvas e os mosquitos. Evolução, limpeza, transformação, mistério, humor, ligado à chuva.

SÁTIRO:

Libertinagem, divertimento, impulso sexual, instintos, fantasias.

TARTARUGA:

Nos ensinamentos nativos americanos, a tartaruga é o símbolo mais velho do planeta Terra. É a personificação da deusa da energia e a Mãe eterna na qual nossa vida evolui. A tartaruga é considerada para o xamã como sendo o chão ou piso da Mãe Terra. Ela, com sua lentidão e grossa carapaça, nos ensina como podemos nos proteger. E também a não nos magoarmos com facilidade com os dardos venenosos projetados pelos outros. Como ela, devemos nos conectar firmemente com a Mãe Terra, nutrindo-nos para estar firmemente centrados em nosso ritmo e metas. Ela usa a água e a terra, suas duas moradas, para nos ensinar a fluir com harmonia nas situações, estando ao mesmo tempo firmemente ancorados na realidade. Dar chão, estabilidade, organização, longevidade, honra, paciência, resistência, proteção, experiência, sabedoria, Mãe Terra.

TATU:

O tatu já vem vertido com uma armadura nas costas. Os limites de segurança fazem parte de seu ser. Ele também pode rolar como uma bola e nunca se deixar penetrar pelo inimigo. Ele representa a couraça da Mãe Terra, o guardião dos segredos dela. É o escudo de defesa que colocamos à nossa frente, contra tudo e todos. Limites, nos dá a armadura, limites emocionais, protege a saúde.

TEXUGO:

Agressividade, coragem, formar alianças, persistência, agir em crise.

TIGRE:

O Tigre evoca, de forma geral, as idéias de poder e ferocidade; o que só comporta sinais negativos. É um animal caçador, e nisso, um símbolo da casta guerreira. O tigre devora as influencias maléficas. Símbolo de aproximação lenta, preparação cuidadosa, aproveitar oportunidades.

TOURO:

Fertilidade, sexualidade, poder, liderança, proteção, potência.

UNICÓRNIO:

Ele está ligado a todos os dons das artes, à psicografia, à pureza e elevação da alma. O unicórnio é a integração divina com o grande espírito do céu e da terra. Está ligado com um anjo da pintura chamado Pétrus, que abre o portal do arco-íris, para que todos possam, através das tintas e das cores, expressar o amor à natureza. Rapidez, mansidão, pureza, salvação, espiritualidade, inofensivo, seu único corno simboliza que ele e o Pai são UM.

URSO:

O urso entra numa caverna e hiberna, digerindo as experiências que vivenciou. Ele se reconecta com a Mãe Terra, numa introspecção intensa, para depois ressurgir na primavera da alma, num renascimento, quando tudo está brotando novamente. Nesse período nada do que está lá fora importa, apenas o refazimento, o ato de pensar sobre as atitudes tomadas, acreditando que as respostas estão dentro de nós mesmos.Introspecção, intuição, cura física, consciência, ensinamentos, curiosidade.

URSO BRANCO:

Símbolo da força de todos os animais de poder. Significa abertura e chegada de felicidade no corpo e na alma. Tem visão profunda, enxerga a grandes distâncias no gelo.

URSO PANDA:

A medicina do urso panda ensina a ficar mais atento aos perigos, a não se influenciar por aqueles que dizem ser nossos grandes amigos, pois sempre há uma intenção e o tempo mostrará isso. Ensina a cuidar bem dos segredos.

URSO PARDO:

O urso pardo é o rastreador dos remédios e raízes da floresta. Ele ajuda o xamã a encontrar o remédio certo para a cura.

URUBU:

A mensagem do Urubu é de purificação, limpeza profunda. Está ligado ao fogo ou Sol em várias culturas, assim como os xamãs ele usa as energias da terra ao seu favor. Simboliza a vida e a morte, dons proféticos e mistérios.

VAGA-LUME:

 

A medicina do vaga-lume avisa que nem tudo está perdido. Há uma luz te esperando no fim do túnel e você não está sozinho. Procure acender seu interior e tudo será luz. Iluminação, entendimento, força de vida, luz e escuridão, maravilhas.

VEADO:

O veado pede para não sermos amargos na vida. Aprenda e assimile os ensinamentos com os sábios xamãs. Aprenda a viver mais solto e a celebrar a vida com a natureza. Delicadeza, sensitividade, graça, alerta, adaptabilidade, conexão coração e espírito, gentileza.

ABELHA - A Abelha é bem conhecida como símbolo da comunicação, do trabalho árduo e da organização. Também transporta o espírito da harmonia e da disciplina. A Abelha produz o mel, néctar da vida que, sendo fruto da dedicação, é o mais doce de todos.

Quem a possui como animal de poder revela ser uma pessoa doce, e que anseia pelo amor e possui vários homens (ou mulheres) atrás dela.

ÁGUIA - A Águia é livre, poderosa e eleva-se sobre todas as coisas terrenas. Representa a liberdade, iluminação, a visão interior, a coragem e a elevação do espírito. É um animal usado com frequência por todas as tradições.

Simboliza a proteção, sabedoria, abundância, força e espiritualidade.

A Águia é a mestra das alturas, ela mantém um perfeito equilíbrio entre a Terra e o Céu. Representa a energia solar. É o equilíbrio de três energias:

O Céu simboliza a nossa natureza espiritual, a Terra a nossa natureza física e o Sol a energia da vida. A águia guia e traz equilíbrio e harmonia entre essas tres forças essenciais.

 

A Águia  ajuda-nos a ver acima da ignorância, ela é a conexão do Eu Inferior com o Eu Superior.

Ela ensina a atacar com coragem o medo do novo, do desconhecido, para conhecer novos horizontes, a ir por níveis superiores de consciência. 

 

Curandeiros e xamãs usam as suas penas como um importante instrumento de poder curativo.

 

Com os olhos da Águia podemos ver com a visão da luz solar clareando a verdade na escuridão da ilusão. Esta visão clara permite-nos ver à distância, para ver a nossa própria vida, livre de preconceitos e preocupações. Permite-nos voar longe dos limites dos detalhes, focando as coisas mais importantes e desenvolvendo os nossos espíritos.

A Águia ensina a ampliar a percepção sobre nós mesmos além dos horizontes visíveis

ALCE - O Alce é um animal grande e possante. A sua figura é de estabilidade, especialmente ligada à Terra e representa os dons da resistência, da auto-confiança e da responsabilidade. Também é um bom animal para questões de competição e para invocar o espírito da abundância

ANTÍLOPE - O Antílope inspira a cautela, e representa o silêncio e à capacidade de passar rapidamente da calma à acção. Como Animal de Poder inspira à consciência mística através da meditação.

Por vezes, surge como aviso para uma situação de perigo, especialmente se toma uma atitude de fuga.

ARANHA - A Aranha detém a virtude do labor e da criatividade. É a Senhora da Teia da Vida, - conhecida como, "tecelã do Universo" - da Magia e dos sonhos que, com delicadeza e força se manifestarão no mundo. Tem especial afinidade com trabalhos de cura.

 

Ela ensina-nos a persistir na realidade presente e, ao mesmo tempo, compreender a nossa relação individual com a totalidade da criação – a sua teia é uma metáfora dos pensamentos que expressam a nossa paisagem interior.

Para muitos xamãs, a Aranha é um dos seres mais antigos.

Para algumas tradições, o nosso mundo surgiu em consequência da teia que ela teceu no Princípio. E para algumas tradições africanas ela representa um insecto e como tal um animal intruso.

Já no Xamanismo Ancestral, a Aranha é associada à Deusa Maya, ou seja, à ilusão da realidade tridimensional.

BALEIA - A Baleia é um animal de vida longa, de grande inteligência e cuja voz é entendida como a a voz da Mãe Terra. As suas vocalizações equilibram o corpo emocional, transportam-nos às origens e harmonizam-nos com a natureza. A Baleia é invocada por todas as culturas litorais que a conheceram. Hoje em dia, com a globalização da informação e dos símbolos, ela é invocada por todos aqueles que procuram forma de percorrer grandes distâncias através do Mar do Inconsciente

Beija-flor - Nas suas regiões de origem (América Central e do Sul) os Beija-flores são tidos como mensageiros de cura. Despertam o amor, a leveza, a graça e a boa sorte, e simbolizam o amor romântico, a clareza, graça e protecção espiritual.

É uma das raras aves que exterioriza muita delicadeza e suavidade.

Quem tenha o Beija-flor como seu Animal de Poder é uma pessoa que busca sem cessar o contacto com a sua energia interior, com a sua magia e procura muito a contemplação e a unicidade com o meio-ambiente.

O xamã Beija-flor é um mensageiro do Grande Espírito, que veio para trazer a mensagem de cura para a humanidade, para curar suas doenças emocionais. Este Animal de Poder dá-nos percepção para enfrentar os obstáculos da vida com muita serenidade e auto-aceitação.

Ensina-nos a suavidade do viver. Viver contemplando tudo o que há, todas as pessoas, a humanidade e principalmente remonta-nos a procurar o nosso estado de graça universal.

 

A proteção espiritual também é um aliado muito forte deste Animal de Poder, já que ele actua como arquétipo do amor as energias e fluidos que ele capta sempre são energias de altíssima frequência vibratória. Assim sendo, ao meditarmos no Beija-flor unimo-nos à egregora do Amor Incondicional, que sustenta todo este Universo – manifesto e imanifesto.

Borboleta - As borboletas são seres de beleza rara e vida efémera. Atravessam vários estágios morfológicos ao longo do seu desenvolvimento, pelo que transportam o espírito da metamorfose. Como levíssimas criaturas do Ar, representam clareza mental, liberdade e desprendimento. São excelentes Animais de Poder quando se trata de enfrentar novas etapas da vida.

BÚFALO - O Búfalo é um Animal de Poder que nos chega, sobretudo, da cultura norte-americana. Representa a sabedoria ancestral, a esperança, a espiritualidade, a paz e a abundância. O Búfalo também inspira a tolerância e a paciência.

É muito diferente do touro. O touro está ligado à força física. O Búfalo resgata não apenas a questão do limite físico mas também de reverência e contacto com os seus ancestrais. Toda questão de limite e respeito está ligado inconscientemente aos nossos ancestrais.

Este é o Animal de Poder de pessoas que doam seus ensinamentos à comunidade e às pessoas à sua volta.

CABRA - A Cabra, bode, cabrito ou capricórnio é um dos mais antigos símbolos animais. Representam a determinação para escalar terrenos difíceis, a capacidade de sobrevivência, bem como o espírito brincalhão e a abundância nutritiva. A figura da Cabra faz parte de uma das mais interessantes representações do Homem Cósmico - o Baphomet. Como Animal de Poder ajuda-nos a ganhar resistência e a atingir os nossos objectivos.

CÃO - O Cão foi o primeiro animal que se tornou companheiro doméstico dos Seres Humanos. A sua natureza é leal e detém a capacidade para amar incondicionalmente. Transporta o espírito da fidelidade e do préstimo. A sua vida está, desde há muito, interligada com a nossa, pelo que o Cão pode surgir em formas muito diversas, com atribuições simbólicas também muito distintas.

Pessoas que possuem fortes ligações com os cães em geral são pessoas que acabam incorporando as características e qualidades deste animal, tais como: fidelidade, proteção, carinho, amor, companheirismo e territorialismo.

CARANGUEJO - O Caranguejo é um ser de casca dura e miolo mole. Como animal da Água, relaciona-se com o plano emocional e com a família. No seu aspecto negativo, pode surgir para indicar uma sobrevalorização de pormenores insignificantes ou a perda da lucidez perante os sentimentos. Como Animal de Poder pode ser invocado para protecção da família e dos lar.

CASTOR - O Castor é o Construtor dos Rios, ajuda-nos a abrir novos canais de pensamentos e a trasnformar o nosso mundo de acordo com as nossas necessidades. Transporta o dom da construção, da segurança, do conforto e da persistência.

Como Animal de Poder  ensina-nos a arcar de modo criativo com as responsabilidades do dia a dia. Ele nos ajuda a sermos mais produtivos e diligentes em nossas atividades. O Castor faz o que precisa ser feito, sem desperdiçar energias com procrastinações. Ele estimula a criatividade nas tarefas mais humildes e usa seus instintos para realizá-las com o máximo de eficiência, pois é muito diligente e adora trabalhar. Como Animal de Poder, o Castor nos ensina a trabalhar em equipe já que, no desenvolvimento de seus projetos de construção, todas as contribuições se equivalem e toda ação desempenha uma função necessária: na comunidade de castrores, todo mundo é artista ou projetista. O Castor sintetiza o ditado: “Antes da iluminação, corte a lenha e carregue a água; depois da iluminação, corte a lenha e carregue a água”.

 

 

 

CAVALO - O Cavalo também é um animal de grande nobreza, que detém uma força simbólica muito grande em várias culturas. Simboliza liberdade, beleza, força e poder. O seu poder não esta ligado à espiritualidade, não tem nada a ver com nenhuma doutrina ética, não é símbolo de nenhuma ideologia.

O Cavalo significa poder interior, liberdade de espírito, viagem xamânica, força e clarividência. Nada encarna melhor o espírito de liberdade do que os Cavalos selvagens. Para os xamãs, são considerados veículos seguros para viajar tanto no mundo físico quanto no espiritual. Esse animal está relacionado ao planeta Marte, que nos Vedas (escrituras sagradas) exterioriza o arquétipo de Agni (Deus do Fogo), sendo o fogo um dos elementos mais poderosos da natureza. Agni reje os rituais, as celebrações e as cerimônias sagradas.

CAVALO ALADO - Este animal mitológico surge em várias culturas, por exemplo, como Pégaso na tradição grega. Detém todos os atributos do Cavalo e ainda transporta os dons da elevação e da transmutação. É um excelente Animal de Poder a invocar para viagens astrais, abertura da visão e profecia

CAVALO MARINHO - Simboliza a dança, a leveza, elegância, suavidade, as conquistas amorosas e as brincadeiras. Ensina-nos a evocar tudo isso e a fluir emoções.

CENTAURO - O Centauro é Chíron da mitologia grega, que nos ensina, antes de mais, os caminhos da cura. Representa também o instinto animal que devemos aprender a manipular, bem como a ligação com os animais, o caos construtivo, a sexualidade e a fertilidade.

CHACAL - O Chacal é o senhor do submundo. Ele é comparado ao Deus egípcio Anúbis. Anúbis é o guardião dos mortos. A reverência ao Chacal, por algumas tradições se dá, pelo fato dele sempre conseguir invadir tumbas e túmulos sagrados, para se alimentar da carne dos cadáveres, mesmo estes possuindo uma alta segurança.

 

É um animal muito esperto, cauteloso, rápido e estrategista. Ele é o ancestral direto do lobo, porém, diferente na simbologia. O Chacal vive em grupo apenas quando elege uma parceira, e esta dá à luz filhotes. Geralmente é um animal muito solitário e procura suas presas geralmente à noite. Ele é conhecido nas florestas pelo seu uivo, que marca o despertar do sol, simbolizando para muitas tradições, que as sombras da escuridão noturnas já se foram.

 

Este é o Animal de Poder de muitos xamãs feiticeiros. Ele nos proporciona a chance de adentramos a essência da magia, aplicando-a para transformar as feridas em antídotos capazes de curar a alma do sofrimento da morte.

CHITA - A chita, assim como o leopardo, é um felino solitário, possui pernas longas e é muito flexível.

Como Animal de Poder a chita remonta-nos à  vontade de conquista, com rapidez e eficácia!

 

Quem a tenha como animal de poder são pessoas hábeis e possuem pensamentos rápidos, porém, tendem a isolar-se, não para se afastar dos seus compromissos de vida, aliás, são muito comprometidos por sinal, mas para se tornarem o seu próprio analista, para observar as suas trajetórias de vida e se preparar para o próximo combate, onde a estratégia e rapidez serão suas principais tácticas.

CISNE - O Cisne é uma ave graciosa e fiel que se associa com os ritmos do universo. Como Animal de Poder, inspira os poderes intuitivos e a profecia. Também é um símbolo para a transformação.

Cobra - As Cobras diferem das serpentes. Ela simboliza a cura física, mental, emocional e espiritual. Traz consigo os dons da transmutação, da cura, da regeneração, da sabedoria e da sensualidade.

 

São raras as pessoas pertencentes ao totem da Cobra. A iniciação no totem da Cobra pressupõe que as pessoas tenham vivido e experimentado as múltiplas mordidas da Cobra, e que tenham se tornado capazes de transmutar todos os venenos, quer sejam de natureza física, mental, emocional ou espiritual. O poder de cura da Cobra representa o poder da criação, porque engloba a sensualidade, a energia psíquica, a alquimia, a reprodução e a ascensão (ou imortalidade).

 

O ciclo de transmutação, que consiste em viver-morrer-renascer, é simbolizado pela troca de pele da Cobra. A energia da Cobra é a energia da totalidade da consciência cósmica e da capacidade de viver todas as experiências de peito aberto, sem oferecer resistência. É a consciência de que todos os elementos da criação possuem o mesmo valor. Assim, se a pessoa estiver centrada, no estado de espírito correcto, saberá que aquilo que é normalmente encarado como veneno pode ser comido, digerido, assimilado e transmutado. O veneno sempre pode ser transformado em energias positivas.

 

Thot, o pai da Alquimia, criou o símbolo de duas cobras enroladas em uma espada para representar o processo de cura. Cada organismo vivo possui uma porção masculina e uma porção feminina. O processo de fusão da energia masculina com a energia feminina gera uma energia divina, a energia da criação e da transmutação. Quando aceitamos a idéia de que possuímos estas duas energias em nós, podemos criar um espaço para que elas se mesclem e convivam em harmonia.

O totem da Cobra nos ensina que somos seres universais. Se conseguirmos aceitar e harmonizar todos os diferentes aspectos de nossa vida, poderemos alcançar a transmutação do nosso ser por intermédio da energia do fogo. Essa energia do fogo, atuando no plano material, gera paixão, desejo, procriação e vitalidade física. No plano emocional gera sonhos, ambição, criatividade e coragem. No plano mental gera inteligência, poder, carisma e capacidade de liderança. Quando a energia do fogo atinge o plano espiritual, ela se transforma em sabedoria, compreensão, sentimento de integração com o Todo e de conexão com o Grande Espírito que nos criou.

COIOTE- O Coiote chega-nos da América do Norte e representa a criança interior, a adaptabilidade, a confiança e o humor. Também é o pequeno trafulha que transporta o espírito da malícia e da mentira. Na Europa, onde não existem coiotes, este Animal de Poder é representado pela Raposa.

Coelho - O Coelho detém o dom da fertilidade, da abundância e da prosperidade, sendo bem conhecido como símbolo das celebrações da Primavera, Ostara e Páscoa. O Coelho também transporta o espírito do medo, da auto-preservação e da tolice, podendo surgir quando é necessário aplicar a agilidade para evitar prejuízos.

CONDOR - O Condor é o equivalente da Águia na América do Sul. No Peru é chamdo o Filho do Sol e representa o Mundo Superior.

ORUJA - A Coruja simboliza o medo, a morte, sabedoria, protecção e vitória.  um espírito da noite, como os seus maravilhosos olhos que tudo vêem, até na mais densa escuridão. Transporta os dons da visão oculta, da vigília, das sombras e da sabedoria antiga. Tal como também o Mocho, a Coruja está associada à rectidão e à justiça, pelo que pode ser chamada para ajudar em várias questões.

Ela é a passagem para o desconhecido. Esta ligada à verdadeira alquimia, que consiste em pegar o material bruto de que somos feitos e  transformar-nos em ouro alquímico - a pedra filosofal, a iluminação. Traz-nos o dom de não nos deixarmos enganar facilmente e ver-mos para além das aparencias e descobrir a verdade por detrás delas.

 

O mocho, por outro lado, tem a sua sabedoria ligada às suas emoções, e é por isso, mais protector com os seus ideais, com as suas virtudes, as suas "crias". É também muito espiritual, ambicioso e determinado embora não se dê conta disso.

DRAGÃO - O Dragão representa a força vital e os princípios primordiais que regem todas as coisas. É a representação animal dos Quatro Elementos e, por excelência, o Portador da Sabedoria. O Dragão detém a força para se mover por todos os mundos, é uma força viril, fecundante e extremamente poderosa. Como Animal de Poder é invocado para cura, para conhecimento do que está escondido e sobretudo, para confronto com os próprios demónios da psique e evolução espiritual.

Gato - O Gato, a par com o Cão, é o mais antigo companheiro dos Seres Humanos. Desde tempos imemoriais é tido como Senhor dos Mistérios, detentor dos dons da Magia e dos poderes lunares. O Gato é um poderoso guardião astral, protector da família e mestre da sensualidade. Como Animal de Poder, oferece-nos visões místicas, desperta a intuição e mostra-nos como não perder a individualidade e a independância perante a vida familiar ou comunitária.

 Também são extremamente sensitivos.

Curiosidade:

Os Gatos são independentes e não podem ser controlados, o que lhes dá um ar de mistério e alimenta sua reputação de amigos das bruxas. Certas criaturas, geralmente animais, são ajudantes e companheiras de quem trabalha com magia: é o caso dos Gatos. Ao contrário de outros animais, os Gatos não tem medo de seres espirituais invisíveis e têm uma excelente comunicação telepática com os seres humanos.

Lagarto - O Lagarto simboliza a adaptabilidade, a regeneração e a transformação. Como animal de Poder, estimula os sonhos e ajuda nas renovações.

O Lagarto é um animal muito tímido, suas lições falam de solidão, de alienação e de auto-imagem negativa. O Lagarto é solitário por natureza.

Assim como o camaleão muda de cor de acordo com o ambiente, o lagarto muda de aparência durante toda a sua vida. Como Animal de Poder, o Lagarto fará que entendamos o nosso processo evolutivo e como precisamos de desenvolver a nossa forte personalidade para garantir a nossa sobrevivência nessa existência material. Este animal permite-nos entender Quem Realmente Somos por baixo de nossa capa, e a explorar o nosso próprio processo de auto-protecção, que nos acompanha desde que nascemos. Compartilhando a nossa história de vida com o Lagarto, observaremos que o nosso corpo e na nossa alma se lembrarão de um tempo em que ainda não precisámos de proteção - da capa invisível que nos servia de escudo.

Com este animal podemos sair da capa protectora que criámos, assim como o Lagarto muda de pele, mesmo que seja temporariamente.

Lagartixa - Representa optimismo, adaptabilidade, regeneração, sonhos, renovação e transformação.

Ao contrário dos lagartos, as Lagartixas comunicam entre si através de ruídos.

Como Animal de Poder a Lagartixa remonta à capacidade de adaptabilidade, ou seja, o xamã que se adapta a qualquer lugar ou situação, sem falar da questão relacionada à regeneração, pois a Lagartixa regenera a sua cauda de maneira surpreendente, caso ela a perca.

Neste caso, simboliza o xamã que combate as influências de espíritos libertinos, e sempre após um combate espiritual o xamã possui a capacidade de recuperar sua energia vital.

LOBO - O Lobo é um dos animais mais populares como Animal de Poder. Todas as culturas o respeitam e valorizam os seus ensinamentos. O Lobo é generoso, extremamente dedicado à família, fiel e paciente. É também poderoso, valente e detentor de uma enorme capacidade para amar. Simboliza inteligência, sabedoria e cura, ele partilha sua energia com os demais.

Ele é o arquétipo do professor, precussor de novas idéias. Ele sai, aprende e volta ao seu clã para ensinar o que aprendeu.

 

O Lobo quando encontra e escolhe uma parceira geralmente é para o resto da vida, é ligado à família, embora mantenha um caráter individualista e solitário.

 

A energia desse animal  ensina-nos a procurar a nossa verdadeira "matilha", o nosso clã, família ou escolher um(a) companheiro(a) que possa acompanhar esse novo ciclo. Mas também preocupa-se, acima de tudo, em isolar-se de forma que possa escutar a sua voz interior. Podendo ser um isolamento em algum Lugar de Poder, ou se não for possível esse isolamento, busca pelos ensinamentos sagrados nos quais acredita que a sua voz interior possa vir a manifestar-se com clareza. Busca a sua intuição. Dá ao praticante a capacidade de aprender a escutar a sua voz interior.

POMBA - A pomba simboliza a paz profunda, ela acalma as preocupações e pensamentos inquietantes e permite-nos encontrar a renovação no silêncio da mente

Tartaruga - A Tartaruga é um animal antigo, de vida longa e especialmente ligado à Mãe Terra. Transporta consigo os dons da estabilidade, da paciência, da resistência e da sabedoria. Como Animal de Poder é muito protector e promove a longevidade. Mostra-nos que há certo conhecimento que só se adquire com anos de experiência. Por vezes, a Tartaruga surge para nos dizer que devemos pedir conselhos aos mais velhos ou para nos mostrar que devemos ter calma, temperança e que tudo leva o seu tempo até dar frutos.

Tigre - O Tigre tem o dom da aproximação lenta e calculada. É mestre em aproveitar as oportunidades e, quando o faz, é com toda a força e determinação.

Como Animal de Poder, mostra-nos quando uma situação necessita de observação cuidadosa e de preparação antes do ataque.

É o animal mais feroz, enfrenta inclusive o Leão.

Representa beleza, vaidade, astúcia, inteligência e coragem. Um caçador nato, porém solitário e silencioso.

Ele estuda suas presas e também seus inimigos. Possui uma audição fora do comum, olfato aguçadíssimo e visão seis vezes maior que a do ser humano, principalmente à noite.

Este animal nos ensina a ter foco na vida e paciência. É um animal independente e muito confiante.

No Xamanismo Ancestral o Tigre possui um simbolismo muito importante, ele serve de acento para Shiva Shankara, o Pai-Céu, significando que Shiva dominou às forças da natureza

Touro - O Touro é um dos mais antigos animais simbólicos, fazendo parte do imaginário de muitas culturas. Representa a fertilidade, o poder e a liderança. É também um animal com profunda ligação à Terra, indicado para protecção, materialização e estabilidade. Além de todos estes atributos, o Touro ainda nos inspira a generosidade, a hospitalidade e a paciência

As quatros direções nas mandalas

O primeiro é o LESTE que é o Sol, a energia do dia, a energia masculina, cujo elemento é o fogo que força ao espírito. O animal é a águia, condor, gavião, falcão, a coruja branca. A águia é a clareza, a visão, o objetivo e o foco. Ela voa e, antes de se envolver em qualquer situação, temos que olhar bem, ter certeza absoluta de que é aquilo que queremos. A águia escolhe sua presa e faz um mergulho seguro. Ela nos ensina uma lição: primeiro se afaste da situação para visualizá-la.

 Elemento: Fogo

Cor: Amarelo

Corpo: Espiritual

Sol

Masculino

Dia

Visão/ Observação à distância

Observar antes de investir energia

Águia/ Condor/ Serpente/ Gavião/ Falcão

O segundo movimento é o OESTE, onde está a Lua, a energia da noite, a energia feminina. O elemento é o ar que dá força à mente. Uma qualidade do ar é que ele fica preso ao peito, cujo centro é ocupado pelo coração. O animal é a ursa negra, a coruja,o morcego, o tatu e a pantera. E a introspecção e a ursa negra é a professora dessa direção. Os ursos, quando entram em período de hibernação, eles ingerem tudo que gera gordura para que, nesse período, tenham os nutrientes necessários para, quando acordarem, tenham a capacidade de ainda buscar alimento. Sua lição: mostrar a necessidade de se preparar para seguir um caminho, enfrentar os medos traumas, limitações, tudo que o  está impedindo no seu processo. Enfrentamos nossos demônios, nossas sombras, nossos padrões e aprendemos a enxergar isso. Há animais que circulam de LESTE a OESTE, como o lagarto.

 Elemento: Ar

Cor: Preto

Corpo: Mental

Lua

Feminino

Noite

Introspecção/ Análise/ Avaliação

Preparação interior/ Confrontar os limites

Perceber as barreiras e os sabotadores mentais

Ursa Negra/Lagarto/Tatu/Morcego

O terceiro movimento encontra-se no SUL, onde se  localiza a energia da criança. O elemento é a água que dá força ao coração, ao plano emocional. Os animais são o lobo, o coiote, a lontra, o golfinho - animais brincalhões. É onde  se vai descobrir o nosso potencial, o que se precisa fazer para assumir sem medo. É o momento de quebrar rótulos, romper paradigmas. O que se quer ser?  Se é resultado do pensamento dos amigos,  dos pais,  da sociedade, dos outros, ou se quer ser  resultado do seu próprio mental? O Sul é o lugar onde se joga uma pedra no espelho e se vê as várias fases que de somos feitos para, no meio delas, descobrir  a nossa face essencial. Qual delas é o EU SOU?  Temos acesso, portanto,  à autenticidade, ao nosso potencial. Assume-se, no Sul, aquilo de que se gosta, aquilo que se quer pra si mesmo: nossos verdadeiros talentos.

 Elemento: Água

Cor: Vermelho

Corpo: Emocional

Criança

Brincar/ Autenticidade/ Pureza

Deixar máscaras e rótulos/ Conectar com a verdadeira essência

Livre arbítrio/ Reconhecer Deus dentro de mim

Coiote/Lobo/ Onça/ Lontra/ Esquilo/ Golfinho

O quarto movimento é o do NORTE, a energia do sábio/velho. O elemento é a terra que dá força ao físico/corpo. Os animais são o alce, o búfalo, o cavalo, o gamo “animais que caminham fixo nas quatro patas”. É onde se aprende a ser seguro, andar em segurança. É o momento onde se sabe o que se quer, sabe-se quem se é, se está pronto para dar o mergulho da águia, atingir o nosso objetivo. Aí, circula-se e aprende-se com os professores - com várias características sutis: um gesto, um amigo, um erro, um acerto, uma planta, um pássaro, um mestre.

Sabe-se o que se quer e aprende-se a se preparar para o mergulho da águia - ir para o leste e depois circular. Estar sempre aprendendo com essas direções.

 Elemento: Terra

Cor: Branco

Corpo: Físico

Segurança/ Determinação/ Firmeza/ Respiração/ Concretização

Acreditando no potencial/ Tornando lei meu direito de ser feliz

Búfalo Branco/ Alce/ Touro /Cavalo

CORUJA: Simboliza "o ver a totalidade". É usada para ampliar a percepção com a sabedoria possibilitando ver a totalidade: o consciente e o inconsciente.

ÂNCORA: Simboliza segurança. É usada para trazer segurança e equilíbrio no plano físico, financeiro e também para se livrar de perdas materiais.

CHAVE: Simboliza as soluções. É usada para atrair boas soluções de problemas. O símbolo da chave quando trabalhado no fogo costuma atrair sucesso e riquezas.

ESTRELA DE 5 PONTAS: Simboliza evolução. É usada para proteção, além de estar associada à intuição, sorte e êxito. A estrela representa o domínio dos cincos sentidos. Também conhecida como o Pentagrama.

ESTRELA DE 6 PONTAS: Simboliza proteção. É usada como talismã de proteção contra inimigos visíveis e invisíveis. Também conhecida como Estrela Cigana e Estrela de David. A Estrela Cigana é o símbolo dos grandes chefes ciganos. Possui seis pontas, formando dois triângulos iguais, que indicam a igualdade entre o que está a cima e o que está a baixo. Representa sucesso e evolução interior.

FERRADURA: Simboliza energia e sorte. É usada para atrair energia positiva e boa sorte. A ferradura representa o esforço e o trabalho. Os ciganos têm a ferradura como um poderoso talismã, que atrai a boa sorte, a fortuna e afasta a má sorte.

LUA: Simboliza a magia e os mistérios. Usada geralmente pelas ciganas, para atrair percepção, o poder feminino, a cura e o exorcismo atentando sempre as fases: nova, crescente, cheia e minguante. A lua cheia é o maior elo de ligação com o sagrado, sendo chamada de madrinha. As grandes festas sempre acontecem nas noites de lua cheia.

MOEDA: Simboliza proteção e prosperidade. É usada contra energias negativas e para atrair dinheiro. A moeda é associada ao equilíbrio e à justiça e relacionada à riqueza material e espiritual, que é representada pela cara e coroa. Para os ciganos, "CARA" é o ouro físico e "COROA", o espiritual.

PUNHAL: Simboliza a força,o poder, vitória e superação. É muito usado nos rituais de magia, tem o poder de transmutar energias. Os ciganos também usavam o punhal para abrir matas, sendo então, um dos grandes símbolo de superação e pioneirismo, além da roda. O punhal também é usado na cerimônia cigana de noivado e casamento, onde é feito um corte nos pulsos dos noivos, em seguida o pulsos são amarrados em um lenço vermelho, representando a união de duas vidas em uma só.

RODA: Simboliza a Samsara, representando o ir e vir, o circular, o passar por diversos estados, o ciclo da vida, morte e renascimento, e é usada para atrair a grande consciência, a evolução, o equilíbrio. A roda é o grande símbolo cigano, que é representado pela roda dos vurdón que gira.

TAÇA: Simboliza união e receptividade, pois qualquer líquido cabe nela e adquire sua forma. Tanto que, no casamento cigano, os noivos tomam vinho em uma única taça, que representa valor e comunhão eterna.

TREVO: É o símbolo mais tradicional de boa sorte. Trevo de quatro folhas: traz felicidade e fortuna. Quando se encontra um trevo de quatro folhas na natureza, pode-se esperar sempre boas notícias.

Escada: Significa a caminhada, a evolução a ascenção ou involução. a ESCADA DE JACÓ, a conquista de etapas, das virtudes. Também significa a passagem de um plano para outro. Cruzar embaixo de escada é sinal de azar, uma superstição ainda viva nos dias de hoje por muitas pessoas.

Escaravelho: Símbolo espiritual e mitológico egípcio, venerado pelos mesmos, por este possuir a capacidade de sobrevivencia, também de carregar o disco solar, que é um atributo desses insetos de fazer uma esfera maior que ele, com lama, terra, e rolar estas por longas distancias. Com o nome de Kepri, é um emblema do Deus Solar.

DRAGÃO - O Dragão representa a força vital e os princípios primordiais que regem todas as coisas. É a representação animal dos Quatro Elementos e, por excelência, o Portador da Sabedoria. O Dragão detém a força para se mover por todos os mundos, é uma força viril, fecundante e extremamente poderosa. Como Animal de Poder é invocado para cura, para conhecimento do que está escondido e sobretudo, para confronto com os próprios demónios da psique e evolução espiritual.

Gato - O Gato, a par com o Cão, é o mais antigo companheiro dos Seres Humanos. Desde tempos imemoriais é tido como Senhor dos Mistérios, detentor dos dons da Magia e dos poderes lunares. O Gato é um poderoso guardião astral, protector da família e mestre da sensualidade. Como Animal de Poder, oferece-nos visões místicas, desperta a intuição e mostra-nos como não perder a individualidade e a independância perante a vida familiar ou comunitária.

 Também são extremamente sensitivos.

Curiosidade:

Os Gatos são independentes e não podem ser controlados, o que lhes dá um ar de mistério e alimenta sua reputação de amigos das bruxas. Certas criaturas, geralmente animais, são ajudantes e companheiras de quem trabalha com magia: é o caso dos Gatos. Ao contrário de outros animais, os Gatos não tem medo de seres espirituais invisíveis e têm uma excelente comunicação telepática com os seres humanos.

Lagarto - O Lagarto simboliza a adaptabilidade, a regeneração e a transformação. Como animal de Poder, estimula os sonhos e ajuda nas renovações.

O Lagarto é um animal muito tímido, suas lições falam de solidão, de alienação e de auto-imagem negativa. O Lagarto é solitário por natureza.

Assim como o camaleão muda de cor de acordo com o ambiente, o lagarto muda de aparência durante toda a sua vida. Como Animal de Poder, o Lagarto fará que entendamos o nosso processo evolutivo e como precisamos de desenvolver a nossa forte personalidade para garantir a nossa sobrevivência nessa existência material. Este animal permite-nos entender Quem Realmente Somos por baixo de nossa capa, e a explorar o nosso próprio processo de auto-protecção, que nos acompanha desde que nascemos. Compartilhando a nossa história de vida com o Lagarto, observaremos que o nosso corpo e na nossa alma se lembrarão de um tempo em que ainda não precisámos de proteção - da capa invisível que nos servia de escudo.

Com este animal podemos sair da capa protectora que criámos, assim como o Lagarto muda de pele, mesmo que seja temporariamente.

Lagartixa - Representa optimismo, adaptabilidade, regeneração, sonhos, renovação e transformação.

Ao contrário dos lagartos, as Lagartixas comunicam entre si através de ruídos.

Como Animal de Poder a Lagartixa remonta à capacidade de adaptabilidade, ou seja, o xamã que se adapta a qualquer lugar ou situação, sem falar da questão relacionada à regeneração, pois a Lagartixa regenera a sua cauda de maneira surpreendente, caso ela a perca.

Neste caso, simboliza o xamã que combate as influências de espíritos libertinos, e sempre após um combate espiritual o xamã possui a capacidade de recuperar sua energia vital.

LOBO - O Lobo é um dos animais mais populares como Animal de Poder. Todas as culturas o respeitam e valorizam os seus ensinamentos. O Lobo é generoso, extremamente dedicado à família, fiel e paciente. É também poderoso, valente e detentor de uma enorme capacidade para amar. Simboliza inteligência, sabedoria e cura, ele partilha sua energia com os demais.

Ele é o arquétipo do professor, precussor de novas idéias. Ele sai, aprende e volta ao seu clã para ensinar o que aprendeu.

 

O Lobo quando encontra e escolhe uma parceira geralmente é para o resto da vida, é ligado à família, embora mantenha um caráter individualista e solitário.

 

A energia desse animal  ensina-nos a procurar a nossa verdadeira "matilha", o nosso clã, família ou escolher um(a) companheiro(a) que possa acompanhar esse novo ciclo. Mas também preocupa-se, acima de tudo, em isolar-se de forma que possa escutar a sua voz interior. Podendo ser um isolamento em algum Lugar de Poder, ou se não for possível esse isolamento, busca pelos ensinamentos sagrados nos quais acredita que a sua voz interior possa vir a manifestar-se com clareza. Busca a sua intuição. Dá ao praticante a capacidade de aprender a escutar a sua voz interior.

POMBA - A pomba simboliza a paz profunda, ela acalma as preocupações e pensamentos inquietantes e permite-nos encontrar a renovação no silêncio da mente

Tartaruga - A Tartaruga é um animal antigo, de vida longa e especialmente ligado à Mãe Terra. Transporta consigo os dons da estabilidade, da paciência, da resistência e da sabedoria. Como Animal de Poder é muito protector e promove a longevidade. Mostra-nos que há certo conhecimento que só se adquire com anos de experiência. Por vezes, a Tartaruga surge para nos dizer que devemos pedir conselhos aos mais velhos ou para nos mostrar que devemos ter calma, temperança e que tudo leva o seu tempo até dar frutos.

Tigre - O Tigre tem o dom da aproximação lenta e calculada. É mestre em aproveitar as oportunidades e, quando o faz, é com toda a força e determinação.

Como Animal de Poder, mostra-nos quando uma situação necessita de observação cuidadosa e de preparação antes do ataque.

É o animal mais feroz, enfrenta inclusive o Leão.

Representa beleza, vaidade, astúcia, inteligência e coragem. Um caçador nato, porém solitário e silencioso.

Ele estuda suas presas e também seus inimigos. Possui uma audição fora do comum, olfato aguçadíssimo e visão seis vezes maior que a do ser humano, principalmente à noite.

Este animal nos ensina a ter foco na vida e paciência. É um animal independente e muito confiante.

No Xamanismo Ancestral o Tigre possui um simbolismo muito importante, ele serve de acento para Shiva Shankara, o Pai-Céu, significando que Shiva dominou às forças da natureza

Touro - O Touro é um dos mais antigos animais simbólicos, fazendo parte do imaginário de muitas culturas. Representa a fertilidade, o poder e a liderança. É também um animal com profunda ligação à Terra, indicado para protecção, materialização e estabilidade. Além de todos estes atributos, o Touro ainda nos inspira a generosidade, a hospitalidade e a paciência

As quatros direções nas mandalas

O primeiro é o LESTE que é o Sol, a energia do dia, a energia masculina, cujo elemento é o fogo que força ao espírito. O animal é a águia, condor, gavião, falcão, a coruja branca. A águia é a clareza, a visão, o objetivo e o foco. Ela voa e, antes de se envolver em qualquer situação, temos que olhar bem, ter certeza absoluta de que é aquilo que queremos. A águia escolhe sua presa e faz um mergulho seguro. Ela nos ensina uma lição: primeiro se afaste da situação para visualizá-la.

 Elemento: Fogo

Cor: Amarelo

Corpo: Espiritual

Sol

Masculino

Dia

Visão/ Observação à distância

Observar antes de investir energia

Águia/ Condor/ Serpente/ Gavião/ Falcão

O segundo movimento é o OESTE, onde está a Lua, a energia da noite, a energia feminina. O elemento é o ar que dá força à mente. Uma qualidade do ar é que ele fica preso ao peito, cujo centro é ocupado pelo coração. O animal é a ursa negra, a coruja,o morcego, o tatu e a pantera. E a introspecção e a ursa negra é a professora dessa direção. Os ursos, quando entram em período de hibernação, eles ingerem tudo que gera gordura para que, nesse período, tenham os nutrientes necessários para, quando acordarem, tenham a capacidade de ainda buscar alimento. Sua lição: mostrar a necessidade de se preparar para seguir um caminho, enfrentar os medos traumas, limitações, tudo que o  está impedindo no seu processo. Enfrentamos nossos demônios, nossas sombras, nossos padrões e aprendemos a enxergar isso. Há animais que circulam de LESTE a OESTE, como o lagarto.

 Elemento: Ar

Cor: Preto

Corpo: Mental

Lua

Feminino

Noite

Introspecção/ Análise/ Avaliação

Preparação interior/ Confrontar os limites

Perceber as barreiras e os sabotadores mentais

Ursa Negra/Lagarto/Tatu/Morcego

O terceiro movimento encontra-se no SUL, onde se  localiza a energia da criança. O elemento é a água que dá força ao coração, ao plano emocional. Os animais são o lobo, o coiote, a lontra, o golfinho - animais brincalhões. É onde  se vai descobrir o nosso potencial, o que se precisa fazer para assumir sem medo. É o momento de quebrar rótulos, romper paradigmas. O que se quer ser?  Se é resultado do pensamento dos amigos,  dos pais,  da sociedade, dos outros, ou se quer ser  resultado do seu próprio mental? O Sul é o lugar onde se joga uma pedra no espelho e se vê as várias fases que de somos feitos para, no meio delas, descobrir  a nossa face essencial. Qual delas é o EU SOU?  Temos acesso, portanto,  à autenticidade, ao nosso potencial. Assume-se, no Sul, aquilo de que se gosta, aquilo que se quer pra si mesmo: nossos verdadeiros talentos.

 Elemento: Água

Cor: Vermelho

Corpo: Emocional

Criança

Brincar/ Autenticidade/ Pureza

Deixar máscaras e rótulos/ Conectar com a verdadeira essência

Livre arbítrio/ Reconhecer Deus dentro de mim

Coiote/Lobo/ Onça/ Lontra/ Esquilo/ Golfinho

O quarto movimento é o do NORTE, a energia do sábio/velho. O elemento é a terra que dá força ao físico/corpo. Os animais são o alce, o búfalo, o cavalo, o gamo “animais que caminham fixo nas quatro patas”. É onde se aprende a ser seguro, andar em segurança. É o momento onde se sabe o que se quer, sabe-se quem se é, se está pronto para dar o mergulho da águia, atingir o nosso objetivo. Aí, circula-se e aprende-se com os professores - com várias características sutis: um gesto, um amigo, um erro, um acerto, uma planta, um pássaro, um mestre.

Sabe-se o que se quer e aprende-se a se preparar para o mergulho da águia - ir para o leste e depois circular. Estar sempre aprendendo com essas direções.

 Elemento: Terra

Cor: Branco

Corpo: Físico

Segurança/ Determinação/ Firmeza/ Respiração/ Concretização

Acreditando no potencial/ Tornando lei meu direito de ser feliz

Búfalo Branco/ Alce/ Touro /Cavalo

CORUJA: Simboliza "o ver a totalidade". É usada para ampliar a percepção com a sabedoria possibilitando ver a totalidade: o consciente e o inconsciente.

ÂNCORA: Simboliza segurança. É usada para trazer segurança e equilíbrio no plano físico, financeiro e também para se livrar de perdas materiais.

CHAVE: Simboliza as soluções. É usada para atrair boas soluções de problemas. O símbolo da chave quando trabalhado no fogo costuma atrair sucesso e riquezas.

ESTRELA DE 5 PONTAS: Simboliza evolução. É usada para proteção, além de estar associada à intuição, sorte e êxito. A estrela representa o domínio dos cincos sentidos. Também conhecida como o Pentagrama.

ESTRELA DE 6 PONTAS: Simboliza proteção. É usada como talismã de proteção contra inimigos visíveis e invisíveis. Também conhecida como Estrela Cigana e Estrela de David. A Estrela Cigana é o símbolo dos grandes chefes ciganos. Possui seis pontas, formando dois triângulos iguais, que indicam a igualdade entre o que está a cima e o que está a baixo. Representa sucesso e evolução interior.

FERRADURA: Simboliza energia e sorte. É usada para atrair energia positiva e boa sorte. A ferradura representa o esforço e o trabalho. Os ciganos têm a ferradura como um poderoso talismã, que atrai a boa sorte, a fortuna e afasta a má sorte.

LUA: Simboliza a magia e os mistérios. Usada geralmente pelas ciganas, para atrair percepção, o poder feminino, a cura e o exorcismo atentando sempre as fases: nova, crescente, cheia e minguante. A lua cheia é o maior elo de ligação com o sagrado, sendo chamada de madrinha. As grandes festas sempre acontecem nas noites de lua cheia.

MOEDA: Simboliza proteção e prosperidade. É usada contra energias negativas e para atrair dinheiro. A moeda é associada ao equilíbrio e à justiça e relacionada à riqueza material e espiritual, que é representada pela cara e coroa. Para os ciganos, "CARA" é o ouro físico e "COROA", o espiritual.

PUNHAL: Simboliza a força,o poder, vitória e superação. É muito usado nos rituais de magia, tem o poder de transmutar energias. Os ciganos também usavam o punhal para abrir matas, sendo então, um dos grandes símbolo de superação e pioneirismo, além da roda. O punhal também é usado na cerimônia cigana de noivado e casamento, onde é feito um corte nos pulsos dos noivos, em seguida o pulsos são amarrados em um lenço vermelho, representando a união de duas vidas em uma só.

RODA: Simboliza a Samsara, representando o ir e vir, o circular, o passar por diversos estados, o ciclo da vida, morte e renascimento, e é usada para atrair a grande consciência, a evolução, o equilíbrio. A roda é o grande símbolo cigano, que é representado pela roda dos vurdón que gira.

TAÇA: Simboliza união e receptividade, pois qualquer líquido cabe nela e adquire sua forma. Tanto que, no casamento cigano, os noivos tomam vinho em uma única taça, que representa valor e comunhão eterna.

TREVO: É o símbolo mais tradicional de boa sorte. Trevo de quatro folhas: traz felicidade e fortuna. Quando se encontra um trevo de quatro folhas na natureza, pode-se esperar sempre boas notícias.

Escada: Significa a caminhada, a evolução a ascenção ou involução. a ESCADA DE JACÓ, a conquista de etapas, das virtudes. Também significa a passagem de um plano para outro. Cruzar embaixo de escada é sinal de azar, uma superstição ainda viva nos dias de hoje por muitas pessoas.

Escaravelho: Símbolo espiritual e mitológico egípcio, venerado pelos mesmos, por este possuir a capacidade de sobrevivencia, também de carregar o disco solar, que é um atributo desses insetos de fazer uma esfera maior que ele, com lama, terra, e rolar estas por longas distancias. Com o nome de Kepri, é um emblema do Deus Solar.

DRAGÃO - O Dragão representa a força vital e os princípios primordiais que regem todas as coisas. É a representação animal dos Quatro Elementos e, por excelência, o Portador da Sabedoria. O Dragão detém a força para se mover por todos os mundos, é uma força viril, fecundante e extremamente poderosa. Como Animal de Poder é invocado para cura, para conhecimento do que está escondido e sobretudo, para confronto com os próprios demónios da psique e evolução espiritual.

Gato - O Gato, a par com o Cão, é o mais antigo companheiro dos Seres Humanos. Desde tempos imemoriais é tido como Senhor dos Mistérios, detentor dos dons da Magia e dos poderes lunares. O Gato é um poderoso guardião astral, protector da família e mestre da sensualidade. Como Animal de Poder, oferece-nos visões místicas, desperta a intuição e mostra-nos como não perder a individualidade e a independância perante a vida familiar ou comunitária.

 Também são extremamente sensitivos.

Curiosidade:

Os Gatos são independentes e não podem ser controlados, o que lhes dá um ar de mistério e alimenta sua reputação de amigos das bruxas. Certas criaturas, geralmente animais, são ajudantes e companheiras de quem trabalha com magia: é o caso dos Gatos. Ao contrário de outros animais, os Gatos não tem medo de seres espirituais invisíveis e têm uma excelente comunicação telepática com os seres humanos.

Lagarto - O Lagarto simboliza a adaptabilidade, a regeneração e a transformação. Como animal de Poder, estimula os sonhos e ajuda nas renovações.

O Lagarto é um animal muito tímido, suas lições falam de solidão, de alienação e de auto-imagem negativa. O Lagarto é solitário por natureza.

Assim como o camaleão muda de cor de acordo com o ambiente, o lagarto muda de aparência durante toda a sua vida. Como Animal de Poder, o Lagarto fará que entendamos o nosso processo evolutivo e como precisamos de desenvolver a nossa forte personalidade para garantir a nossa sobrevivência nessa existência material. Este animal permite-nos entender Quem Realmente Somos por baixo de nossa capa, e a explorar o nosso próprio processo de auto-protecção, que nos acompanha desde que nascemos. Compartilhando a nossa história de vida com o Lagarto, observaremos que o nosso corpo e na nossa alma se lembrarão de um tempo em que ainda não precisámos de proteção - da capa invisível que nos servia de escudo.

Com este animal podemos sair da capa protectora que criámos, assim como o Lagarto muda de pele, mesmo que seja temporariamente.

Lagartixa - Representa optimismo, adaptabilidade, regeneração, sonhos, renovação e transformação.

Ao contrário dos lagartos, as Lagartixas comunicam entre si através de ruídos.

Como Animal de Poder a Lagartixa remonta à capacidade de adaptabilidade, ou seja, o xamã que se adapta a qualquer lugar ou situação, sem falar da questão relacionada à regeneração, pois a Lagartixa regenera a sua cauda de maneira surpreendente, caso ela a perca.

Neste caso, simboliza o xamã que combate as influências de espíritos libertinos, e sempre após um combate espiritual o xamã possui a capacidade de recuperar sua energia vital.

LOBO - O Lobo é um dos animais mais populares como Animal de Poder. Todas as culturas o respeitam e valorizam os seus ensinamentos. O Lobo é generoso, extremamente dedicado à família, fiel e paciente. É também poderoso, valente e detentor de uma enorme capacidade para amar. Simboliza inteligência, sabedoria e cura, ele partilha sua energia com os demais.

Ele é o arquétipo do professor, precussor de novas idéias. Ele sai, aprende e volta ao seu clã para ensinar o que aprendeu.

 

O Lobo quando encontra e escolhe uma parceira geralmente é para o resto da vida, é ligado à família, embora mantenha um caráter individualista e solitário.

 

A energia desse animal  ensina-nos a procurar a nossa verdadeira "matilha", o nosso clã, família ou escolher um(a) companheiro(a) que possa acompanhar esse novo ciclo. Mas também preocupa-se, acima de tudo, em isolar-se de forma que possa escutar a sua voz interior. Podendo ser um isolamento em algum Lugar de Poder, ou se não for possível esse isolamento, busca pelos ensinamentos sagrados nos quais acredita que a sua voz interior possa vir a manifestar-se com clareza. Busca a sua intuição. Dá ao praticante a capacidade de aprender a escutar a sua voz interior.

POMBA - A pomba simboliza a paz profunda, ela acalma as preocupações e pensamentos inquietantes e permite-nos encontrar a renovação no silêncio da mente

Tartaruga - A Tartaruga é um animal antigo, de vida longa e especialmente ligado à Mãe Terra. Transporta consigo os dons da estabilidade, da paciência, da resistência e da sabedoria. Como Animal de Poder é muito protector e promove a longevidade. Mostra-nos que há certo conhecimento que só se adquire com anos de experiência. Por vezes, a Tartaruga surge para nos dizer que devemos pedir conselhos aos mais velhos ou para nos mostrar que devemos ter calma, temperança e que tudo leva o seu tempo até dar frutos.

Tigre - O Tigre tem o dom da aproximação lenta e calculada. É mestre em aproveitar as oportunidades e, quando o faz, é com toda a força e determinação.

Como Animal de Poder, mostra-nos quando uma situação necessita de observação cuidadosa e de preparação antes do ataque.

É o animal mais feroz, enfrenta inclusive o Leão.

Representa beleza, vaidade, astúcia, inteligência e coragem. Um caçador nato, porém solitário e silencioso.

Ele estuda suas presas e também seus inimigos. Possui uma audição fora do comum, olfato aguçadíssimo e visão seis vezes maior que a do ser humano, principalmente à noite.

Este animal nos ensina a ter foco na vida e paciência. É um animal independente e muito confiante.

No Xamanismo Ancestral o Tigre possui um simbolismo muito importante, ele serve de acento para Shiva Shankara, o Pai-Céu, significando que Shiva dominou às forças da natureza

Touro - O Touro é um dos mais antigos animais simbólicos, fazendo parte do imaginário de muitas culturas. Representa a fertilidade, o poder e a liderança. É também um animal com profunda ligação à Terra, indicado para protecção, materialização e estabilidade. Além de todos estes atributos, o Touro ainda nos inspira a generosidade, a hospitalidade e a paciência

As quatros direções nas mandalas

O primeiro é o LESTE que é o Sol, a energia do dia, a energia masculina, cujo elemento é o fogo que força ao espírito. O animal é a águia, condor, gavião, falcão, a coruja branca. A águia é a clareza, a visão, o objetivo e o foco. Ela voa e, antes de se envolver em qualquer situação, temos que olhar bem, ter certeza absoluta de que é aquilo que queremos. A águia escolhe sua presa e faz um mergulho seguro. Ela nos ensina uma lição: primeiro se afaste da situação para visualizá-la.

 Elemento: Fogo

Cor: Amarelo

Corpo: Espiritual

Sol

Masculino

Dia

Visão/ Observação à distância

Observar antes de investir energia

Águia/ Condor/ Serpente/ Gavião/ Falcão

O segundo movimento é o OESTE, onde está a Lua, a energia da noite, a energia feminina. O elemento é o ar que dá força à mente. Uma qualidade do ar é que ele fica preso ao peito, cujo centro é ocupado pelo coração. O animal é a ursa negra, a coruja,o morcego, o tatu e a pantera. E a introspecção e a ursa negra é a professora dessa direção. Os ursos, quando entram em período de hibernação, eles ingerem tudo que gera gordura para que, nesse período, tenham os nutrientes necessários para, quando acordarem, tenham a capacidade de ainda buscar alimento. Sua lição: mostrar a necessidade de se preparar para seguir um caminho, enfrentar os medos traumas, limitações, tudo que o  está impedindo no seu processo. Enfrentamos nossos demônios, nossas sombras, nossos padrões e aprendemos a enxergar isso. Há animais que circulam de LESTE a OESTE, como o lagarto.

 Elemento: Ar

Cor: Preto

Corpo: Mental

Lua

Feminino

Noite

Introspecção/ Análise/ Avaliação

Preparação interior/ Confrontar os limites

Perceber as barreiras e os sabotadores mentais

Ursa Negra/Lagarto/Tatu/Morcego

O terceiro movimento encontra-se no SUL, onde se  localiza a energia da criança. O elemento é a água que dá força ao coração, ao plano emocional. Os animais são o lobo, o coiote, a lontra, o golfinho - animais brincalhões. É onde  se vai descobrir o nosso potencial, o que se precisa fazer para assumir sem medo. É o momento de quebrar rótulos, romper paradigmas. O que se quer ser?  Se é resultado do pensamento dos amigos,  dos pais,  da sociedade, dos outros, ou se quer ser  resultado do seu próprio mental? O Sul é o lugar onde se joga uma pedra no espelho e se vê as várias fases que de somos feitos para, no meio delas, descobrir  a nossa face essencial. Qual delas é o EU SOU?  Temos acesso, portanto,  à autenticidade, ao nosso potencial. Assume-se, no Sul, aquilo de que se gosta, aquilo que se quer pra si mesmo: nossos verdadeiros talentos.

 Elemento: Água

Cor: Vermelho

Corpo: Emocional

Criança

Brincar/ Autenticidade/ Pureza

Deixar máscaras e rótulos/ Conectar com a verdadeira essência

Livre arbítrio/ Reconhecer Deus dentro de mim

Coiote/Lobo/ Onça/ Lontra/ Esquilo/ Golfinho

O quarto movimento é o do NORTE, a energia do sábio/velho. O elemento é a terra que dá força ao físico/corpo. Os animais são o alce, o búfalo, o cavalo, o gamo “animais que caminham fixo nas quatro patas”. É onde se aprende a ser seguro, andar em segurança. É o momento onde se sabe o que se quer, sabe-se quem se é, se está pronto para dar o mergulho da águia, atingir o nosso objetivo. Aí, circula-se e aprende-se com os professores - com várias características sutis: um gesto, um amigo, um erro, um acerto, uma planta, um pássaro, um mestre.

Sabe-se o que se quer e aprende-se a se preparar para o mergulho da águia - ir para o leste e depois circular. Estar sempre aprendendo com essas direções.

 Elemento: Terra

Cor: Branco

Corpo: Físico

Segurança/ Determinação/ Firmeza/ Respiração/ Concretização

Acreditando no potencial/ Tornando lei meu direito de ser feliz

Búfalo Branco/ Alce/ Touro /Cavalo

CORUJA: Simboliza "o ver a totalidade". É usada para ampliar a percepção com a sabedoria possibilitando ver a totalidade: o consciente e o inconsciente.

ÂNCORA: Simboliza segurança. É usada para trazer segurança e equilíbrio no plano físico, financeiro e também para se livrar de perdas materiais.

CHAVE: Simboliza as soluções. É usada para atrair boas soluções de problemas. O símbolo da chave quando trabalhado no fogo costuma atrair sucesso e riquezas.

ESTRELA DE 5 PONTAS: Simboliza evolução. É usada para proteção, além de estar associada à intuição, sorte e êxito. A estrela representa o domínio dos cincos sentidos. Também conhecida como o Pentagrama.

ESTRELA DE 6 PONTAS: Simboliza proteção. É usada como talismã de proteção contra inimigos visíveis e invisíveis. Também conhecida como Estrela Cigana e Estrela de David. A Estrela Cigana é o símbolo dos grandes chefes ciganos. Possui seis pontas, formando dois triângulos iguais, que indicam a igualdade entre o que está a cima e o que está a baixo. Representa sucesso e evolução interior.

FERRADURA: Simboliza energia e sorte. É usada para atrair energia positiva e boa sorte. A ferradura representa o esforço e o trabalho. Os ciganos têm a ferradura como um poderoso talismã, que atrai a boa sorte, a fortuna e afasta a má sorte.

LUA: Simboliza a magia e os mistérios. Usada geralmente pelas ciganas, para atrair percepção, o poder feminino, a cura e o exorcismo atentando sempre as fases: nova, crescente, cheia e minguante. A lua cheia é o maior elo de ligação com o sagrado, sendo chamada de madrinha. As grandes festas sempre acontecem nas noites de lua cheia.

MOEDA: Simboliza proteção e prosperidade. É usada contra energias negativas e para atrair dinheiro. A moeda é associada ao equilíbrio e à justiça e relacionada à riqueza material e espiritual, que é representada pela cara e coroa. Para os ciganos, "CARA" é o ouro físico e "COROA", o espiritual.

PUNHAL: Simboliza a força,o poder, vitória e superação. É muito usado nos rituais de magia, tem o poder de transmutar energias. Os ciganos também usavam o punhal para abrir matas, sendo então, um dos grandes símbolo de superação e pioneirismo, além da roda. O punhal também é usado na cerimônia cigana de noivado e casamento, onde é feito um corte nos pulsos dos noivos, em seguida o pulsos são amarrados em um lenço vermelho, representando a união de duas vidas em uma só.

RODA: Simboliza a Samsara, representando o ir e vir, o circular, o passar por diversos estados, o ciclo da vida, morte e renascimento, e é usada para atrair a grande consciência, a evolução, o equilíbrio. A roda é o grande símbolo cigano, que é representado pela roda dos vurdón que gira.

TAÇA: Simboliza união e receptividade, pois qualquer líquido cabe nela e adquire sua forma. Tanto que, no casamento cigano, os noivos tomam vinho em uma única taça, que representa valor e comunhão eterna.

TREVO: É o símbolo mais tradicional de boa sorte. Trevo de quatro folhas: traz felicidade e fortuna. Quando se encontra um trevo de quatro folhas na natureza, pode-se esperar sempre boas notícias.

Escada: Significa a caminhada, a evolução a ascenção ou involução. a ESCADA DE JACÓ, a conquista de etapas, das virtudes. Também significa a passagem de um plano para outro. Cruzar embaixo de escada é sinal de azar, uma superstição ainda viva nos dias de hoje por muitas pessoas.

Escaravelho: Símbolo espiritual e mitológico egípcio, venerado pelos mesmos, por este possuir a capacidade de sobrevivencia, também de carregar o disco solar, que é um atributo desses insetos de fazer uma esfera maior que ele, com lama, terra, e rolar estas por longas distancias. Com o nome de Kepri, é um emblema do Deus Solar.

Esfinge: Representa o DESAFIO. Esfinge é uma imagem icônica de um leão estendido com a cabeça de um falcão ou de uma pessoa, inventada pelos egípcios do império antigo, mas uma cultura importada da mitologia grega. Tem como finalidade ser guardiã da pirâmide.Havia uma única esfinge na mitologia grega, um demônio exclusivo de destruição e má sorte, de acordo com Hesíodo uma filha da Quimera e de Ortro ou, de acordo com outros, de Tifão e de Equídina— todas destas figuras ctônicas. Ela era representada em pintura de vaso e baixos-relevos mais freqüentemente assentada ereta de preferência do que estendida, como um leão alado com uma cabeça de mulher; ou ela foi uma mulher com as patas, garras e peitos de um leão, uma cauda de serpente e asas de águia. Hera ou Ares mandaram a esfinge de sua casa na Etiópia (os gregos lembraram a origem estrangeira da esfinge) para Tebas e, em Édipo Rei de Sófocles, pergunta a todos que passam o quebra-cabeça mais famoso da história, conhecido como o enigma da esfinge, decifra-me ou devoro-te:

"Que criatura pela manhã tem quatro pés, ao meio-dia tem dois, e à tarde tem três? " - Ela estrangulava qualquer inábil a responder, dai a origem do nome esfinge, que deriva do grego sphingo, querendo dizer estrangular.

Édipo resolveu o quebra-cabeça: O homem — engatinha como bebê, anda sobre dois pés na idade adulta, e usa um arrimo (bengala) quando é ancião. Furiosa com tal resposta, a esfinge teria cometido suicídio, atirando-se de um precipício.

Espelho: Símbolo do pensamento ou da consciência inferior, por sua capacidade de reproduzir as imagens a sua frente. Muito usado por bruxas, magos, o espelho também aparece como um portal para uma outra dimensão.  Símbolo feminina do tipo lunar.

Espinho: No cristianismo, é o símbolo da libertação espiritual (Coroa de espinhos). Também símbolo da provação carnal. A rosa e seus espinhos. Simboliza o raio luminoso.

Espiral: Símbolo arquetipal do cosmo, símbolo do processo evolutivo do universo. Na concepção egípcia, denota formas  cósmicas em movimento. Dentro do microcosmo, que é o próprio macrocosmo, temos a representação dos centros de forças do homem, os chakras são espirais vorticianas em constantes movimentos.

Jóia: Representa um armazenador de energias positivas, significa na simbologia o conhecimento. Uma jóia associado a um guardião como o dragão zelando por ela, significa a luta do homem em busca do conhecimento.

Olho:O filósofo romano Plotino, "nenhum olho está capacitado para ver o Sol enquanto ele não for o Sol". O olho é a vigília, ver representa aprender, ter experiência, experimentar, por isso está relacionado ao conhecimento.

 

Olho de Hórus: Os antigos egípcios usavam um sistema de frações baseado em caracteres distintos, tipo 1/2 era um símbolo, 3/4 era outro, etc, mas tinham alguma regra geral. Em particular, as frações do tipo 1/2^n (que seriam tipo 1/2, 1/4, 1/8, 1/16, 1/32...) tinham símbolos especiais, e, adivinham, a associação desses símbolos, do 1/2 até o 1/64 é o olho de Hórus.

1/2 representa o olfato.

1/4 representa a visão.

1/8 representa o pensamento, que seria a sobrancelha.

1/16 representa a audição.

1/32 representa o paladar, uma linguinha bem comprida, e não um rabo como eu imaginava.

1/64 representa o tato, que seriam as duas perninhas em contato com o mundo embaixo.

Hoje em dia, o Olho de Hórus adquiriu também outro significado e é usado para evitar o mal e espantar inveja (mau-olhado), mas continua com a idéia de trazer proteção, vigor e saúde.

Ovo: Símbolo da origem da vida, toda a forma ovóide significa a forma primordial de cada coisa manifestada, desde o átomo até os globos planetários. O ovo cósmico é o mundo e seus planos na concepção indiana. Os chineses acreditavam que o primeiro homem nasceu de um ovo. O OVO de páscoa  é um emblema da fertilidade que sintetiza o espírito dessa crença.

Raio: Símbolo do poder, de uma arma poderosa par aniquilar, usada pelos Deuses. Moisés usou conforme descrição bíblica. O raio era manipulada pelos Deuses Zeus (grego), Thor (Nórdico), Orixá Xangô (Mitologia Afro), Tupã (mitologia americana), Parabrahman (hindu). Personifica o fogo celeste, o raio criador e destruidor.

Totem: Totem é qualquer objeto, animal ou planta que seja cultuado como Deus ou equivalente por uma sociedade organizada em torno de um símbolo ou por uma religião, a qual é denominada totemismo. Totem é uma palavra dos Peles Vermelhas e designa simplesmente o “Brasão” ou as “Armas” que a família o traz. O “Brasão” era pintado ou cravado na maioria dos objetos usados pelo proprietário. As famílias dos Peles Vermelhas da América mandavam esculpir os seus Totens, quando podiam. Geralmente, eram altos pilares ou postes de cedro admiravelmente trabalhados. O “Brasão” ficava no elmo e em geral era um animal selvagem, ave ou peixe. Os índios tinham-no como talismã e acreditavam que velava por eles e os protegia

Tema simbólico mais rico e mais difundido. Símbolo da vida, em perpétua evolução e em ascensão para o céu, ela evoca todo o simbolismo da verticalidade.

 

Árvore põe igualmente em comunicação os três níveis do cosmo: o subterrâneo, através de suas raízes sempre a explorar as profundezas onde se enterram; a superfície da terra, através de seu tronco e de seus galhos inferiores; as alturas, por meio de seus galhos superiores e de seu cimo, atraídos pela luz do céu.

 

Simbólica: raízes (terra); galhos (céu) — universalmente considerada como símbolo das relações que se estabelecem entre a Terra e o Céu. (1)

 

 

FIGUEIRA

 

Assim como a oliveira e a videira, é uma das árvores que simbolizam a abundância. Também ela, porém, tem seu aspecto negativo: quando seca, torna-se a árvore do mal e, na simbólica cristã, representa a Sinagoga que, por não ter reconhecido o Messias da Nova Aliança, já não tem frutos; do mesmo modo representará particularmente as Igrejas cujos ramos tiverem sido dessecados pela heresia.

A figueira simboliza a ciência religiosa.

Jesus amaldiçoa a figueira. Deve-se notar que Jesus se dirige à figueira, ou seja, à ciência que essa árvore representa. (1)

 

CARVALHO

O Carvalho, em todos os tempos e por toda a parte, é sinônimo de força: e essa é claramente a impressão que dá a árvore na idade adulta. Aliás, carvalho e força exprimem-se pela mesma palavra latina: robur, que simboliza tanto a força moral como a força física.

De acordo com certa passagem da obra de Plínio, o Velho, que se apóia sobre a analogia do grego (drus), o nome dos druídas está em relação etimológica com o nome de carvalho; daí resulta a tradução homens de carvalho, que conseguiu se introduzir até mesmo nas obras eruditas modernas.

O nome druida é, etimologicamente, o da ciência (dru [u] id — os muitos sábios) e há uma primeira equivalência semântica com o nome do bosque e da árvore (-vid). Mas a árvore é, também, um símbolo de força, e os druidas celtas têm direito à sabedoria e à força. (1)

 

VIDEIRA

Nas religiões que cercavam a antiga Israel, a videira passava por ser uma árvore sagrada, até mesmo divina, e seu produto, o vinho, como bebida dos deuses. Encontramos um vago eco dessas crenças no Antigo Testamento (Juízes, 9, 13; Deuteronômio, 32, 37 s.).

Desde a sua origem o simbolismo da videira adquire um aspecto eminentemente positivo.

A videira é, antes de tudo, a propriedade e, assim, a garantia da vida e o que lhe dá o seu valor: um dos bens mais preciosos do homem (1 Reis, 21, 1 s.). Uma boa esposa é para o marido como uma videira fecunda (Salmos, 128, 3).

Jesus proclama que ele é a verdadeira cepa e que os homens não podem pretender ser a videira de Deus se não permanecerem nele. De outra forma, não passam de galhos secos que só servem para ser lançados ao fogo (João, 15, 1).

Em Mateus, 21, 28-46 a videira, na parábola dos vinhateiros homicidas, designa o reino de Deus que, inicialmente confiado aos judeus, será passado a outros.

O simbolismo da videira estende-se a cada alma humana. Deus é o vinhateiro que pede a seu filho que visita a vinha (Marcos, 12, 6). E, substituindo Israel, o Cristo tornar-se-á, por sua vez, comparável a uma videira, sendo o seu sangue o vinho da Nova Aliança. (1)

(1) CHEVALIER, J. e GHEERBRANT, A. Dicionário de Símbolos (mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figuras, cores, números). 12. ed., Rio de Janeiro, José Olympio, 1998.

 Fonte: http://sites.google.com/site/dicionariodesimbolos/arvore

Ao acender uma Vela , é possível identificar algumas mensagens que elas podem nos passar, como por exemplo:

Mensagem das Velas

Velas

Vela QUE NÃO ACENDE PRONTAMENTE

O Anjo pode estar tendo dificuldades para ancorar. O astral ao seu redor pode estar poluído.

Vela QUEIMANDO COM LUZ AZULADA

Indica a presença de Anjos e Fadas. É um bom sinal.

CHAMA VACILANTE

O Anjo demonstra que, devido às circunstâncias, seu pedido terá algumas mudanças.

CHAMA QUE LEVANTA E ABAIXA

Você está pensando em várias coisas ao mesmo tempo. Sua mente pode estar um pouco tumultuada.

 

CHAMA QUE SOLTA FAGULHAS NO AR

O Anjo colocará alguém no seu caminho para comunicar o que você deseja. Poderá ter algum tipo de desapontamento antes do pedido ser realizado.

CHAMA QUE PARECE UMA ESPIRAL

Seus pedidos serão alcançados, o Anjo já está levando sua mensagem.

PAVIO QUE SE DIVIDE EM DOIS

O pedido foi feito de forma dúbia.

PONTA DO PAVIO BRILHANTE

Você terá muita sorte e sucesso em seu pedido.

Vela QUE CHORA MUITO

O Anjo sente dificuldades em realizar seu pedido.

SOBRA UM POUCO DE PAVIO E A CERA FICA EM VOLTA

 

O seu Anjo está precisando de mais orações.

A VelasE APAGA

O Anjo ajudará na parte mais difícil do pedido, o resto cabe a você resolver.

Como é sempre dito, preste muito atenção nas mensagens que os Anjos nos enviam a todo momento, elas são importantes, muito importantes.

Fonte: www.mistico.com

Velas

A Vela é o mais simples e mais poderoso instrumento de trabalho.

Ela por si só engloba os 4 elementos:terra, fogo, ar e umidade. É a mensageira de nossos desejos, continua por nós nossa vigília. Ela está presente na alegria e na dor, na fé, na devoção e até na cura. É companheira de todas horas!

SIGNIFICADOS QUANTO AO FORMATO DA Vela

Cones ou Triangulares:equilíbrio, elevação

Quadradas:estabilidade, matéria

Estrela:espiritual, carma

Pirâmide:realizações matérias

Cilíndricas:servem para tudo

Anjos ou Animais:para o seu anjo da guarda, ou animal protetor

Lua:para acentuar sua energia intuitiva

Gnomo:para seu elemental da terra

Cone ou Triangulares:simbolizam o equilíbrio.Tem três planos:físico, emocional e espiritual.

Velas Cônicas:são voltadas para cima e significam o desejo de elevação do homem, sua comunicação com o cosmos.

Velas Quadradas:Simbolizam estabilidade na matéria. Seus lados iguais

Representam os quatro elementos:Terra, Água, Fogo, Ar.

Velas em Formato de Estrela de Cinco Pontas:É o símbolo do homem preso na matéria. Representa o carma.

Velas Redondas:Simbolizam mudança. E a energia mais pura do astral que só a mente superior alcança.

SEU PEDIDO SERÁ ATENDIDO?

O SIGNIFICADO DAS CHAMAS

Chama Azulada:pede-se paciência, pois seu pedido logo será realizado.

Chama Amarela:sua felicidade esta próxima.

Chama Vermelha:seu pedido esta sendo realizado.

Chama Brilhante:seu pedido esta tendo êxito.

Chama que Levanta e Abaixa:se concentre no seu pedido, pois a sua mente esta muito tumultuada.

Chama que Solta Fagulhas no ar:pode haver algum desapontamento ou aborrecimento antes do seu pedido se realizar.

Chama que Parece uma Espiral:não comente com ninguém sobre seu pedido, pois alguém próximo poderá atrapalhar.

Chama Enfraquecida:é preciso reforçar seu pedido.

Chama que Permanece Baixa:esta não é ainda a hora de seu desejo se realizar. Há uma necessidade de você cuidar primeiro do seu astral.

Chama que Vacila:poderão ocorrer algumas transformações (necessárias), antes que seu pedido se realize.

SIGNIFICADOS

SOBRE A Vela

Quando a Vela não acende:seu anjo esta com dificuldade para ancorar, pois o astral ao seu redor esta “poluído” ( carregado).

Pavio que se parte em dois:seu pedido não foi feito com fé, faça-o novamente.

Ponta de pavio brilhante:sorte e sucesso no seu pedido.

Vela que chora muito:você esta sem forças e muito emotiva(o),isso faz com que seu anjo tenha um pouco de dificuldade para realizar seu pedido.

Sobra um pouco de pavio e sobra Vela em volta:seu anjo pede mais oração.

Se a Vela apaga depois de acesa, ( sem muito vento ao redor):seu anjo fará a parte mais difícil, o resto é com você.

Quando a Vela queima por inteiro:seu pedido foi aceito.

Quando a Vela forma uma espécie de escada ao lado:seu pedido esta sendo realizado.

Quando sobra muita cera no prato:acenda o que sobrou, pois existem forças negativas tentando atrapalhar.Quando terminar acenda outra e agradeça sua anjo.

Dicas

Sempre acenda suas Velas com fósforos, nunca com isqueiros.

Nunca vire uma Vela após acesa, coloque um fósforo aceso em baixo dela, para derreter o bastante para você gruda-la no apoio ou castiçal.

 

Você não deve assoprar uma Vela para apagar, apague sempre com um apagador ou com os dedos

O significado das Velas

As cores vibram em diferentes frequências energéticas, e têm significados simbólicos que podem mudar de acordo com a religião, a cultura, o país e as crenças pessoais.

Listamos aqui alguns dos significados associados às cores:

O PODER DAS CORES DAS Velas:

A Vela azuldeve ser acesa quando se deseja adquirir calma, serenidade, sabedoria, desenvolver e trabalhar poderes paranormais, sensitividade, intuição e ter expansão nos projetos.

A Vela amareladeve ser acesa quando há necessidade de cura energética, clarear a mente, abrir o intelecto, firmar os pensamentos, desenvolver a espiritualidade e ocorrer mudanças rápidas das situações.

A Vela brancarepresenta a pureza e sinceridade. É utilizada para obtermos paz de espírito, harmonia, equilíbrio em nossas casas. Acende-se quando se deseja paz, limpeza, cura, reconciliação, harmonia e iluminação.

 

A Vela laranjadeve ser acesa para ter força mental, aumentar a confiança, a criatividade, o entusiasmo, o poder de atração e obter sucesso nos empreendimentos.

A Vela violeta ou lilásdeve ser acesa quando há necessidade de transmutar as energias, transformar negatividade, ter inspirações, aumentar a intuição, combater o “stress” e acalmar-se.

A Vela rosa representa a beleza, o amor, a moralidade. Deve ser usada em assuntos amorosos para fortificar relacionamentos afetivos. Boa cor para realizar os desejos do campo emocional e afetivo.

A Vela verde simboliza a calma, a tranquilidade e o equilíbrio. Deve ser acesa quando se desejar a cura física e espiritual, fertilidade, estabilidade e abundância.

A Vela vermelha deve ser acesa quando se precisa de coragem, ânimo, determinação, força, ação, dinamismo, vigor, proteção, conquistar e liderar assuntos relacionados à matéria, trabalho e dinheiro, para que se tenha triunfo e evolução rápida dos acontecimentos.

SIGNIFICADO DAS CORES DAS Velas

Existem muitas maneiras de usar as Velas. A forma mais simples de consiste em preparar a Vela para um objetivo específico. Pegue um pouco de azeite de oliva ou óleo de amêndoas e esfregue vigorosamente nas palmas das mãos. Unte a Vela , passando as mãos sete vezes no sentido do pavio para a base. Esse procedimento serve para purificar a Vela . Depois, repita o procedimento no sentido inverso, ou seja, da base para o pavio, assim você estará impregnando a Vela com a sua energia. No caso de pedidos para o amor, uma boa dica é colocar duas Velas juntinhas, escrevendo numa delas o seu nome, e na outra, o nome do seu par amoroso.

Você também pode untar as Velas com óleos aromáticos específicos para a área sentimental:rosas, ilangue-ilangue ou neróli (flor-de-laranjeira) são boas opções.

Vela Branca

A mais pura das Velas, a Vela branca é inspiração para o despertar da espiritualidade e a ascensão da consciência. Ligada aos chakras superiores, serve ao despertar da pureza essencial do homem. A Vela branca também representa a mãe, sendo excelente para despertar e fortalecer a imaginação, a criatividade e a fertilidade. Protege as crianças desde o útero materno até os oito anos. Reforça os laços familiares, representando a harmonia e pureza no lar. Ela purifica todo o organismo, mas ajuda principalmente na cura de doenças estomacais, das glândulas mamárias, do sistema linfático, do sistema nervoso central e do parassimpático. Protege as menstruações, a gravidez e os partos.

Vela Laranja

Esta Vela representa o Sol e deve ser utilizada para agradecimento a Deus. Ela incentiva a criatividade, as atividades artísticas e desportivas. E uma revitalizadora de todo o organismo, mas ajuda principalmente a proteger e restabelecer o coração, a coluna vertebral, o baço, o duodeno, a vista e a fertilidade. É excelente auxiliar para quem quer receber luz, espiritualizar-se e aumentar seu poder mental.

Vela Vermelha

Interessante lembrar que esta é uma das Velas mais utilizadas em magias ciganas e é a mais ligada à beleza física e à sensualidade. A Vela vermelha nos concede autoridade, vitalidade e paixão. Ela nos protege de acidentes e de situações de violência e perigo físico. E a melhor ajuda para a proteção de entes queridos.

Auxilia em qualquer intervenção cirúrgica. Traz vitalidade a todo o corpo, mas protege principalmente a cabeça, o rosto, os órgãos sexuais, as vias urinárias, os rins, as glândulas supra-renais, a circulação sanguínea e as secreções biliar e hepática. Ajuda a conectar com o chakra básico e com as forças terrestres. Vela importante quando queremos nos conectar com seres e forças do plano material.

Vela Amarela

Esta Vela nos permite dar forma e movimento a nossas idéias. É a Vela dacomunicação. Representa a ordem, o raciocínio e a lógica. Protege especialmente os pulmões e os brônquios, a respiração, o sistema cerebral e suas ramificações nervosas, a língua, os ouvidos, os intestinos, os braços e as mãos. Ela ajuda a vencer a timidez e favorece as relações sociais. Intensifica a memória, a agilidade mental, a eloquência e a capacidade de entender entrelinhas. Também ajuda na cura de doenças psicossomáticas.

Vela Rosa

 

Por estar muito ligada às forças do coração, esta Vela atrai seres e forças ligados a este plano sutil. A Vela rosa simboliza o amor incondicional e as relações regidas por afeto intenso. Provoca a atração e desperta a sensibilidade e os sentimentos nobres e puros. Protege o tato, a sensibilidade, o metabolismo, as funções renais, os órgãos sexuais femininos, a região lombar, a derme e o cabelo. Ela concede a harmonia necessária que deve haver entre as funções orgânicas.

Evita o contágio e a propagação das doenças venéreas,assim como a depressão.

Vela Violeta

Violeta é a cor da espiritualidade e a cor de Saint Germain, mestre ascensionado da Chama Violeta que auxilia na queima do karma. Ligada ao chakra do fogo, ajuda na purificação de nosso ser. Ela aumenta a nossa capacidade de sacrifício e a perseverança. Protege os missionários e os imigrantes. Atua sobre o pâncreas e o metabolismo endócrino, na circulação arterial e depuração do sangue. Evita processos infecciosos. Protege os pés, a pele, os músculos e as cadeiras.

Auxilia para que as pessoas se livrem de diversos tipos de vícios:cigarro, álcool, drogas, fármacos e as depressões suicidas induzidas por este tipo de dependência.

Vela Verde

Ligada ao chakra Svadhistana, ou seja, o chakra dos desejos, esta Vela ajuda na realização de nossos sonhos e metas. E também a Vela que desperta a vitalidade e recupera a energia vital, sendo aconselhável acendê-la quando nos sentimos exauridos e esgotados. Também utilizada em ritos para alcançar a fertilidade, a abundância e a fartura. A Vela verde está ligada ao mundo material, posto que o verde é a cor da natureza. Ela simboliza a estabilidade, a fidelidade, a constância, a responsabilidade, a perseverança, a longevidade, o êxito na profissão, a sabedoria e a transcendência. Protege os idosos e ajuda a evitar as doenças senis. Atua sobre os ossos, os dentes, a hipófise, as ramificações neurológicas e todas as partes do organismo consideradas frágeis e delicadas.

Vela Preta

É sempre bom lembrar que a cor preta é uma espécie de esponja que atrai para si praticamente qualquer coisa. Isso se aplica a roupas e, naturalmente, a Velas.

Por isso, a Vela preta deve ser utilizada somente em rituais esotéricos e por um iniciado, pois ele saberá exatamente que tipo de forças está atraindo.

Vela Azul

Quando azul claro, desperta interiorização, tranquilidade, paz e harmonização. Abre as portas do mundo oculto, tornando fácil a comunicação astral. Ótima na luta contra o medo. Quando o azul é mais profundo, representa o prazer de viver e tudo aquilo que nos desperta gosto pela vida. Ela estimula a sensualidade, a auto-estima e induz à conquista amorosa. Ela protege a garganta, a laringe, a faringe, a tireóide, a língua, as cordas vocais e a fala, o paladar, a Trompa de Eustáquio, o cerebelo, as vértebras cervicais e a nuca.

AS Velas E AS FORMAS

O formato das Velas tem muito a ver com os diversos planos e estados e são um fator importante no plano místico. Veja a seguir o que você pode saber apenas pelo formato de uma Vela .

Vela Quadrada

Este símbolo representa a terra, a matéria e os elementais da terra, os gnomos. Remete à cor vermelha, à nota musical Ré, ao Sol, ao chakra Muladhara e a Xangô.

Vela Meia Lua

Representa a água, o estado líquido, lemanjá e os elementais da água, as ondinas e as sereias. E relacionado aos sonhos e à Lua. Sua cor de equilíbrio é vinho, a nota musical é Si e desperta o chakra Svaddhistana.

Vela Triangular

Ligada ao fogo, às salamandras, a Ogum e a Marte. Sua nota musical é Dó, sua cor é lilás e desperta o chakra umbilical.

Vela Hexagonal

Representa o estado gasoso e os elementais do ar, os silfos. Ligado a Oxóssi, sua cor é rosa e sua nota musical é Fá. Desperta o chakra cardíaco e seu planeta é Saturno.

AS Velas E OS DIAS DA SEMANA

Os dias da semana são regidos por determinadas forças e entidades que dão poder às Velas confeccionadas ou utilizadas sob sua regência.

Domingo

Dia do Sol, propício para nos dar vitalidade e energia, vigor e alegria em viver. O domingo é o dia ideal para rituais de prosperidade e fama, quando desejamos reconhecimento pelos nossos esforços no trabalho ou nas artes.

Segunda-feira

Dia regido pelos mistérios da Lua, essencialmente feminino. Este dia propicia a conexão com o oculto, com os mistérios e com o lado mais sutil das coisas. Bom para rituais e exercícios de vidência e espiritualidade, para vermos o que está oculto.

Terça-feira

Dia de Marte, é ideal para magias que nos dão força e vontade para vencer os obstáculos. Ligado à cor vermelha. Os regentes deste dia podem ajudar em batalhas e lutas que precisamos travar.

Quarta-feira

Mercúrio rege este dia, dando mente ativa e serena para planejamentos e projetos. A criação de um plano de apoio para alcançar nossas metas é muito importante e por isso este dia é ótimo para concentração de todos aqueles que se sentem perdidos ou confusos quanto a sua vocação ou simplesmente não conseguem resolver um problema mais complexo.

Quinta-feira

Dia de Netuno, ideal para expansão e para início de empreendimentos.

Sexta-feira

Dia regido por Vênus, é muito bom para rituais de amor, amizade e beleza. Quando falamos de rituais de amor, é bom lembrarmos que muitas vezes um ritual de amor é necessário para que despertemos o amor por nos mesmos. Muitas pessoas precisam aprender a se amar antes de serem amadas por outras pessoas e as Velas são um ótimo canal para essa descoberta.

 

Sábado

Dia regido por Saturno, planeta de ciclo lento (pessoas sob sua regência tendem a demorar em suas diversas fases). É também dia de queima de karma e propício para conseguirmos paciência para concretização de projetos demorados.

OS CUIDADOS COM AS Velas

Tenha sempre absoluta consciência das forças que deseja despertar. Se despertar o amor, amizade, a sabedoria e a boa sorte, não há motivos para se preocupar. Isso nos leva aos pequenos e simples cuidados que todos os ocultistas devem ter ao lidar com Velas.

Antes de tudo, tenha certeza do que quer. Formule seu desejo para as forças ocultas e para você mesmo de maneira consciente e nunca de maneira leviana ou confusa.

Evite acender uma Vela que já tenha sido usada. Velas que já foram acesas não devem ser reaproveitadas. (isso vale para Velas de aniversário também). No caso de Velas usadas para iluminação da casa, não a mude de aposento, pois ela já possui a vibração do lugar onde foi acesa.

Caso tenham ocorrido situações tensas no aposento em que uma Vela estava acesa, como brigas, inveja, raiva, repressão e ciúmes, livre-se imediatamente da Vela , pois ela se carregou das energias negativas.

 

Se você não for um iniciado nas ciências ocultas, evite sair e deixar uma Vela acesa, mesmo que seja num altar. Além do risco evidente de incêndio, você corre o risco de a Vela atrair sem querer seres em busca de auxílio que podem trazer vibrações estranhas para sua casa.

Se você não é iniciado, não é aconselhável acender Velas dentro de sua casa para pessoas que não estão mais nesse plano (desencarnados).

Evite que toquem em suas Velas. Elas devem estar impregnadas das suas vibrações. Os monges do Tibet costumam magnetizar as Velas antes de acendê-las com a imposição de mãos e mantras para que ela fique integrada a sua intenção. Você pode fazer o mesmo, utilizando óleo e orações ou cânticos.

Procure, sempre que possível, adquirir mais conhecimentos sobre as cores, formas e essências das Velas, fazendo com que estes elementos trabalhem ao seu favor de acordo com suas intenções

Segundo Paracelso, ocultista medieval de origem francesa, o reino da natureza é habitado por espíritos que estão associados às plantas, aos animais, aos minerais, à água, ao fogo e ao próprio ar.

Esses espíritos, também conhecidos como seres elementais, dão “alma” a absolutamente tudo o que existe:às pedras, à terra, ao vento, s folhas…

Paracelso ensina que o verdadeiro mago é aquele que sabe manipular as forças da natureza. O ideal é que essa manipulação seja feita com boas intenções e propósitos nobres, ou seja, com o objetivo de atrair harmonia, de expandir a consciência, de promover o amor universal, etc.

 

Um dos mais poderosos elementos da natureza é o fogo, que está associado, entre outros atributos, à transmutação e à purificação. Os espíritos do Fogo são as Salamandras. Estas, de acordo com o ocultista, são criaturas flamejantes, de cor vermelho-alaranjada. Não têm forma definida e medem de 70 a 90 centímetros de altura.

Para você se valer da força das Salamandras, experimente recorrer às Velas.

Presentes em todos os ritos e nas mais diferentes liturgias, as Velas associam dois fatores muito importantes: a força das salamandras e os poderes associados às cores.

Existem muitas maneiras de usar as Velas. A forma mais simples de magia consiste em preparar a Vela para um objetivo específico. Pegue um pouco de azeite de oliva ou óleo de amêndoas e esfregue vigorosamente nas palmas das mãos. Unte a Vela , passando as mãos sete vezes no sentido do pavio para a base. Esse procedimento serve para purificar a Vela . Depois, repita o procedimento no sentido inverso, ou seja, da base para o pavio, assim você estará impregnando a Vela com a sua energia.

Acenda as Velas sempre em lugares altos, de modo que estas fiquem em altura superior à sua. Coloque-as em pratinhos brancos, pois esse tipo de recipiente tem uma energia neutra, que não vai interferir na atuação na atuação da Vela .

Escrever o nome na cera da Vela é uma boa maneira de potencializar a energia mágica do fogo. Para isso, use um alfinete ou uma agulha bem forte, e que, de preferência, nunca tenham sido usados para outras finalidades. Sempre escreva o nome no sentido da base para o pavio.

 

Além do nome, você também pode escrever na Vela a palavra-chave do que você está tentando atrair: sorte, prosperidade, amor, paixão, harmonia, paz, saúde, vitalidade, coragem, determinação…

No caso das magias para o amor, uma boa dica é colocar duas Velas juntinhas, escrevendo numa delas o seu nome, e na outra, o nome do seu par amoroso.

Você também pode untar as Velas com óleos aromáticos específicos para a área sentimental: rosas, ilangue-ilangue ou neróli (flor de laranjeira) são boas opções.

AS Velas DE CORES MESCLADAS – devem ser usadas com cuidado. Tome cuidado principalmente com aquelas que incluírem detalhes na cor preta.

Sempre que acender essas Velas decorativas, procure estar com a mente serena e vibre de maneira positiva.

 

Fonte: ceiaot.com.br

Fonte: linkscampeoes.com.br

Fonte:www.terreirodeyansa.hpg.ig.com.br

 

 

Bibliografia

Por Vitor Hugo França

Conheça o site do autor e baixe material exclusivo sobre animais de poder: http://www.animaldepoder.com.br

www.personare.com.br › Você › Autoconhecimento

exto extraído do livro Mandala – O uso na Arteterapia de Maida Santa Catarina.

mandalamystica.com.br/significado-esoterico-dos-simbolos-nas-mandalas/

valeriacora.blogspot.com/2007/07/significado-das-mandalas-geometria.html

naturalmenteenatural.blogspot.com/2009/06/mandalas-e-seus-significados.html

https://www.greenme.com.br › Viver › Arte e Cultura

https://www.dicionariodesimbolos.com.br/mandala/

https://www.significados.com.br/mandala/

www.zenitude.com.br/blog/mandalas-saiba-mais-sobre-o-seu-significado/

muitoalem2013.blogspot.com/2013/09/mandala-o-simbolo-da-integracao-e.html

ocirculosagrado.blogspot.com/2011/02/o-significado-dos-cores.html

airmandadedotriangulo.blogspot.com/2011/10/os-sete-simbolos-do-chakra.html

www.personare.com.br › Você › Autoconhecimento

veraluz.pt/os-quatro-elementos/

www.personare.com.br/significados-dos-quatro-elementos-astrologicos-m7253

https://cosmopaganismo.wordpress.com/.../ar-fogo-agua-e-terra-os-quatro-elementos

simbolosantigos.blogspot.com/2012/09/os-4-elementos.htm

vanessatuleski.com.br/v2/os-quatro-elementos/

https://www.dicionariodesimbolos.com.br/simbolos-alquimia/

https://projetoalquimia.wordpress.com/2012/04/07/o-poder-dos-simbolos-2[

Esta informação é uma recolha de vários sites presentes na internet.

E nalguns animais a informação pode não ser suficiente.

Por isso recolhi alguns links que usei que possuem informação mais detalhada.

http://taronanet.com.br/animais-de-poder/

http://minhamagia.blogspot.com/2011/01/animal-de-poder-pavao.html

http://www.xamanismoancestral.com.br/artigos/animais_sagrados.html

http://www.animaisdepoder.com.br/?tag=renascimento

http://www.casadobruxo.com.br/textos/animais1.htm

www.luzdaserra.com.br/animais-de-poder-conheca-os-significado-de-cada-um-358

katryoska-wiccasolitaria.blogspot.com/2011/05/animais-espirituais-significados.html

www.xamanismoancestral.com.br/artigos/animais_sagrados.html

vozdoselementos.com.br/xamanismo/animais-de-pode

www.portalsaofrancisco.com.br › Esoterismo

Livro: O Xamanismo e as Tecnicas Arcaicas do Extase - Mircea Eliade

Símbolos Esotéricos - Espiritualismo.info

www.espiritualismo.info/simbolos.html

caminho xamanico- xamanismo.com

CONTATOS

Tels.: 3816-1137 • 3816-3780 • 3814-9396 • 9-9999-0506
wilma.nubiato@yahoo.com.br

COMO CHEGAR

Rua Paulistânia, 593 - Sumarezinho - São Paulo

MENSAGENS

Preencha o formulário abaixo e envie-nos sua mensagem

Psicovia Terapia do Ser - 2016 - Todos os direitos reservados. -

Desenvolvimento