Atividade Expressiva
Arteterapia:
Possibilidades de mudanças
Iluminação do Sol - Brincando de ser criança.

A Arte-Terapia distingue-se como método de tratamento para o desenvolvimento pessoal, integrando no contexto psicoterapeutico mediadores artísticos. Tal origina uma relação terapêutica particular, assente na interação entre o sujeito (criador), o objeto de arte (criação) e o terapeuta (receptor).

O recurso à imaginação, ao simbolismo e a metáforas enriquece e incrementa o processo.

As características referidas facilitam a comunicação, o ensaio de relações objetais e reorganização dos objetos internos, a expressão emocional significativa, o aprofundar do conhecimento interno, libertando a capacidade de pensar e a criatividade. (Ruy de Carvalho, 2001)

A mandala, que pode ser compreendida como círculo mágico, símbolo do centro, da meta e do si-mesmo, enquanto totalidade psíquica, de centralização da personalidade e produção de um centro novo nela. Nesse sentido, Chevalier e Gheerbrant (2001, p. 585) explicitam que a mandala é, concomitantemente, a imagem e o motor da ascensão espiritual, que procede de uma interiorização cada vez mais elevada da vida. É ainda através de uma concentração progressiva do múltiplo no uno que o eu pode ser integrado no todo e o todo reintegrado no eu. C. G. Jung recorre à imagem da mandala para designar uma representação simbólica da psique, cuja essência nos é desconhecida. Observou que essas imagens são utilizadas para consolidar o mundo interior e para favorecera meditação em profundidade.

Entre as representações do Self, quase sempre encontramos a imagem dos quatro cantos do Mundo, com um centro de um círculo dividido em quatro mandala (círculo mágico) para designar esse tipo de estrutura, que pode ser compreendida como uma representação simbólica do átomo nuclear da pisque humana (Jung, 2002)
Chandra e Kumar (2005, p. 308) comentam: As mandalas são diagramas circulares e esféricos para a visualização durante as práticas religiosas. É um dos maiores símbolos da experiência humana. Ela é a passagem de um estado para outro, ou seja, do material ao espiritual. Seu centro é uma entidade;
sua periferia é a perfeição. É um instrumento visual para a concentração ou meditação introvertida que conduz à realização das formas sobrenaturais que se encontram na mandala.

Nessa atividade utilizamos imagem do sol, para colarem nas mandalas.

Observamos uma dinâmica diferente, estavam felizes, cantalorando, fizeram mais de uma mandala.
SOL- O deus, o pai, o fogo e o sol, sÔo sinônimos mitológicos posto que são símbolo de criação; o sol é o pai visível do mundo, o criador, fecundador. Ele simboliza o sêmem enquanto imagem do progenitor, símbolo do princípio da paternidade, do aspecto positivo e fecundador da força vital. A forca vital psíquica, a libido, simboliza-se pelo sol ou personifica-se em figuras de heróis com atributos solares, assim como se expressa através de imagens do falo. O disco solar com seu calor fecundante é análogo ao calor fecundante do amor e a comparação da libido com o sol e fogo é um raciocínio análogo. Os gentios consideravam o sol como o deus dos cristãos e para os maniqueus, era a própria representação do deus, está sempre associado tanto à divindade como ao governante. Nas catacumbas era comum encontrar-se símbolos solares daí que a cruz gamada, que corresponde a roda solar, é encontrada sobre o hábito do Fossor Diógenes, no cemitério de Pedro e Marcelino. O nascer do sol no mar, o se por, e o seu inevitável retorno nascendo outra vez, simbolizam o próprio destino humano, o filho que se afasta da me para "vencer" na vida e voltar transformado em sua maturidade. No Japão, o micado ou dairi era considerado uma encarnação da deusa do sol, ele era o Imperador Espiritual da Pátria e se arrogava uma autoridade sobre todos os outros deuses locais. Na astrologia, constitui-se na mais alta expressão da individualidade, um instrumento para que se alcance o SELF.

O sol tem relação com nossa vida, ele é representado por um círculo com um ponto no meio. Esse circulo é o símbolo universal do infinito, o que não tem principio nem fim. È a união, a plenitude e a perfeição suprema.O ponto simboliza o principio da criação, a origem, a divindade.

O círculo e o ponto juntos simbolizam o início do Universo, a perfeição espiritual, a união dos elementos, a energia e a plenitude do ser completo.

O Sol, a nossa maior e mais poderosa estrela representa o princípio masculino, o Pai, o aspecto yang do TAO.

É o centro energético da vitalidade O poder Sol é a Luz e relaciona-se diretamente com a ampliação da nossa
Consciência Superior da criação e da essência divina. A luz é o símbolo do conhecimento, a busca pela realização e a capacidade criadoraa individualidade, a essência divina e criativa.

Fonte de luz, calor e vida esse astro mais brilhante do nosso céu traduz toda uma simbologia de grandeza, poder, majestade e soberania. Para muitos povos era a manifestação da divindade ou mesmo o próprio Deus.

O fecundador, vivificador, alimentador, a origem de tudo o que existe, o princípio e o fim de toda manifestação. Seria também a imagem da inteligência cósmica e seus raios representariam o conhecimento intelectivo.

O ciclo solar, diariamente nos apresenta uma imagem de ressurreição e de imortalidade: vida, morte e renascimento. É um símbolo ativo e representativo da energia yang, em contraponto com a lua, que é um princípio passivo e yin. O sol é a fonte da luz que a lua reflete e correspondem ao espírito e a alma e suas sedes o coração e o cérebro respectivamente.

Num outro aspecto, o sol traduz um simbolismo destruidor e devastador, na aridez, nas secas e nos escaldantes desertos.

O aspecto visível de Deus, aquele que a pessoa pode ver todos os dias. O Deus Surya é conhecido pelos shaivites e pelos Surya é a Deidade Solar-Chefe. Na literatura hindu, Surya é notadamente mensionado como sendo vaisnavas como sendo um aspecto de Shiva e Visnu. O deus Sol era louvado na Índia antiga como o símbolo da vida eterna e da saúde.

Desde muitos séculos atrás até hoje a arte é utilizada para expressar situações vivenciadas pelo ser humano, independentemente do seu grau de desenvolvimento cultural e intelectual. Alguns filósofos referem-se a arte como necessária ao homem, como uma forma de equilíbrio e de integração com o seu meio ambiente. A linguagem utilizada pela imagem requer um empenho de reconhecimento de cores, movimentos, formas e sensações visuais.

Esse tipo de comunicação ultrapassa os objetivos da estética, juízo crítico e avaliação artística, podendo assumir função terapêutica, ampliando suas oportunidades e permitindo que outros profissionais explorem seus recursos e a utilizem com fins não-estéticos.

A adoção da arte como terapia possibilita ao cliente identificar nas suas representações artísticas, seus sentimentos, pensamentos e sensações em diversas épocas ou situações de vida. No século XIX, as expressões artísticas já eram utilizadas em hospitais como atividades terapêuticas e auxiliavam no diagnóstico de diversos quadros clínicos patológicos.

A utilização desse tipo de terapia expressiva em idosos sadios ou portadores de demências é uma proposta que objetiva a manutenção da integridade cognitiva, emocional e social para indivíduos nessa fase da vida. É crucial ressaltarmos que esse segmento terapêutico visa por meio das técnicas de terapia expressiva promover o bem estar do idoso, manter sua funcionalidade, retardar o avanço da demência, melhorar as condições de interação com os familiares e simultaneamente investir do bem estar da família.

A arte terapia pode ser um ótimo instrumento de trabalho com idosos,pois por seu aspecto lúdico proporciona as pessoas que estão nesta fase da vida,expressar seus sentimentos,emoções,medos e angústia,em relação ao seu processo de envelhecimento.

Através da arte,o idoso pode resgatar situações de vida que não foram devidamente elaboradas,e a partir dos recursos artísticos e expressivos,pode configurara tais situações e elaborá-las e integrá-las a sua consciência.

Fazer e vivenciar arte promove relaxamento,rebaixamento do nível da ansiedade,inquietude,impaciência e angústia-que é normal no indivíduo idoso.

É uma oportunidade de ser escutado,de receber atenção,que em muitos casos é o que muitos idosos precisam.

É também uma forma de lazer, onde o idoso preenche o tempo de forma prazerosa

Site consultado
envelhecimentoemfoco.blogspot.com/.../arte-terapia-como-metodo-terap
repositorio.ismt.pt/.../Arteterapia%20em%20idosos_%20efeitos%20nas%
suamandala.blogspot.com/2011/11/simbologia-do-sol.html‎
www.significadodossimbolos.com.br/busca.do?simbolo=Sol
www.xamanismo.com.brHomeRede de Poder

CONTATOS

Tels.: 3816-1137 • 3816-3780 • 3814-9396 • 9-9999-0506
wilma.nubiato@yahoo.com.br

COMO CHEGAR

Rua Paulistânia, 593 - Sumarezinho - São Paulo

MENSAGENS

Preencha o formulário abaixo e envie-nos sua mensagem

Psicovia Terapia do Ser - 2016 - Todos os direitos reservados. -

Desenvolvimento